Como se preparar para o concurso do Senado: 8 passos até a aprovação

Com uma das maiores remunerações do Brasil (na data em que escrevemos esse artigo, remunerações de até R$ 27 mil para níveis médio e superior), o concurso do Senado é sem dúvida alguma um dos mais atrativos tanto para concurseiros experientes quanto para marinheiros de primeira viagem.

Entretanto, aviso que é também um dos concursos mais concorridos, por isso, seguir algumas dicas de como se preparar para o concurso do Senado Federal pode ser o diferencial para ser aprovado.

Se você quer aproveitar a oportunidade e faturar uma vaga, sugerimos que coloque as dicas abaixo em prática! Como você verá a seguir, a preparação deve começar o quanto antes.

Como se preparar para o concurso do Senado Federal aplicando 8 dicas

1. Comece antes do edital

Você deve criar uma rotina de estudos para concursos antes mesmo do edital ser lançado.

Uma média de dedicação diária de 3 horas (incluindo final de semana) já pode ser o suficiente para começar a aquecer os motores.

Esse período pré-edital é importante para você iniciar o estudo de disciplinas gerais que estiveram presentes nas provas passadas.

O processo de como se preparar para o concurso do Senado exige uma dedicação especial do concurseiro, pois, são provas que chamam muita atenção do público, por causa dos altos salários.

2. Aumente a dedicação quando o edital sair

Para quem deseja passar no concurso a publicação do edital é um sinal de sprint final, é a hora de dar o gás com tudo.

É importante criar uma rotina de estudos que seja personalizada para a sua situação.

Caso você tenha um trabalho, deverá aproveitar horários alternativos, e provavelmente irá diminuir as horas de sono (mas não exagere, 6 horas é em média o mínimo que você precisa para continuar rendendo).

O Ciclo de Estudos é um método atual e que está aprovando milhares de estudantes nas provas mais concorridas. Nos tópicos a seguir falaremos sobre ele.

Indicamos que você separe momentos para fazer exercício físico, pois eles ajudam na concentração e na armazenagem das informações.

3. Aproveite cada minuto de tempo

Essa dica é principalmente para quem precisa criar um plano de estudo para concurso mesmo trabalhando.

Você deve aproveitar, por exemplo, o caminho até seu local de trabalho. Use aulas em áudio para estudar as Leis e a Constituição. Se for de ônibus use fone de ouvido e no carro aproveite para colocar um volume mais alto.

Os áudios também podem ser ouvidos enquanto você estiver fazendo afazeres da casa, por exemplo.

Você pode fotografar os mapas mentais que construir (falaremos mais sobre eles, adiante) e aproveitar momentos como filas de banco, mercado e salas de espera para revisar os conteúdos.

4. Faça toneladas de exercícios

Além das aulas em vídeo que você pode assistir de graça no Youtube, a internet também facilita o acesso a milhões de exercícios. Para isso você deve acessar um dos sites que reúnem um amplo banco de questões. Esse não é o único, há muitos outros tão bons quanto ele.

Fazer as provas dos certames passados é uma ótima dica para memorizar os estudos para concurso e ainda aplicar o conhecimento teórico.

5. Crie Mapas Mentais

Os mapas mentais podem tornar seu estudo mais produtivo.

Nós já falamos sobre eles nos tópicos acima, mas sua importância exige que mais algumas linhas sejam dedicadas ao assunto.

Os mapas mentais são formas visuais de representação do conteúdo.

Sua característica visual, além de ajudar o cérebro a memorizar mais facilmente as informações, permite a construção de conexões entre temas. Isso cria uma rede de conhecimento. Ou seja, permite ligar um único assunto a diversos conceitos estudados.

Além disso, você pode usar aplicativos de mapas mentais para revisar as matérias já estudadas. Com eles, você pode acessar as matérias em qualquer hora e lugar, aproveitando cada momento de pausa no trabalho ou em atividades corriqueiras da vida pessoal.

Leia também: 13 aplicativos para organizar estudo e gerenciar seu tempo

A seguir, separamos um caso de sucesso de Fernando Mesquita, que passou no concurso público TRF1 apenas usando mapas mentais e questões de concursos passados. As dicas compartilhadas podem te ajudar a seguir em frente.

Ainda sobre mapas mentais, Walmar Andrade, aprovado no último concurso público do Senado, contou como usou essa ferramenta como parte da estratégia de estudo; “Foram mais de 100 mapas mentais desenhados para o concurso público do Senado (…) grande parte da matéria a ser estudada tratava de processo legislativo e fluxos de regras regimentais. Esse é o tipo de estudo que fica muito melhor em forma de mapa mental (sobretudo fluxogramas) do que em anotações em caderno”, afirmou.

6. Coach para concursos

Muita gente nos pergunta se “coach para concursos vale a pena”.

A verdade é que depende muito do seu perfil como concurseiro e da estratégia criada para seus estudos.

Uma dica de como se preparar para o concurso do Senado, entretanto, é buscar por um especialista em conteúdos muito específicos, como Regimento Interno e Processo Legislativo. Encontrar um profissional que já atua no Senado ou um professor que é focado nestes assuntos pode ser um diferencial, justamente pela especificidade do conteúdo.

7. Dedique-se ao Português

O português é o calcanhar de Aquiles para muitos concurseiros e também possui grande peso na prova de concurso do Senado Federal.

Na última prova, que teve banca da FGV, foram cobrados conhecimentos gramaticais raros. Então dedique-se bem a essa disciplina.

Pontuação está entre as principais questões do conteúdo de português.

Aproveitando este tópico, uma dica importante de como se preparar para concurso do Senado é que você conheça a banca responsável pelo certame. Estude o histórico da banca e o estilo na hora de formular questões.

8. Ciclo de estudos com rotação de matérias

Um dos melhores métodos de plano de estudos é o Ciclo de Estudos. Uma metodologia criada por Alexandre Meirelles e que já aprovou milhares de concurseiros no Brasil todo.

Walmar Andrade, aprovado no concurso do Senado, que já citamos acima, utilizou a metodologia e se deu bem.

A ideia do Ciclo de Estudo é criar blocos de matérias que tenham no mínimo meia hora de duração e no máximo 2h30. É importante que você intercale disciplinas teóricas com as de raciocínio lógico ou cálculo.

Dedique mais blocos do ciclo às matérias que você tem mais dificuldade e também às que caem mais na prova.

Ao encerrar um ciclo você deve, em regra, reiniciá-lo, sem precisar mudar as matérias, nem o número de horas dedicadas a elas.

Com o passar do tempo, você deve inserir outros conteúdos ainda não estudados, diminuir o tempo dedicado a algumas matérias e aumentar o número de blocos de outras. Mas a mudança no ciclo não é constante. Você fará isso apenas de tempos em tempos.

A aparência do ciclo é como a do exemplo a seguir.

 Como se preparar para o concurso do senado federal

 

Você também pode organizá-lo em formato de tabela.

Para aprender como montar um ciclo de estudo, sugerimos que leia o artigo;Como fazer um ciclo de estudos flexível e eficaz: 5 passos”.

Resumidamente, os 5 passos são:

  1. defina o tamanho do ciclo;
  2. analise cada disciplina de acordo com sua habilidade com o conteúdo;
  3. estabeleça a quantidade e tempo dos blocos;
  4. distribua os blocos de matéria no ciclo;
  5. revise o ciclo

Você pode aplicar o método de maneira ainda mais fácil utilizando o aplicativo EstudAqui. Ele faz todo esse trabalho pra você e é o único do mercado que cria o seu ciclo de estudos perfeito automaticamente.

Nosso sistema oferece a melhor forma de controle do estudo diariamente, e também as melhores estatísticas para entender o seu histórico.

Escolha a prova para a qual deseja estudar e nós te mostramos todas as matérias que são pedidas no edital. Com apenas 1 clique nossa tecnologia criará um ciclo de estudo personalizado e exclusivo para você, considerando as suas dificuldades e facilidades pessoais em cada matéria, além de considerar também as estatísticas do que mais caiu em provas passadas.

Acesse nossa plataforma e conheça mais sobre o EstudAqui. Faça seu tempo valer a pena!

O que estudar para concurso (mesmo sem saber para qual): antes e depois do edital

Português, Raciocínio Lógico, Direito Constitucional e Administrativo… essas são algumas das disciplinas comuns de muitos certames, por isso, estão na lista do que estudar para concurso público de quase todo concurseiro.

As disciplinas acima, são parte das disciplinas comuns de concursos de diversas áreas, então, se você ainda não tem certeza de qual área seguir ou qual prova fazer, indicamos que comece a se preparar fazendo aulas e comprando livros dessas áreas.

É claro que, para quem quer saber como passar em concurso público não basta se dedicar a essas 4 matérias, dessa forma, selecionamos 4 dicas sobre o que estudar para concurso público para você seguir.

Continue no nosso artigo e descubra algumas sugestões sobre por onde começar a estudar para concurso e como se preparar para as provas.

O que estudar para concurso: 4 dicas para uma preparação completa

#1 Comece com as matérias mais comuns

Como falamos acima, se você ainda não sabe em qual concurso deseja ser aprovado, a sugestão é se dedicar às disciplinas comuns a quase todas as áreas.

Português é o melhor exemplo desse tipo de matéria e, ao contrário do que muitos concurseiros iniciantes pensam, não é um conteúdo simples. Trata-se de um dos terrores de qualquer tentante!

Na maioria dos concursos o Português é uma prova eliminatória e cheia de pegadinhas.

Você pode usar o edital mais recente de um concurso (de qualquer banca organizadora) e ver o que foi pedido. Normalmente, o conteúdo mais exigido é o relacionado a pontuação.

Ao escolher uma prova ou área, reveja o edital específico da mesma e se dedique a conhecê-lo.

Assim como Português, Raciocínio Lógico também é uma disciplina comum e muitas vezes “rejeitada” pelos concurseiros. Não é exatamente uma matéria difícil, mas confunde muitos estudantes.

Já Direito Constitucional e Administrativo são as bases do conhecimento necessário para qualquer servidor público que trabalhe com legislações. 

Enquanto o primeiro tem como material básico a Constituição, presente e disponível gratuitamente no site do Planalto, o segundo diz respeito às regras administrativas do seu local de trabalho (o Estado).

#2 Escolha uma área

O que muitos concurseiros novatos não sabem é que você não precisa, necessariamente, se dedicar a uma prova exclusivamente (pelo menos não nos primeiros concursos que fizer).

Quando você selecionar o que estudar para concurso público, pode se dedicar a áreas que “abracem” diversos concursos. As mais comuns e disputadas são as carreiras:

  • Fiscais;
  • Policiais;
  • de Tribunais.

O que estudar para concursos da área Fiscal?

Nos concursos da carreira Fiscal, as disciplinas mais comuns são:

  • Português;
  • Raciocínio Lógico;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Tributário;
  • Matemática Financeira;
  • Contabilidade;
  • Estatística;
  • Economia;
  • Inglês;
  • Informática.

O que estudar para concursos da área Policial?

Se você tem o sonho de ingressar na carreira Policial, pode selecionar o que estudar para concurso público considerando as matérias listadas abaixo:

  • Português;
  • Raciocínio Lógico;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Penal;
  • Direito Processual Penal;
  • Matemática Financeira;
  • Contabilidade;
  • Economia;
  • Administração;
  • Redação;
  • Informática.

O que estudar para concursos da área de Tribunais?

Agora, se a sua concentração está na área dos concursos para Tribunais, deve se dedicar às disciplinas a seguir:

  • Português;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Penal;
  • Direito Processual Penal;
  • Direito Processual Civil.

As disciplinas que indicamos, fazem parte de uma lista de conteúdos comuns, dentro de cada área. Ou seja, de acordo com o concurso que você escolher, outras matérias serão acrescentadas à sua grade.

Como dissemos, se você escolheu apenas uma área e quer se preparar para ela até que comecem a sair os editais, as listas acima irão te ajudar a selecionar o que estudar para concurso público.

#3 Saiu o Edital?! Entenda ele a fundo

Como já dissemos, você não precisa esperar o editar para montar um plano de estudo para concurso. Se ele ainda não saiu, mas está previsto, ou você quer muito se preparar com antecedência e sair na frente de alguns candidatos, a sugestão é utilizar o edital anterior para guiar sua organização.

Você corre o risco de alguns pontos mudarem, mas também terá adiantado bastante coisa. Nessas horas, o coaching para concursos pode valer a pena ou você pode ir até um cursinho preparatório, fazer algumas aulas e descobrir insights sobre o que costuma cair em toda edição da prova.

Quando o edital oficial sair, dedique um tempo para entender cada ponto, inclusive como será a avaliação da banca (isso parece bobeira, mas concurseiros experientes sabem como a banca examinadora faz total diferença em sua preparação para o certame).

Faça uma lista das matérias cobradas e uma sub lista com os conteúdos internos de cada uma das disciplinas.

Marque as matérias com as quais você acredita ter mais facilidade e mais dificuldade. Sinalize as que você já avançou na fase pré-edital.

#4 Crie um Ciclo de Estudos

Com as matérias com as quais você deve estudar em mãos e com a marcação do grau de dificuldade que você tem em cada conteúdo, é hora de organizar seu plano de estudos.

O modelo que indicamos aqui é o Ciclo de Estudos. Algumas vantagens nos fazem ter essa inclinação pelo método, entre elas:

  • o Ciclo de Estudos se adapta à sua rotina, não engessando sua agenda;
  • você diversifica as disciplinas que estuda em um dia;
  • te força a estudar conteúdos que você não gosta, mas que são importantes, evitando a procrastinação;
  • aumenta sua frequência de revisão, mantendo os conteúdos sempre frescos em sua mente;
  • aumenta a sua motivação, pois, você se sente evoluindo mais rapidamente em seu ciclo, e muito mais.

O Ciclo de Estudo é uma metodologia criada por Alexandre Meireles e já aprovou milhares de concurseiros no Brasil, nas provas mais difíceis.

Para aprender como criar um ciclo, sugerimos que leia o artigo; Como fazer um ciclo de estudos flexível e eficaz: 5 passos”. 

Para tornar esse método ainda mais eficaz e economizar ainda mais tempo em todo esse planejamento, você pode usar o aplicativo EstudAqui. É rápido, fácil, e extremamente eficiente, basta escolher a prova que deseja fazer e indicar em quais disciplinas têm mais dificuldade. A partir disso, o sistema monta seu ciclo personalizado, de maneira rápida e automática, e ainda gerencia o seu estudo diariamente.

Agora você já sabe por onde começar e quais os passos para selecionar o que estudar para concurso público. Se ficou com alguma dúvida deixe nos nossos comentários, pois, será um prazer respondê-las.

Por onde começar a estudar para concurso: dicas para organizar os primeiros passos

Finalmente, você decidiu que vai fazer aquele concurso super concorrido, mas que você sempre sonhou em tentar. E neste momento você se pergunta: por onde começar a estudar para um concurso?

Da reunião dos detalhes iniciais até como organizar suas matérias e se manter produtivo durante a preparação. Vamos abordar algumas dicas que vão te ajudar a dar os primeiros passos para estudar para concurso. Continue lendo!

Por onde começar a estudar para concurso: primeiros passos

O mais importante nos concursos é começar seus estudos cedo, preparar-se para saber o que esperar, o que você precisa estudar e ter um plano de como abordar tudo o que você precisa cumprir.

1. Cheque os detalhes do seu concurso

Antes de começar a estudar para para um concurso, saiba:

  • Quando e onde a prova irá acontecer, caso já haja um edital publicado, é claro;
  • Qual o nível de concorrência ou percentagem da classificação final do concurso em provas passadas?
  • O que você precisa levar com você no dia da prova e o que não pode levar para o local do exame. Por exemplo, se você não pode levar calculadora, não deverá ficar dependente dela nos estudos.

Para encontrar estas informações, leia com atenção os detalhes do último edital. É uma leitura burocrática, mas fundamental para você se alinhar com os objetivos do que está fazendo.

Pesquise online e conheça as experiências de outras pessoas que também se prepararam para o mesmo concurso.

Hoje em dia, com Youtube e outras redes sociais, muitos concurseiros compartilham suas experiências e dicas. E algo com certeza será válido para estimulá-lo nessa fase inicial.

2. Descubra o formato da prova

Descobrir a duração e o formato da prova, incluindo os tipos de perguntas que você pode esperar, vai ajudar a planejar e a se concentrar nos estudos. 

Você vai saber para que tipos de perguntas se preparar e planejar uma estratégia de como alocar seu tempo no dia da prova. 

Mais uma vez, a internet facilita o acesso a provas antigas para se familiarizar com o escopo de questões. 

Amigos ou conhecidos que já fizeram o exame também podem ajudá-lo contando como foi sua experiência, as maiores dificuldades e como superá-las. 

3. Planeje seu tempo de estudo

A criação de um plano de estudos ajuda a organizar e saber por onde começar a estudar para concurso. Além de dar metas para o estudo.

Caso já haja um edital publicado, comece preenchendo a(s) data(s) do(s) seu(s) concurso(s) nem um calendário. Em seguida, divida seu tempo de acordo com o número de tópicos que você precisa estudar. 

Assim como o tempo para revisar, inclua tempo para fazer provas passadas, exercícios e revisão adicional, se necessário.

Lembre-se de ser realista em relação ao seu plano:

  • Planeje começar seu estudo cedo. Se você começar tarde demais, vai aumentar o estresse, o que não ajuda no processo de aprendizado;
  • Decida que dias da semana e por quanto tempo em cada dia você vai estudar;
  • Certifique-se de que seu plano seja flexível e permita que você se adapte caso surja algo inesperado. Não preencha todas as horas de todos os dias;
  • Certifique-se de permitir intervalos e incluir tempo livre. As pausas ajudam você a descansar e absorver o que está aprendendo.

4. Crie um ciclo de estudo para as matérias

Existem concursos com um volume grande de matérias para estudar. Isso pode gerar muitas dúvidas de por onde começar a estudar para o concurso.

Por isso, nessa fase inicial de preparação e planejamento, pesquisar novos métodos e tecnologias podem ajudá-lo a organizar seus estudos de um jeito prático.

É o caso da técnica do ciclo de estudo. Essa técnica de estudo é comprovadamente eficiente para aprovação em concursos públicos, e bem difundida para concursos da área fiscal e outras áreas que possuem provas de extrema dificuldade. 

Ou seja, é uma técnica de altíssimo desempenho, e vai te ajudar muito também nas provas menos concorridas.

por-onde-comecar-estudar-concurso

Exemplo de ciclo de estudo intermediário para Auditor Fiscal da RF com 20h.

O objetivo é que você consiga organizar um ciclo com as matérias divididas em intervalos de tempo variáveis de acordo com o volume a ser estudado, dentro do total máximo de horas do ciclo.

O ciclo de estudo pode ter, por exemplo, 10h, 12h, 24h, ou até mais horas de duração, dependendo do tipo de concurso para o qual você está estudando. 

Fazendo essa divisão, você consegue organizar as matérias e saber por onde começar a estudar para seu concurso. 

E o melhor, com o ciclo de estudo nenhuma das matérias deixa de ser estudada, uma vez que você passa por todas frequentemente ao recomeçar o ciclo depois de concluí-lo uma vez.

Se você ainda não se especializou na técnica do ciclo de estudos, saiba que deveria! Sugerimos que você complete a sua leitura sobre o assunto com o artigo “Como fazer um ciclo de estudos flexível e eficaz em 5 passos”.

Automatize a organização de estudo com um aplicativo

Se você é do tipo de concurseiro que gosta de ter vantagens práticas, automatizar a divisão das matérias com um aplicativo é uma ótima forma de saber por onde começar a estudar para um concurso.

Uma dessas ferramentas é o aplicativo da Estudaqui. Seu funcionamento é bastante simples, e extremamente poderoso:

  1. Selecione a prova para a qual você deseja estudar; 
  2. Em seguida, o app te mostra todas as matérias que caem na prova e são pedidas no edital;
  3. Com apenas um clique, o aplicativo cria um plano de estudo/ciclo de estudo perfeito para você, feito de acordo com suas dificuldades e facilidades pessoais, e também com as estatísticas de quais assuntos mais caíram nas provas passadas.

Se além de estudar você também trabalha, essa é uma forma simples e fácil de controlar o tempo de estudo com relatórios estatísticos e histórico de tudo o que foi estudado. Além de ter dicas para melhorias de desempenho no estudo.

O usuário ainda tem disponível dentro do app um comparativo com os concurseiros concorrentes que estudam para a mesma prova.

Os primeiros passos para estudar para um concurso passam por essas fases de conhecer o concurso que você vai prestar e tudo que ele vai exigir de você até sua realização.

Não fique ansioso pensando em algo lá na frente. Concentre-se e foque, inicialmente, na organização das informações iniciais.

Assim, ficará mais claro por onde começar a estudar para um concurso e guiar-se durante essa jornada, sabendo exatamente o tempo que cada matéria exigirá de você. 

Quer conhecer melhor o aplicativo da Estudaqui? Acesse o site e confira outros benefícios do app e comece seu caminho para o sucesso nos estudos. Conheça agora como funciona!

9 dicas para estudar para concurso e ter mais chance de aprovação

Você pode estar apenas começando a empreitada ou já estar há algum tempo em busca de uma vaga nos grandes concursos do Brasil. Independente de qual é o seu caso, algumas dicas para estudar para concurso podem ser o diferencial para sua aprovação.

Não existe técnica milagrosa, isso você já sabe. Entretanto, existem práticas que podem:

  • otimizar seu tempo de estudo, fazendo você aprender mais em menos tempo;
  • potencializar sua capacidade de armazenar informações e fazer ligações rápidas entre conteúdos;
  • ajudar a ficar atento aos detalhes – como a banca de avaliação – que são diferenciais entre quem é aprovado e quem não é.

A seguir, separamos 9 dicas de como estudar para concurso. Todas podem ser postas em prática independentemente de você se dedicar integral ou parcialmente ao estudo. Então, continue sua leitura.

9 dicas para estudar para concurso e aumentar suas chances de aprovação

1. Não espere o edital sair para começar a estudar (mas fique atento a ele)

Essa primeira dica para estudar para concurso pode parecer estranha para quem começou a vida de concurseiro agora, mas é muito comum para quem está na caminhada há algum tempo.

Acompanhe previsões de editais de concursos e comece a se preparar com antecedência.

Se você tem um concurso específico em mente, como, por exemplo, o de Auditor Fiscal da Receita Federal, pode se dedicar a conteúdos que são comuns a outros concursos da área fiscal e ampliar suas possibilidades.

Leia mais: Plano de estudo para Auditor Fiscal da Receita Federal

Quando o edital for divulgado é importante que você leia com atenção cada tópico. Ele é um guia para montar seu plano de estudo para concurso.

2. Faça provas de edições anteriores

Independente de ter ou não o edital em mãos, fazer as provas das edições anteriores é uma boa prática de estudo, sem custo, e que te prepara para os exercícios que você vai encontrar na prova.

3. Conheça a banca do concurso

Além de fazer os exercícios das provas passadas, no mundo do concurseiro, saber o nome das bancas e qual o perfil de prova que elas aplicam é quase tão importante quanto dominar o conteúdo.

Existem 6 principais bancas examinadoras de concursos públicos:

  • Fundação Carlos Chagas;
  • Cesgranrio;
  • Cespe;
  • FGV;
  • Vunesp;
  • Esaf*

* PS: a Esaf era uma banca bem tradicional para concursos da área fiscal que, em 2018, anunciou que não iria mais fazer provas. Entretanto, eles sempre fizeram provas bem elaboradas, por isso as provas passadas da Esaf continuam sendo uma ótima fonte de estudo.

Entender o tipo de questão feita por cada banca, bem como seu método de avaliação, é muito importante para a estratégia no dia da prova do concurso.

O Cespe, por exemplo, é uma das mais conhecidas e temidas por concurseiros. Ela aposta em questões em que o candidato deve marcar “certo” ou “errado” para os enunciados propostos. Para evitar chutes, a banca anula um ponto de uma questão certa para cada questão que o concurseiro errar. Por essa característica, na banca do Cespe é melhor não “chutar”. Se não tem certeza da resposta deixe a questão em branco.

Conhecer os métodos da banca do concurso que você vai prestar ajuda você estrategicamente para não perder pontos importantes.

4. Divida seu tempo de estudo entre leituras, exercícios e revisões

Essa é uma das dicas de ouro de como estudar para concurso!

Muitos estudantes não mantêm um ritmo de revisão constante e com isso correm o risco de esquecerem conteúdos importantes que já foram estudados.

Você está lidando com um enorme volume de informações, então ficar muitas semanas sem ter contato com um conteúdo é bastante prejudicial.

Ao organizar seu tempo de estudo não se esqueça de dedicar alguns períodos às revisões e ao desenvolvimento de exercícios.

Se seu plano de estudo for em formato de ciclo é ainda mais fácil encaixar um tempo para a revisão em suas horas dedicadas ao concurso.

Leia mais em: Como fazer um ciclo de estudos flexível e eficaz: 5 passos

5. Estudar sozinho, fazer cursinho ou ter um coach

Essa é uma decisão individual. Não existe melhor ou pior.

Algumas dicas para estudar para concurso, entretanto, podem ser úteis para ajudar na sua escolha:

  • se você está voltando a estudar agora, pode ser interessante fazer algumas aulas em um cursinho especializado. Isso vai ajudar você a entrar no ritmo de novo;
  • caso você não tenha muita disciplina para estudar sozinho e tenha outras obrigações, como um trabalho que te impede de ter um compromisso fixo, pode ser interessante que contrate um serviço de coach para concursos ou uma mentoria para concursos;
  • caso você já esteja a um tempo estudando pode tentar criar a sua própria rotina com a ajuda de aplicativos para organizar estudos.

É importante que você entenda que cada aluno é único, por isso, esse é apenas um guia para te ajudar na decisão. Escolha o que achar que vai ser melhor para você.

Um fator que também pesa na hora da decisão entre as 3 opções apresentadas é o custo. Cursinho, coach e mentoria exigem um certo investimento.

Se você fez as contas e viu que não vai conseguir arcar com a mensalidade de curso preparatório ou com a orientação de um coach ou mentor, não desanime! Muitos aprovados nos melhores concursos do Brasil estudavam sozinhos.

Já o aplicativo estudaqui é uma opção extremamente barata e acessível a todos, graças à tecnologia. Se você quer economizar muito e ter um resultado tão bom quanto ou até melhor que o das opções mais caras, não pense duas vezes, conheça logo as vantagens que o aplicativo estudaqui te proporciona, e o melhor de tudo: a custo extremamente baixo.

Sugerimos também que acesse o conteúdo: Como estudar para concurso público sozinho: teste 9 maneiras”.

6. Crie mapas mentais

Como o próprio nome propõe, os mapas mentais dizem respeito a uma forma de organização de informação que é baseada no que sabemos sobre o funcionamento do cérebro.

Tudo começa com um assunto central que possui ramificações que se ligam a outros conteúdos e a outras informações.

Os mapas mentais simplificam as informações que serão mais relevantes. Eles ajudam o cérebro a fazer associações rápidas entre conteúdos variados.

Abaixo uma representação ficcional de um mapa mental.

dicas para estudar para concurso

Para criar um você pode usar lápis e papel ou usar um aplicativo como o MindMeister.

7. Busque maneiras para se manter motivado

Manter-se motivado é uma das dicas para estudar para concurso mais importantes de todo este guia.

Estudar exige atenção e dedicação. Estudar para concurso exige também paciência. Dificilmente você vai ser aprovado no primeiro concurso que fizer. E mesmo com a reprovação é preciso voltar cheio de gás para os livros.

Todo concurseiro já pensou em desistir, por isso, é preciso foco no objetivo e pensar em um dia de cada vez.

O trabalho é árduo, mas com dedicação você vai chegar lá!

Mas, como ter motivação para estudar?

Algumas boas práticas são necessárias:

  • divida o material em partes menores;
  • crie uma rotina de estudos;
  • escreva seu objetivo em uma folha bem grande e leia todos os dias;
  • esforce-se para aprender, e não apenas para decorar, os conteúdos, isso vai fazer você se sentir mais seguro e avançando;
  • crie pequenos blocos de estudos.

8. Afaste-se das distrações e reserve tempo para exercícios físicos e lazer

Os exercícios físicos precisam estar na sua rotina diária! Entre seus diversos benefícios, eles melhoram a capacidade de armazenamento de novas informações.

Faça de 20 a 30 minutos de atividade física todos os dias.

Você também deve reservar alguns dias ao lazer. Estudar para concurso exige dedicação e provavelmente você vai abrir mão de muitos finais de semana, entretanto, você também precisa sair da frente dos livros e do computador para relaxar o corpo e a mente.

As distrações constantes podem fazer você perder um tempo precioso do seu estudo. Além disso, a cada vez que procrastina você demora a se concentrar novamente. Quando estiver estudando:

  • deixe o celular no modo “não incomode”;
  • não acesse redes sociais;
  • vá para um local com pouco movimento e que seja silencioso. Se na sua casa tem muito barulho, procure uma biblioteca na sua cidade;
  • aplique métodos de produtividade como a técnica Pomodoro

9. Crie um plano de estudo

A última entre as dicas para estudar para concurso é, na verdade, o início de tudo.

Não é aconselhável que você comece a estudar sem ter um plano que irá guiar seus passos.

Existem diferentes opções de organização, mas nós indicamos que você aprenda como montar um ciclo de estudos. Essa é uma metodologia moderna que já aprovou milhares de estudantes nos principais concursos do Brasil.

A montagem de um ciclo de estudo não é simples, é um processo que envolve muita prática e conhecimento, mas pra isso temos uma excelente novidade: o aplicativo EstudAqui.

Com muita tecnologia e anos de estudo, o estudaqui vai montar pra você automaticamente um ciclo exclusivo e pessoal, considerando as matérias que você deve estudar, suas dificuldades e facilidades, e também o tempo que você pode se dedicar. Resumindo, ele faz todo esse trabalho pra você e cria o seu ciclo de estudos perfeito automaticamente.

O processo é o seguinte, você escolhe a prova para a qual deseja estudar, nós te mostramos todas as matérias que são pedidas no edital, e com apenas 1 clique nossa tecnologia criará um ciclo de estudo personalizado e exclusivo para você.

Acesse nossa plataforma e conheça mais sobre o EstudAqui.

Top 6 melhores coachings para concursos

Você já tentou vários concursos competitivos? Você sonha em ser aprovado nos melhores? Mas, como atingir esse objetivo quando há milhares de candidatos e eles têm mais experiência ou melhores notas do que você tem? Conhecer os melhores coachings para concursos pode ser uma alternativa para guiar sua jornada.

Já falamos aqui no blog se o coaching para concursos vale a pena ou não e mostramos todos os prós, contras, além de alternativas para ajudar nos estudos.

Mas se o seu propósito é investir em uma boa assessoria para ajudá-lo a alcançar os resultados que você sonha, continue lendo e confira nossa lista com os melhores coachings para concursos.

Como o coaching para concurso pode ser útil?

Depois de completar o segundo grau, um diploma de graduação torna-se uma meta para a maioria das pessoas. E depois de anos de estudo, a conquista de um emprego fixo e estável é a nova meta dos sonhos.

No entanto, a necessidade de ponderar e criar escolhas de carreira começam desde o momento em que se encontram ofertas atraentes.

A maioria dos brasileiros sonha em conseguir um emprego público, já que não apenas eleva o status e a disponibilidade financeira, mas também oferece uma vida segura. Mas, quando se trata de conseguir um emprego em algum cargo público, tudo parece mais fácil de dizer do que de fazer.

Com uma competição feroz por aí, realizar esse sonho não é, na verdade, uma caminhada fácil. Anos de preparação acompanham esse sonho e ainda não há  qualquer garantia de se conseguir o “emprego público”.

É aí que a necessidade de procurar os melhores coachings para concursos pode ser sentida. Esses institutos direcionam os candidatos para o caminho certo e os orientam em relação ao currículo exigido e todos os detalhes que um preparação de ponta oferece.

Para quem sente dificuldade de se preparar sozinho e fica com receio de não ter a orientação adequada, matricular-se em um coaching para concursos acaba sendo muito benéfico.

Tipos de coaching para concursos

Ao procurar os melhores coachings para concursos, você pode escolher entre diferentes modalidades de acompanhamento.

a. Coaching por matéria

Este tipo de coaching para concurso é focado no aprimoramento e no desenvolvimento de uma matéria específica. Muitos concursos exigem matérias que nunca foram vista pelo candidato ou são assuntos difíceis por si só para todos.

Assim, o candidato escolhe a(s) disciplina(s) que tem mais dificuldade para aprimorar os métodos de estudo e desenvolver um aprendizado melhor.

b. Coaching para um concurso específico

Neste tipo de coaching para concurso, a preparação é voltada exclusivamente para um tipo de concurso. Todo programa de desenvolvimento do coaching é construído de acordo com o perfil exigido pelo exame, matérias, avaliações, questões recorrentes etc.

c. Coaching para vários concursos

No terceiro tipo de coaching para concursos, a preparação acontece de forma global com o objetivo de fortalecer o conhecimento, melhorar os aprendizados e desenvolver as habilidades e competências do candidato.

d. Mentoria para concursos

Apesar de ter um nome diferente, em nossa opinião uma boa mentoria não só serve ao mesmo propósito de um coaching para concursos, mas muitas vezes costuma ter uma qualidade muito superior à do coaching.

Diferentemente de um coaching para concursos, uma boa mentoria permite que cada aluno desenvolva seus estudos de maneira única e personalizada, oferecendo  autonomia e confiança para que sua aprovação seja apenas uma consequência.

Assim, para todas as pessoas que estão em busca dos melhores coachings para concursos, aqui está uma lista:

Melhores coachings para concursos

Atenção: esta lista não é uma classificação por ordem de qualidade, normalmente a escolha do melhor coaching depende do perfil da pessoa que o está contratando.

  • Liga da Aprovação

A Liga da Aprovação, do Método de Estudo, é a Mentoria do Alexandre Meirelles, considerado por muitos como o maior guru dos concursos do Brasil.

Como já dissemos, apesar de ter um nome diferente, uma boa mentoria não só serve ao mesmo propósito de um coaching para concursos, mas muitas vezes costuma ter uma qualidade muito superior à do coaching.

Uma boa mentoria como a Liga da Aprovação permite que cada aluno desenvolva seus estudos de maneira única e personalizada, oferecendo  autonomia e confiança para que sua aprovação seja apenas uma consequência.

  • Estratégia Concursos

O Estratégia Concursos tem o coaching mais tradicional atualmente.

O programa de coaching é online – com sessões pré-agendados via Skype e tira dúvida pelo WhatsApp com o coach – e com um total de oito meses de acompanhamento.

O coaching é dividido em sete módulos:

  1. Aumento da produtividade nos estudos
  2. Maior absorção do conteúdo estudado
  3. Melhora no rendimento dos exercícios
  4. Mais segurança durante a jornada de estudos até a aprovação
  5. Ciclos de Estudos planejados de acordo com a sua rotina e concursos de interesse.
  6. Planilhas de revisões sistemáticas e avaliações de desempenho.
  7. Deixá-lo preparado para planejar e otimizar seu estudo em um alto nível, possibilitando alto rendimento em provas.

O Estratégia ainda oferece um período de teste de 14 dias a partir da primeira sessão via Skype. Se o coachee não perceber melhora no desempenho com o serviço, pode fazer o cancelamento e receber 100% do investimento de volta.

  • Gran Cursos Online

Líder no segmento de preparação para exames online, o Gran Cursos é outra indicação de melhores coachings para concursos.

Recém chegada nesse segmento, a proposta é fazer um acompanhamento direto e efetivo dos estudos com foco na melhoria dos resultados.

O programa de coaching para concursos do site oferece:

  • Equipe qualificada
  • Plataforma didática
  • Gran Plano de Estudos
  • Material direcionado
  • Videoconferências
  • Gestão de Desempenho
  • Acesso ilimitado ao coach (via e-mail, WhatsApp ou videoconferências);
  • Descontos exclusivos em outros produtos Gran Cursos Online;
  • Você escolhe qual coach que irá acompanhar você.

Depois de fechar a compra, a equipe de coaching agenda um encontro via Skype com o coach escolhido. A partir dessa data, começa o período de teste de 30 dias para testar e avaliar o serviço.

Caso você considere que suas expectativas não foram atendidas, terá direito a receber 100% do seu dinheiro de volta, registrando um simples protocolo na ouvidoria do site.

  • LS Concursos

O LS Concursos é a quarta opção da nossa lista de melhores coachings para concursos. A empresa foi uma das primeiras consultorias de estudos em alta performance do Brasil.

Fundada em 2008, a empresa oferece planejamento de estudos personalizado, acompanhamento de consultores, metas semanais e várias ferramentas para apoiar os estudos.

Na LS você encontra consultorias para concursos das seguintes áreas:

  • Fiscal
  • Controle e Planejamento
  • Tribunais Judiciários
  • Policial
  • Poder Legislativo
  • Delegado de Polícia
  • Advocacia Pública
  • VP Concursos

A VP Concursos é nossa penúltima indicação de melhores coachings para concursos.

A consultoria idealizada pelo Professor Vincenzo Papariello, conta com as seguintes vantagens:

  • cronograma de estudos com metas semanais ou quinzenais;
  • aprendizado sobre o pensamento da banca examinadora;
  • atendimento por e-mail, whatsapp e skype ou hangouts;
  • simulados e listas com questões de provas anteriores ou inéditas;
  • correção de questões discursivas e redações;
  • acompanhamento da evolução de desempenho.

O preço é um dos mais elevados e o site não explica sobre política de garantia de satisfação.

  • Ponto dos Concursos

Fechamos nosso top 6 de melhores coachings para concursos com o Ponto dos Concursos, também famoso pela qualidade dos seus cursos preparatório e seus professores especializados em técnicas de coaching.

O programa de coaching do Ponto tem com três modalidades de coaching, sendo elas:

  • Coaching para Concursos;
  • Coaching para um Concurso Específico;
  • Coaching por Disciplina.

O site oferece aulas demonstrativas de apresentação dos cursos e as vagas são limitadas.

Agora que você já viu o ranking de melhores coachings para concursos, pode começar a avaliar os que mais chamaram sua atenção e escolher o que mais se identificou.

Agora, se você busca por uma opção mais moderna e tecnológica, que te dará os mesmos ganhos de desempenho que um coaching para concursos ou mentoria, e por um preço beeem menor, o EstudAqui é a solução perfeita que você precisava para montar um plano de estudos eficiente, personalizado e que atenda às suas necessidades.

O app EstudAqui monta seu ciclo de estudos perfeito automaticamente, em 4 passos simples:

  1. Escolha a prova para a qual deseja estudar;
  2. Nós te mostramos todas as matérias que são pedidas no edital;
  3. Você indica suas dificuldades e facilidades pessoais em cada matéria.
  4. Em 1 clique nossa tecnologia criará um ciclo de estudo personalizado e exclusivo para você.

Com o Estudaqui você sabe como, quando e o que estudar.

Também possui a funcionalidade de controle para que possa ver o quanto já avançou em seus blocos de estudo e quanto falta para terminar um ciclo.

Além de tudo isso, há estatísticas e métricas especialmente pensadas para que você consiga melhorar o seu estudo diariamente e consiga a aprovação no menor tempo possível!

Acesse a plataforma e conheça mais sobre o EstudAqui. Você pode economizar muito tempo e otimizar seus horários de estudo.

Como ter motivação para estudar: 13 dicas para concurseiros que procrastinam

Em alguns momentos a rotina de estudar pode se tornar chata, entediante e desmotivadora. Mesmo com um objetivo definido, como passar em um concurso, é difícil manter o ânimo. É nessas horas que algumas dicas de como ter motivação para estudar podem fazer toda a diferença.

Vamos encarar a verdade…

É muito mais fácil assistir a um vídeo do YouTube, percorrer o feed do Instagram ou responder a um amigo no Whatsapp.

Entretanto, nada disso vai te ajudar a passar na prova e, pior, são formas de procrastinação que tomam muito tempo e fazem você perder sua concentração.

Quando você percebe o tempo que perdeu fazendo nada, você tem uma crescente sensação de pânico e desmotivação, e não sabe onde parou, nem por onde começar.

Esses são sinais clássicos de que você está perdendo o interesse pelos estudos e que a desmotivação está se instalando.

Nesse processo, o próximo passo é você parar de render nas horas dedicadas ao estudo. Não há nada pior para um concurseiro do que estudar e não conseguir absorver a matéria!

Como este é um tópico muito importante para quem está se preparando para concursos, criamos um guia com 13 dicas de como encontrar motivação para estudar.

Prepare-se para dizer adeus à procrastinação!

Como ter motivação para estudar: 13 boas práticas para adotar no dia a dia

1. Descubra por que você procrastina

A procrastinação é um problema complexo que pode ter várias causas diferentes. Aqui estão algumas das mais comuns:

  • você se convenceu de que o conteúdo está além de suas habilidades de compreensão;
  • acha o tópico, ao qual deve se dedicar, chato;
  • está esperando o momento “perfeito” para começar suas leituras e práticas;
  • a tarefa se tornou tão grande que você não sabe por onde começar.

Entender por que você procrastina é o primeiro passo para compreender como ter motivação para estudar.

Passe algum tempo refletindo sobre o que faz você procrastinar. Isso permitirá que você identifique quais das seguintes dicas o ajudarão mais.

Essa auto análise também é valiosa para que você seja capaz de identificar que está próximo de interromper sua tarefa. Tornar esse problema algo consciente vai te ajudar muito a racionalizá-lo, antes de se entregar e parar de estudar.

2. Divida o material em partes menores

Uma das principais causas da procrastinação é ter uma tarefa muito grande à frente, por exemplo, estudar todo o conteúdo de Direito Constitucional.

Então, se você quer saber como ter motivação para estudar, nossa sugestão é que divida cada conteúdo em pequenos pedaços. Ao terminar um pedaço você passa para o outro.

Nesse processo, conforme você vai terminando as partes, mais próximo está de concluir o todo.

Você pode, por exemplo, ter a meta de analisar 3 páginas da Constituição, completar 5 exercícios de Raciocínio Lógico, fazer uma prova de edições de concursos passados por semana.

Se você gostou dessa dica, pode se interessar no método de ciclo de estudo. Sugerimos que leia o artigo; Como fazer um ciclo de estudos flexível e eficaz: 5 passos”.

3. Recompense-se

Toda vez que você completar uma ou duas partes do caminho até o objetivo final recompense-se com um curto período de relaxamento.

Pode ser 5 minutos no seu jogo favorito, uma curta caminhada ou tocar violão.

Premiar-se com pausas curtas e agradáveis ​​é uma parte fundamental para a motivação constante.

4. Crie uma rotina de estudo

Para aproveitar 100% dessa dica de como arranjar motivação para estudar você vai precisar aprender como montar um cronograma de estudos para concurso.

Você não precisa se prender aos métodos de cronograma que define o dia, a hora e o que você vai estudar ao longo da semana. Os especialistas em concursos sugerem que você busque um método que seja menos maçante.

Novamente, o ciclo de estudo é a melhor opção para esse problema.

E se você quiser ganhar tempo e eficiência ao fazer o seu ciclo de estudos perfeito, além de ter vários outros controles e gráficos que vão te manter mais motivado do que nunca, você precisa conhecer melhor o Estudaqui.

5. Repita para você mesmo o seu objetivo

Estudar para concurso pode ser muito difícil, mas a recompensa de todo o esforço virá quando você passar em uma prova.

Então, quando o desânimo chegar, olhe no espelho e fale em voz alta o porquê de você estar fazendo isso.

Relembrar as razões para tanto esforço ajuda na caminhada longa até o sucesso. Afinal, estudar para concurso é sobre o que você deseja para o seu futuro.

Você pode até escrever uma lista das razões pelas quais você está tentando uma vaga no concurso. Acorde e leia toda manhã.

Quer outra dica boa? Tente arrumar um holerite de pagamento de algum concursado para guardar na sua gaveta. Sempre que estiver desanimado, basta olhar para o salário dele e se lembrar do quanto você quer ganhar aquela bolada mensalmente.

6. Use um mapa mental para organizar as informações

Se você é como a maioria das pessoas, é provável que tenha aprendido a usar listas para resumir informações. Um exemplo clássico são as listas de tarefas.

Pode parecer natural usar listas para resumir as informações que você está estudando.

Mas há momentos em que os mapas mentais são mais eficazes que as listas como forma de organizar informações.

Por quê?

Porque mapas mentais imitam o modo como o cérebro funciona.

Quando você cria um mapa mental, você está mapeando a forma como seu cérebro processou um determinado tópico.

Isso facilita o controle sobre o assunto. E também facilitará a recuperação dessas informações quando você precisar delas.

Você pode criar um mapa mental usando caneta e papel. Mas se você preferir fazer isso em seu telefone, tablet ou computador, poderá usar um aplicativo como o MindMeister.

Além de manter a motivação em alta, também é uma excelente forma de memorizar os estudos.

7. Entenda o tópico, não apenas memorize

Uma das chaves para ter motivação para estudar é realmente sentir que você compreendeu um conceito de verdade.

Quando você realmente entende uma teria, equação ou artigo de lei, sua absorção de conteúdo é maior e você se sente mais seguro. A segurança tem tudo a ver com motivação.

Compreender um tópico é muito mais recompensador do que memorizá-lo. Portanto, esta abordagem não é apenas mais eficaz, ela também irá mantê-lo motivado.

8. Procure por lacunas na sua compreensão

Tente fazer uma mini-apresentação sobre um assunto que você teve mais dificuldade para um amigo ou parente. Pode ser interessante chamar um colega que também esteja estudando, assim ele pode te questionar sobre o assunto e você memorizar ainda melhor.

Ao fazer isso, você aprofundará seu conhecimento.

Você também perceberá rapidamente se existem lacunas na sua compreensão do tópico.

Como Albert Einstein disse uma vez: “Se você não consegue explicar isso simplesmente, você não entende bem o suficiente”.

9. Crie pequenos blocos de estudos

Pesquisas mostram que aprendemos melhor quando estudamos em blocos curtos.

Muitas teorias se formam por trás disso, uma delas é que o aprendizado envolve a criação de memórias.

Memórias são formadas através de ligações entre os neurônios. Para que essas memórias sejam realmente incorporadas os neurônios devem ser deixados intactos por um período de tempo.

É por isso que aprendemos melhor em curtos períodos de estudo. Essa abordagem dá aos neurônios tempo para “estabelecer” essas novas memórias.

Outras pesquisas também apontam que após 2h30 de estudo, leitura ou trabalho sobre o mesmo tema, você para de assimilar o conteúdo com a mesma eficiência do início.

Depois de um tempo longo em um mesmo conteúdo você tende a se distrair mais facilmente.

É por isso que o ciclo de estudo é tão bom. Na metodologia de ciclo de estudo você cria blocos de 1h a 2h30. Com o passar do tempo, a finalização desses blocos vai se tornar um desafio e você vai criar uma competição pessoal para ir finalizando o conteúdo.

Leia também: Como estudar para concurso público sozinho: teste 9 maneiras!

Resumindo, além de motivação a técnica ainda auxilia na produtividade do estudo.

10. Exercite-se regularmente

Quando você se concentra em estudar para um grande exame é comum ignorar o exercício físico.

Mas, na medida do possível, faça de 20 a 30 minutos de atividade física todos os dias.

O exercício regular é vital se você quiser estudar de maneira eficaz e permanecer motivado.

A atividade aeróbica, como nadar, correr ou caminhar, libera endorfina, um hormônio que promove bem-estar. Além disso, esses exercícios aumentam a oxigenação do cérebro, o que auxilia você a pensar e se concentrar melhor.

Pesquisas mostram ainda que curtos períodos de exercícios leves, imediatamente após o estudo, melhoram a recordação de novas informações.

11. Lembre-se de que isso não vai durar para sempre

Talvez essa seja a principal dica de como ter motivação para estudar para concurso.

A tarefa pode parecer uma maratona sem fim, mas não será eterna.

Lembre-se disso, especialmente nos dias em que você se sente sobrecarregado ou desmotivado.

Dizer a si mesmo que “isso não vai durar para sempre” permitirá que você se concentre na luz no fim do túnel.

12. Concentre-se no processo, não no resultado

Quando você está estudando, muitas vezes é difícil ver o fruto do seu trabalho, especialmente no começo.

É por isso que você deve se concentrar no processo, não no resultado.

Você concluiu a maioria das tarefas planejadas hoje? Parabenize-se.

Você cumpriu seus objetivos do dia? Mantenha seu foco.

Lembre-se, são hábitos que você está tentando formar.

Se você acertar o processo, os resultados acontecerão.

13. Livre-se das distrações

Isso pode parecer óbvio, mas é incrível como muitos concurseiros e estudantes, em geral, tentam estudar com um olho no livro e o outro olho no feed de mídia social.

É quase como se eles quisessem se distrair.

Relacione todas as distrações comuns que você enfrenta quando está estudando. Faça o seu melhor para eliminar cada uma delas. Por exemplo, você poderia:

  • desligar o seu acesso à Internet;
  • colocar o seu telefone no modo avião;
  • usar bom um aplicativo de estudo;
  • silenciar seus bate-papos em grupo.

Conclusão

As principais dicas de como ter motivação para estudar são:

  • organizar seu tempo e seu trabalho
  • saber usar sua mente com eficácia.

Como você viu, as dicas que sugerimos aqui não são difíceis de serem postas em prática, ao contrário, possuem um enorme potencial de te tornar um aluno bem-sucedido, que não procrastina.

Entretanto, não espere sentir-se motivado o tempo todo.

Estranhamente, uma das melhores maneiras de lidar com a falta de motivação é parar de esperar se sentir motivado o tempo todo.

O fato é que ninguém se sente motivado todos os dias. Portanto, não se cobre disso.

Às vezes a motivação simplesmente não estará lá. Seja realista.

É por isso que você precisa de um plano de estudo que vai organizar sua rotina e que, ao mesmo tempo, permita que você seja mais produtivo e eficiente.

Acima, indicamos o método do ciclo de estudo, agora voltamos a afirmar que se você quer saber como conseguir motivação para estudar, obterá muitos benefícios com essa consagrada metodologia. Para isso leia o artigo: Exemplo de plano de estudo: tradicional x ciclo de estudos”.

Para tornar o processo ainda mais simples e efetivo, você pode contar com o aplicativo EstudAqui. Ele faz todo esse trabalho pra você e cria o seu ciclo de estudos perfeito automaticamente.

  • Escolha a prova para a qual deseja estudar;
  • Com apenas 1 clique a tecnologia cria um ciclo de estudo personalizado e exclusivo para você, considerando as suas dificuldades e facilidades pessoais em cada matéria.

Gostou, não é mesmo? Então mãos na massa!

Acesse nossa plataforma e conheça mais sobre o EstudAqui.

Como montar um plano de estudo para concurso e ser aprovado

Aprender como montar um plano de estudo para concurso é fundamental para criar uma rotina. É ela que irá permitir que você alcance o sucesso nessa empreitada. Mas, vamos ser sinceros, a tabela que você montou com dia, horário e matéria definidos não está funcionando.

Existem dias que você não rende muito, em outros têm mais tempo para se dedicar aos conteúdos. Alguns dias pela manhã você precisa ir ao médico e à tarde precisa ir ao supermercado.

Independente do quão focado você é, provavelmente, já deixou de cumprir alguma demanda marcada no cronograma tradicional do tipo “agenda”.

A cada dia que seu cronograma não é cumprido você se sente mal e se desmotiva. Quando isso acontece seu rendimento cai e tudo vira uma enorme bola de neve.

Agora você deve estar se perguntando: “então, como elaborar um plano de estudo para concurso que me mantenha motivado, me faça cumprir meus objetivos e não me deixe completamente amarrado?”

Neste artigo, vamos apresentar uma alternativa a esse método tradicional.

O ciclo de estudos é uma técnica moderna, desenvolvida por Alexandre Meireles, muito difundida no livroComo estudar para concursos”.

Trata-se de um método que já aprovou milhares de estudantes nos principais concursos do Brasil.

O ciclo é um tipo de plano de estudo que:

Como montar um plano de estudo para concurso: 3 passos para montar um ciclo de estudo

Antes de explicar como fazer um plano de estudo para concurso, vou te avisar que você está tão acostumado com a maneira tradicional que pode achar um pouco difícil construir esse ciclo. Entretanto, se você der uma chance para o método, verá que ele é mais simples do que a “agenda”.

A metodologia foi construída para atender às necessidades de estudantes que desejam obter aprovação mais rápida em provas e concursos.

Leia também: 7 hacks de como conseguir passar em um concurso público

Diferente do método tradicional, que separa as matérias nos dias da semana e delimita um horário fixo para o estudo (por exemplo, segunda-feira 9h às 12h Português e 13h às 17h Raciocínio Lógico), o ciclo de estudos propõe um melhor aproveitamento de seus horários. Com ele você define o tempo a ser dedicado e o conteúdo, mas sem impor o dia e horário fixo.

Após seguir os passos de como montar um plano de estudo para concurso, você terá uma imagem do ciclo parecida com essa:

Como montar um plano de estudo para concurso

Pode parecer complexo, mas não é. É mais simples e produtivo do que a tabelinha que você está acostumado a montar.

É claro que você não precisa, apesar de indicado, criar essa imagem em formato de ciclo. Existe também uma organização do ciclo em formato de tabela:

Como montar um plano de estudo para concurso

Fonte: Método de Estudo

Além disso, caso não queira montar sozinho o seu ciclo, pode contar com aplicativo EstudAqui, uma tecnologia criada por concurseiros já aprovados e validada no Vale do Silício, nos EUA.

Então vamos começar!

1. Defina quantas horas o seu ciclo deve ter

Uma sugestão é criar, por exemplo, um ciclo de 20 horas e dividir as matérias que você deve estudar em blocos.

A ideia do ciclo é que ao finalizá-lo você deve reiniciá-lo.

Não é necessário, nem indicado, que você crie um novo ciclo, exceto quando desejar inserir outras disciplinas no cronograma ou mudar o tempo investido em cada matéria.

2. Quantidade e tempo dos blocos

Um ciclo é um conjunto de blocos. Vamos imaginar que o seu ciclo tenha 20 horas e que você tenha 5 matérias para estudar. Não é suficiente que você divida 20 por 5 e dedique 4 horas a cada matéria em cada ciclo.

Porque não?

Porque ao aprender como montar um plano de estudo para concurso você deve considerar:

  • o grau de dificuldade que você tem com a matéria: mais dificuldade, mais tempo dedicado;
  • o peso que o conteúdo tem na prova: mais peso, mais tempo dedicado;
  • cada bloco deve ter em regra entre 1h e 2h30;
  • não emendar dois blocos de uma mesma matéria ou de matérias que usem o mesmo lado do seu cérebro.

Então, se você tem mais dificuldade em Português do que em Raciocínio Lógico é importante que se dedique mais ao primeiro tópico, correto?

Logo, poderá definir blocos maiores com, por exemplo, 2h30 cada, ou ter mais blocos daquela matéria ao longo do ciclo.

Liste as matérias que precisam de mais atenção e defina o tempo de cada bloco. Reúna as demais disciplinas e faça a mesma coisa.

Lembre-se que é normal ter mais de um bloco de cada disciplina no ciclo, mas não deve ter um seguido do outro. Ou seja, você não deve colocar um bloco de Português em seguida de outro.

Além disso, você deve evitar, dentro do possível, estudar duas matérias de raciocínio ou duas matérias de “memorização” na sequência. O ideal é intercalar uma matéria de raciocínio com uma de memorização, assim você treina melhor os dois lados do seu cérebro, e enquanto treina um lado o outro descansa.

3. Revise o ciclo

Agora que você aprendeu como montar um plano de estudo para concurso e preencheu todas as horas do seu ciclo, deve revisá-lo e conferir se não deixou algum conteúdo importante com pouco tempo.

Porque optar pelo ciclo de estudos?

Quando me propus a escrever sobre como montar um plano de estudo para concurso eu já sabia que falaria sobre o ciclo.

Acredito que o ciclo de estudos seja a forma mais produtiva de aprendizado, pois se encaixa na rotina de qualquer pessoa e aproveita todo o tempo que você tem, mesmo pequenos intervalos.

Além disso, a vantagem de não ter horários fixos permite que você se organize de acordo com a sua rotina.

Outra vantagem é que concluir blocos e ciclos se torna um desafio, uma competição pessoal. Isso torna mais prazeroso o estudo e faz você sentir sua evolução de maneira mais clara.

Leia mais sobre as vantagens do ciclo de estudo em relação ao cronograma tradicional no artigo; “Como fazer um ciclo de estudos flexível e eficaz: 5 passos”.

Se você achou complicado pensar nisso tudo ou se você quer economizar ainda mais tempo e otimizar seus horários de estudo, o aplicativo EstudAqui faz todo esse trabalho pra você e cria o seu ciclo de estudos perfeito automaticamente.

Escolha a prova para a qual deseja estudar e nós te mostramos todas as matérias que são pedidas no edital. Com apenas 1 clique nossa tecnologia criará um ciclo de estudo personalizado e exclusivo para você, considerando as suas dificuldades e facilidades pessoais em cada matéria.

Acesse nossa plataforma e conheça mais sobre o EstudAqui.

Como estudar para concurso público sozinho: 9 técnicas diferentes para testar

Muitas pessoas acham viável estudar em grupos enquanto outras pensam que estudam melhor quando estão sozinhas. Você é do tipo que tende a estudar melhor quando está sozinho?

Se sim, e você está procurando algumas dicas valiosas sobre como estudar para concurso público sozinho, este post irá ajudá-lo.

Existem muitas técnicas sugeridas por vários especialistas, tutores e estudiosos, que devem ser examinadas quando você planeja estudar sozinho.

9 maneiras de estudar para concurso público sozinho

#1. Sinta-se motivado

O primeiro passo de como estudar para concurso público sozinho é sentir-se motivado em estudar apenas com a própria companhia.

Portanto, analise sua situação e inspire-se e motive-se com seus objetivos, que lhe permitirão estudar melhor.

Caso sua motivação não esteja suficiente, é necessário que você encontre novas fontes de motivação.

Uma ótima dica de motivação é arrumar o holerite de algum concursado para poder olhá-lo durante o dia para se sentir mais motivado. Os altos salários costumam ser uma ótima motivação para a maioria dos concurseiros, e nada melhor do que um holerite bem gordo para materializar isso na prática e se motivar como nunca.

#2. Selecione bons livros de referência

Isso é muito importante à medida que você começa a evoluir sua forma de estudar para concurso público sozinho.

Você precisará escolher sabiamente a partir de vários materiais e livros de referência disponíveis, pois eles moldarão a maneira como você assimilará as informações.

Se você não tiver condições de comprar bons materiais, pode tentar conseguir alguns deles em uma biblioteca ou livraria. Consiga pelo menos os livros das disciplinas mais populares. É importante ter um bom material de referência para que cada conceito fique claro para você.

É melhor escolher livros que tenham uma abordagem voltada a concursos públicos, e que também oferecem perguntas de revisão após o término de cada capítulo. Assim você pode avaliar o quanto você aprendeu.

#3. Local de estudo

Depois de reunir todos os recursos necessários, agora é hora de encontrar um bom lugar, limpo e organizado, para se sentar e estudar para concurso público sozinho com concentração.

Pode parecer desnecessário para você, mas na verdade é muito importante. Se na sua casa você não for capaz de encontrar um lugar tão calmo e organizado, olhe para fora.

Talvez um parque, um banco à beira do lago, um canto em algum espaço público: biblioteca da cidade, um café etc. Leve o material que vai precisar naquele momento para poder sentar, se concentrar e estudar.

#4. Planeje seu tempo

É extremamente importante que você tenha um horário bem definido se você vai estudar para concurso público sozinho, pois isso o motivará a seguir os horários e a estudar com afinco.

Também é importante que você dedique tempo suficiente a cada disciplina e que você faça um intervalo entre o estudo de cada uma para não misturar tudo.

Você pode criar um ciclo de estudo no qual você divide um total X de horas de estudo por Y disciplinas e assim você consegue estudar o conteúdo de todas até o final, fazendo várias rodadas do ciclo.

O melhor de estudar dessa forma é conseguir automatizar a divisão das matérias, usando um app no seu próprio celular.

Com o aplicativo do EstudAqui, por exemplo, você seleciona o concurso para o qual deseja estudar, indica seu nível atual de conhecimento e facilidade pessoal em cada matéria e, em seguida, tem um ciclo de estudo personalizado e exclusivo para você, considerando:

  • suas dificuldades e facilidades pessoais;
  • o peso de cada matéria no edital;
  • o ordenamento perfeito mesclando matérias de raciocínio com matérias de memorização;
  • sua quantidade de horas diárias e semanais disponíveis para estudo, dentre outros fatores.

Isso garante que você esteja bem focado e seja capaz de compreender todos os conceitos das disciplinas.

#5. Faça anotações e resumos

Depois que todos os ponteiros acima estiverem no lugar, é hora de você ler os livros e começar a fazer anotações.

Marque tudo o que é importante para você e tente resumi-lo com suas próprias palavras, para que, quando quiser recapitular, você possa sempre consultar suas anotações.

Faça anotações sistemáticas com relação aos vários conceitos, para que você possa se lembrar deles facilmente durante os exames.

O objetivo deste passo é produzir material manuscrito para referência rápida, para que, sempre que quiser voltar, você saiba o que e onde procurar.

#6. Faça teste e questionários para fixar conhecimento

É extremamente importante que você resolva questões e continue praticando-as para ter uma boa noção dos conceitos. Faça disso um hábito com cada disciplina e especialmente na disciplina de matemática, contabilidade, estatística etc.

#7. Tente usar materiais de aprendizagem interativos

Nos dias atuais, você tem uma vantagem sobre as gerações anteriores, pois existe uma grande quantidade de materiais de estudo disponíveis na internet.

Com vários cursos online e outros recursos da web, você pode encontrar um software de aprendizado interativo sobre uma matéria que você tem que estudar.

Esses softwares fazem uso de informações multimídia para ajudá-lo a absorver informações com mais facilidade e podem incluir áudio, vídeos e questionários, além de textos simples para você ler.

Misturar o formato de seus materiais de estudo é uma maneira infalível de ajudá-lo a aprender mais facilmente, mas também torna o processo mais agradável, quebrando a monotonia de estudar para concurso público sozinho apenas com livros e apostilas.

#8. Mime-se

Recompensar-se por seus esforços é uma parte importante de tornar os estudos mais agradáveis, além de motivar a si mesmo para estudar para concurso público sozinho.

Mantenha alguns lanches saudáveis ​​com você enquanto estiver estudando, como frutas frescas fatiadas, nozes etc.

Quer criar sua própria recompensa com algo que você gosta? Por exemplo, se você estiver lendo algo particularmente difícil, e você adora chocolate, compre um pacote de M&M’s, ou similar, e coloque um no final da página – você poderá comê-lo quando ler até aquele ponto.

Pensando em um prazo um pouco mais longo, reserve coisas para fazer no seu tempo livre.

Pode ser um encontro com um amigo, uma ida ao cinema para assistir a um filme que você está ansioso para ver, ou qualquer outra coisa que lhe proporcione um relaxamento depois uma sessão de estudos difícil.

#9. Escutar música

Todo mundo é diferente. Algumas pessoas não conseguem se concentrar com música tocando em segundo plano.

Mas se você está tentando estudar um tópico pelo qual você simplesmente não consegue se interessar, ter algumas músicas em segundo plano pode realmente ajudar. Mas se isso não funciona pra você não perca seu tempo insistindo.

Experimente um pouco para encontrar o tipo certo de música para você estudar. Muitas pessoas acham que não conseguem se concentrar quando há letra na música, então uma música suave de orquestra, piano ou jazz pode fazer o truque.

Dizem que Mozart é particularmente bom para as células do cérebro. Recomendamos o seu concerto de clarinete, se você não sabe por onde começar!

Estudar para concurso público sozinho não será muito difícil se você seguir as dicas acima mencionadas, além de tomar cuidado para seguir uma disciplina adequada.

Estudar sozinho ajuda na concentração e também é uma boa maneira de garantir que nenhum fator externo te distraia. Um pouco de concentração, perseverança e uma perspectiva positiva ajudarão você a estudar melhor para seus exames.

Antigamente era bem difícil, mas hoje em dia a tecnologia facilita tudo. Nada melhor do que usar a tecnologia para te conduzir instintivamente a todas essas dicas e regras na prática, afinal, estamos no século 21.

Se você quer estudar para concurso público sozinho, ou mesmo em grupo, um bom aplicativo de estudos especializado em concurso será essencial, e o melhor e mais moderno é sem dúvida alguma o estudaqui.

O EstudAqui é o aliado perfeito na hora de montar um plano de estudo eficiente e personalizado para as suas necessidades de aprendizado.

Você só precisa selecionar a prova para a qual deseja estudar e a nossa tecnologia fará todo o resto de maneira personalizada.

Nosso banco de dados irá te mostrar automaticamente todas as matérias que devem ser estudadas e, melhor ainda, nossa tecnologia proprietária vai dividi-las em um ciclo de estudo perfeito e personalizado, de acordo com as suas dificuldades pessoais em cada matéria. Tudo isso levando em consideração sua quantidade de horas diárias e semanais disponíveis para estudo, além de muitos outros fatore.

Acesse nossa página e conheça mais sobre o EstudAqui. Você vai mudar radicalmente sua forma de estudar.

Como ter foco para estudar para concurso: 7 dicas infalíveis

Estudar é uma arte. E, como tal, precisa de foco para ser aperfeiçoada. Mas como ter foco para estudar para concurso público?

No dia a dia, todos nós lutamos contra distrações mal cronometradas. Você está sentado na mesa, estudando atentamente, e então: BAM! Pensamentos aleatórios – o café daquela manhã, o filme engraçado que você viu na semana passada ou aquela apresentação para a qual você está nervosa – invadem sua mente.

Ou talvez você esteja totalmente imerso, mas seus colegas de quarto, amigos ou familiares entram em seu espaço de estudo em um momento inoportuno.

Distrações internas e externas, como as descritas acima, nos fazem perder o foco. Mas aprimorando suas habilidades de concentração, você pode se defender contra essas forças disruptivas.

As técnicas descritas abaixo ajudarão você a aprender como ter foco para estudar para concurso e recuperar seu foco se você se distrair. Vamos lá!

Como ter foco para estudar para concurso

1) Desative toda distração tecnológica

Não é uma boa ideia estudar com o celular ativo para receber chamadas ou notificações, mesmo que ele esteja configurado para apenas vibrar. Assim que você receber uma mensagem no WhatsApp irá olhar – a notificação é muito tentadora!

Evite completamente as notificações, ativando a função “não perturbe” do seu celular, ou bloqueando de vez as notificações de redes sociais e de aplicativos de mensagens. Assim você não terá o problema da distração, mais ainda poderá usar o celular para te auxiliar no estudo.

Melhor ainda, você pode transformar o seu celular no seu maior aliado, basta seguir a dica acima enquanto utiliza o seu app de estudo favorito.

Se quiser um app completo para realmente te ajudar com isso, lembre do Estudaqui e de suas funções eficientes e inovadoras, para ter, além de foco, muito mais eficiência nos estudos para concurso público.

O mesmo vale para o seu computador e tablet, livre-se deles durante o estudo, a menos que você os esteja usando para estudar.

Nesse caso, certifique-se de desativar todos os aplicativos e notificações antes de começar o momento de estudo.

Se você tem o hábito de ceder aos impulsos de dar aquela olhadinha no feed das redes sociais, experimente aplicativos como o Freedom ou o Self Control para bloquear temporariamente o acesso.

Para ter foco para estudar para concurso, diga a seus amigos e familiares que você está entrando em modo de estudo para que eles não te interrompam. A menos, claro, que haja uma emergência.

2) Escolha seu ambiente de estudo com sabedoria

A menos que seus amigos sejam bons parceiros de estudo, outra forma de ter foco para estudar para concurso é estudar sozinho.

Coloque uma placa na sua porta dizendo aos colegas de quarto ou membros da família para não interromperem.

Se você tem filhos, procure uma hora ou duas de creche, se possível. Se o seu ambiente doméstico é uma distração, pegue seus materiais de estudo e vá para um local confortável. As bibliotecas são sempre ótimas opções.

Se você estiver em casa, a estratégia para ter foco nos estudos para concurso é escolher um quarto silencioso com o mínimo de desordem.

Se os ruídos de fundo o distraem ou incomodam, pegue um fone de ouvido potente e ligue uma playlist de estudo (preferencialmente instrumental) ou um ruído neutro. Caso você queira investir um pouco, também existem os fones de ouvido com função de diminuição de ruídos. Eles são caros, mas em alguns casos eles valem a pena.

Crie o melhor ambiente possível para estudar, antes mesmo de abrir seus livros, para que você não precise parar a sessão no meio para fazer uma alteração.

3) Antecipe suas necessidades físicas

Se você está estudando atentamente, vai ficar com sede. Pegue uma garrafa de água antes de abrir o livro e coloque na mesa.

Você pode precisar de um lanche energético enquanto estiver estudando, então pegue um pouco de comida também.

Use o banheiro, coloque roupas confortáveis ​​(mas não muito confortáveis, rs) e ajuste o ar/ventilador para a temperatura que melhor lhe convier.

Se você antecipar suas necessidades físicas antes de começar a estudar, será menos provável que saia do seu lugar e perca o foco que tanto trabalhou para ganhar.

4) Estude durante o seu pico de energia

Programe suas sessões de estudo mais desafiadoras durante os seus períodos de pico de energia, quando você se sente mais energizado e focado.

Se você é uma pessoa matinal, isso significa que você deve estudar o mais cedo possível. Se você é uma coruja da noite, escolha um horário à noite.

Se você não tem certeza de qual horário funciona melhor para você, reflita sobre suas experiências de estudo mais bem-sucedidas. Se ainda restar dúvidas, faça o teste em horários diferentes antes de escolher um horário definitivo.

  • Em qual horário do dia você tem menos sono?
  • Quando você sente que seu cérebro está mais eficaz, em geral?

Descobrir em qual parte do dia você rende mais vai ajudar não só a ter foco nos estudos para concurso, mas também a fazer um ciclo de estudos eficaz.

Técnica do ciclo de estudos

O ciclo de estudo é uma técnica que vai ajudá-lo a organizar as matérias que você precisa estudar. O objetivo é que você passe por todas as disciplinas exigidas no concurso e não esqueça ou priorize muitas horas em apenas uma matéria.

O ciclo de estudos é uma técnica já comprovadamente eficiente para aprovação em concursos públicos, e bem difundida para concursos da área fiscal, que estão entre os mais difíceis do Brasil.

Abaixo temos um exemplo de um ciclo de estudo inicial para auditor do ICMS, com 24h de duração para cada ciclo.

Aprenda como fazer um ciclo de estudos flexível e eficaz em 5 passos neste outro artigo do nosso blog.

5) Responda às suas dúvidas sobre preocupações internas

Às vezes as distrações não vêm do mundo externo – elas aparecem de dentro para fora!

Se você está preocupado com uma questão específica – “Quando vou receber um aumento?” ou “O que acontecerá se eu não passar no concurso?” – você pode se encontrar lutando para manter o foco.

Felizmente, há uma solução: pode parecer um pouco boba, mas, na verdade, responder a essas perguntas internas ajudará você a direcionar sua mente para onde ela precisa estar.

Se você estiver preocupado com algo, identifique e transforme aquilo em uma pergunta. Em seguida, responda a essa pergunta de maneira simples e lógica, da seguinte maneira:

  • “Quando vou receber um aumento?” Resposta: “Vou falar com o meu chefe sobre isso amanhã.”
  • “Por que não consigo entender essa matéria?” Resposta: “Eu estou estudando como eu deveria, então estou confiante de que vou aprender. Mas se eu ainda estiver lutando com essa matéria até o fim da semana, falarei com um professor ou amigo, e pedirei ajuda.”

Você pode até escrever a pergunta e a resposta no papel, depois dobrá-la e guardá-la para relembrar mais tarde.

O objetivo aqui é reconhecer a preocupação, aceitar que ela existe (não se julgue por isso!) e depois voltar sua atenção para a tarefa em mãos.

6) Movimente-se

Algumas pessoas frequentemente sentem a necessidade de fazer algo fisicamente. Ficam ansiosas e agitadas ou tem que se esforçar muito para se concentrar em ambientes muito parados. Soa familiar?

Você é provavelmente um aprendiz cinestésico, o que significa que você aprende melhor quando seu corpo está engajado junto com sua mente. Melhore sua capacidade de ter foco para estudar para concurso com as seguintes técnicas:

  1. Caneta: sublinha as palavras quando você lê. Risca as respostas incorretas quando estiver fazendo um teste prático. Apenas mover a mão pode ser o suficiente para sacudir o nervosismo. Se ainda se sentir agitado, vá para a etapa 2.
  2. Elástico de borracha: estique-o. Enrole-o em volta da caneta. Brinque com o elástico enquanto responde a perguntas. Ainda se sentindo nervoso?
  3. Bola: leia uma pergunta sentado, em seguida, levante-se e jogue a bola contra o chão enquanto pensa em uma resposta. Ainda não consegue focar?
  4. Saltar: sente-se e leia uma pergunta, depois fique em pé e faça 3 saltos. Sente-se e responda a pergunta.

7) Repense pensamentos negativos

Pensamentos negativos tornam o estudo praticamente impossível. Se você se pega frequentemente repetindo pensamentos autodestrutivos, tente reformulá-los em afirmações positivas:

Negativo: “Esse conceito é muito difícil para eu aprender”.
Positivo: “Esse conceito é difícil pra todo mundo, mas eu consigo entender.”

Negativo: “Eu odeio essa aula. Estudar é tão chato”.
Positivo: “Esta aula não é a minha favorita, mas quero estudar o material para ter sucesso”.

Negativo: “Eu não posso estudar. Eu fico tão distraído”.
Positivo: “Eu sei que perdi o foco mais cedo, isso é normal, então vou tentar novamente.”

Da próxima vez que um pensamento negativo invadir seu cérebro, reconheça-o e tente transformá-lo em uma afirmação positiva.

Com o tempo, o estudo se parecerá menos com um fardo e mais com uma escolha intencional que você está fazendo para atingir seus objetivos.

Essa abordagem consciente fará com que você se sinta mais capacitado e motivado e, posteriormente, você terá aprendido como ter foco para estudar para concurso público.

Complete sua leitura com o artigo “Como organizar matérias para estudar para concurso: 6 dicas”.

E que tal usar uma tecnologia “do bem” para ter mais foco nos estudos e organizar as matérias de forma simples e rápida?

O aplicativo do EstudAqui é focado na experiência do usuário e foi feito com a ajuda e opinião de milhares de estudantes. É um produto feito para o usuário e COM o usuário.

Você escolhe o seu concurso, ou, se quiser estudar sem focar em um concurso específico, indica quais são as matérias que quer estudar e o software cria seu plano de estudo perfeito, baseado em suas facilidades e dificuldades pessoais em cada matéria. Conheça agora como funciona!

Como memorizar o estudo para concurso: 15 técnicas para estudar melhor

Quando sai o edital de um novo concurso, muitos candidatos fazem a mesma pergunta:

“Como memorizar o estudo para concurso e lembrar de tudo?”

Uma coisa de cada vez: a memorização por si só  não vai te levar tão longe. Para ter o melhor desempenho nos estudos, é importante ter uma compreensão significativa das matérias.

No entanto, o estudo exige que os candidatos usem a memória para lembrar ideias, conceitos e materiais para o dia da prova.

Por isso, é sim muito importante aprender como memorizar o estudo para concurso e aproveitar ao máximo suas sessões de estudo.

Como posso melhorar minha memória para estudar?

Tudo exige prática. Muitas pessoas lutam para lembrar fatos e materiais, porque elas simplesmente não dedicam tempo para exercitar sua memória regularmente.

À medida que os assuntos se tornam mais difíceis, descobrem que sua mente não está preparada para lidar com tantas informações.

Em vez de se perguntar como memorizar o estudo para concurso mais rápido, você deve aprender a usar a memória de maneira mais eficiente enquanto estuda.

A resposta? Sessões de estudo regulares.

Quanto mais regularmente você revisar o material, melhor você pode treinar sua mente para lembrar o que você estudou com muito mais precisão.

Além de revisar regularmente o material do edital, há também alguns truques de memorização que você pode usar para melhorar sua memória para a próxima prova.

8 técnicas para memorizar o estudo para concurso

Experimente estas dicas de como memorizar o estudo para concurso, que irão ajudá-lo a exercitar sua mente e melhorar a recordação.

1. Caminhe antes de um exame

Está provado que o exercício pode aumentar a memória e o poder do cérebro.

Uma pesquisa conduzida pelo Dr. Chuck Hillman, da Universidade de Illinois, fornece evidências de que cerca de 20 minutos de exercício antes de um exame podem melhorar o desempenho.

caminhar-antes-prova-pesquisa

Comparativo do cérebro de 20 estudantes fazendo o mesmo teste: depois de se sentar em silêncio (esquerda), depois de 20 minutos de caminhada (direita).

2. Fale alto em vez de simplesmente ler

Embora isso possa fazer você parecer um pouco louco, dê uma chance! Você ficará surpreso com o quanto mais vai se lembrar quando começar a estudar em voz alta. Aviso: não faça isso em uma biblioteca lotada! rs

3. Recompense-se com um pequeno prêmio

Há muitas maneiras de integrar um sistema de recompensas aos seus hábitos, para que você aprenda como memorizar o estudo para concurso com mais eficiência.

Uma maneira simples de se motivar a estudar é estipular uma recompensa depois de ler o conteúdo do dia, como fazer uma pausa para um lanche ou a cada sessão de leitura você ganha uma das suas balas preferidas.

4. Ensine o que você aprendeu

A melhor maneira de testar se você realmente entendeu alguma coisa é tentar ensiná-la a outra pessoa.

Tem algum amigo que vai prestar o mesmo concurso? Combinem um dia para estudar matérias que ambos sabem bem e podem ensinar um ao outro.

Não conseguiu ninguém para te ouvir? Faça sozinho mesmo em seu quarto, para praticar e verbalizar o que você sabe.

5. Crie associações mentais

A capacidade de fazer conexões não é apenas uma maneira mais fácil de memorizar o estudo para concurso, mas é o combustível da criatividade e da inteligência.

Steve Jobs sabiamente disse: “A criatividade é apenas conectar as coisas. Quando você pergunta a pessoas criativas como elas fizeram algo, elas se sentem um pouco culpadas porque elas realmente não fizeram isso, simplesmente viram algo ”.

Os mapas mentais são uma maneira fácil de conectar ideias, criando uma visão geral de diferentes conexões.

como-criar-mapas-mentais

6. Desenhe diagramas

Desenhar diagramas ajudará você a visualizar informações que seriam difíceis de descrever. Isso cria uma memória visual em sua mente que pode ser lembrada durante um exame.

7. Times New Roman é a fonte mais rápida para ler

Simplificando – há uma razão pela qual o Times New Roman é a fonte padrão na maioria dos aplicativos! Ela é fácil de ler e você vai memorizar o estudo para concurso muito melhor se seus resumos forem feitos com ela.

8. Faça pausas regulares nos estudos

Quando seu cérebro está ativo, você precisa fazer pausas regulares no estudo para ajudá-lo a absorver mais informações, e também para mantê-lo motivado e focado enquanto estiver trabalhando.

Faça uma pequena pausa após 45 a 50 minutos de estudo, pois seu foco e concentração ficarão prejudicados após esse período. Qualquer coisa nova após 1 hora e 30 minutos não será tão bem assimilada.

9. Estude em um grupo

Estudar em grupo pode ajudar você a memorizar o estudo para concurso e a coletar novos insights para aprimorar sua experiência de aprendizado.

Encontrar com pessoas que têm o mesmo objetivo ajuda a compartilhar recursos, discutir ideias e interagir com novas pessoas. Além de sair um pouco do seu habitat diário de estudo.

10. Visualize a informação

Use o método de Loci. Esta é uma técnica em que você visualiza uma casa, associando os cômodos com informações.

Novas informações entram em uma nova sala. Abra uma gaveta para encontrar uma fórmula matemática. Abra um armário para encontrar os nomes de leis tributárias.

11. Use acrônimos e mnemônica

Crie padrões e palavras com a informação que você precisa lembrar. Associar a primeira letra de cada item a uma palavra, frase ou rima pode facilitar a recuperação da informação.

Esses truques são especialmente úteis para ajudar a memorizar o estudo para concurso.

12. Utilize a técnica da corrente

Crie uma história ou frase em torno de uma informação para que possa ser lembrada mais facilmente. Lembra da ordem dos planetas contando uma história sobre eles indo a um piquenique? A história pode ser boba e divertida, mas torna mais fácil de lembrar.

13. Aprenda fazendo

Aprenda informações agindo. Usar gestos com as mãos e outros movimentos pode ajudá-lo a lembrar melhor as informações com a memória muscular. Se você não pode se movimentar quando estuda, use sua imaginação para imaginá-la em sua mente.

14. Crie um ciclo de estudo

Uma das grandes vantagens do ciclo de estudo é rever todas as matérias com a frequência correta, o que aumenta muito a taxa de memorização de todas elas.

Reveja o material que você estudou alguns dias depois da sessão de estudo. Faça uma anotação mental de qualquer coisa que você tenha esquecido e revise essas áreas novamente.

O ciclo é uma maneira não apenas de memorizar o estudo para concurso, mas também de estudar tudo que você precisa sem se sobrecarregar.

Leia também: 10 passos para montar um cronograma de estudos para concurso.

15. Estude em diferentes locais

Sua memória pode ser acionada por diferentes sugestões em seu ambiente. Se você está tendo dificuldade em lembrar o material que está estudando, tente mudar para um novo local para ajudar a informação a se destacar em sua mente.

Aprender não envolve apenas memorizar

Lembre-se de que é importante usar essas técnicas de como memorizar o estudo para concurso junto com outros bons hábitos de estudo, como gerenciamento de tempo e organização adequados.

Isso ajudará a garantir que você não esteja simplesmente memorizando o material, mas trabalhando para um entendimento mais profundo do assunto.

E por último, mas não menos importante, o aplicativo estudaqui será o seu grande aliado na batalha para memorizar melhor o seu estudo. Baixe o aplicativo do EstudAqui e tenha um plano de estudo eficiente e personalizado para saber como, quando e o que estudar.

O app ordena as disciplinas das provas para as quais você precisa estudar, de acordo com as prioridades que você tem, e também de acordo com as suas dificuldades pessoais em cada matéria.

Saiba mais sobre como funciona nosso app para organizar estudos e melhore radicalmente sua forma de estudar!