Técnicas de estudo para concurso público

Técnicas de estudo para concurso público: 5 dicas para memorizar e aprender mais rápido

Uma pesquisa realizada em 2018, mostrou que o crescimento do número de concurseiros no Brasil é de 40% ao ano. Esse dado não é para te desanimar, ao contrário, é para mostrar que você realmente precisa se dedicar, e para dizer que com as técnicas de estudo para concurso público que listamos a seguir, você será capaz de atingir o seu objetivo de ser aprovado em um concurso

Quando você está se preparando para prestar um concurso público, qualquer dica para melhorar seus resultados, é bem vinda, não é mesmo? Tudo que queremos é encontrar uma fórmula mágica que nos faça produzir mais e memorizar melhor.

Não existe fórmula mágica, e você já deve saber disso, entretanto, com algumas técnicas de como estudar para concursos você pode:

  • ampliar sua produtividade, estudando mais em menos tempo;
  • aumentar a memorização de conteúdos, armazenando mais rapidamente um volume maior da matéria;
  • ampliar seu tempo de estudo, aproveitando cada espaço do seu dia, mesmo que você trabalhe ou tenha outra ocupação, além de estudar para concurso. 

Esse último tópico é especialmente importante e limitador para muita gente que tem o sonho de passar em um concurso, mas não pode largar o trabalho ou tem filhos, o que deixa pouco tempo de sobra para sua preparação para a prova. 

Se esse é o seu caso, esse artigo também é para você. Existem técnicas e planos de estudo para quem trabalha, que permitem você realizar seu sonho. 

As técnicas de estudo para concurso público apresentadas, a seguir, devem ser adotadas tanto por estudantes que se dedicam em tempo integral como por pessoas que dividem seu tempo com outras obrigações. Você vai ver como elas realmente se encaixam em ambas as situações. 

5 técnicas de estudo para concurso público que você pode confiar

1. Faça toneladas de exercícios de concursos anteriores

Vamos começar pelo começo. A primeira e mais clássica entre as técnicas de como estudar para concursos é o contato com exercícios de provas anteriores, do mesmo concurso que você irá prestar, ou de concursos que possuem o mesmo escopo de matérias. 

Realizar exercícios também é uma técnica de memorização do conteúdo já estudado. Dessa forma, além de testar se você aprendeu o que estudou, os exercícios ajudam você a “guardar” aquele conteúdo na memória. 

Uma dica importante é tentar dividir os exercícios e:

  • realizar algumas atividades logo após o estudo da matéria. Isso te ajudará a mensurar o quanto você compreendeu da disciplina estudada;
  • fazer outro bloco de exercícios em momentos de revisão, posteriores. Este grupo de exercícios te fará perceber que você memorizou o conteúdo e que não esqueceu as informações ao longo do tempo. 

Ao conferir as respostas, e identificar quais foram seus erros e dificuldades, vá até seu material de revisão, resumo ou no material original da apostila de estudo, e releia aquele tópico. Errar uma questão mostra que você não absorveu completamente o conteúdo ou que você não entendeu o que foi transmitido. Por isso, resolva esse problema imediatamente.

2. Crie Mapas Mentais

Já que falamos de revisão e releitura do material estudado, é hora de nos concentrarmos em mais uma técnica de estudo para concurso público: os mapas mentais.  

Em geral, o volume de conteúdo de uma prova de concurso é extenso, e reler esse material completo é quase uma missão impossível. Por isso existem técnicas de como fazer resumos para concurso, entre elas os mapas mentais.

Técnicas de estudo para concurso público 

Ao aprender como fazer mapas mentais, você, além de resumir o conteúdo de uma disciplina, ainda constrói conexões entre assuntos e torna tudo isso visualmente agradável e fácil de assimilar

Os mapas são também importantes para quem tem pouco tempo para se dedicar aos estudos, afinal, com uma simples “passada” de olho no seu horário de almoço, você é capaz de revisar um conteúdo, lembrando de seus tópicos principais. 

3. Exercite-se e aprenda mais

Talvez, nessa fase da sua vida, exercitar-se e cuidar da sua saúde não esteja sendo exatamente uma prioridade, mas sabia que exercício físico faz você aprender mais? 

Segundo o estudo da University of Illinois, a prática aeróbica pode desenvolver partes do cérebro, ligadas à atenção e à memória. Ou seja, fazer uma caminhada, correr, andar de bicicleta, pular corda, entre outros exercícios do tipo, podem te ajudar a armazenar mais informações, além de auxiliar na concentração

Você não precisa passar horas na academia. Trinta minutos diários de exercícios já são suficientes para ampliar a rapidez de processamento de informações. 

4. Audioaulas 

Algumas técnicas de estudo para concurso público podem ser surpreendentemente valiosas e essa é uma delas. O áudio ajuda você a trabalhar outro sentido em prol de seu desenvolvimento como concurseiro. 

Segundo alguns neurocientistas, se você não desenvolveu o hábito de leitura consciente até a 2ª infância, provavelmente, estudar por meio do áudio será muito mais eficaz que passar horas lendo uma apostila.

Não estamos dizendo que você não deve ler. Materiais escritos continuam sendo valiosos e devem continuar fazendo parte da sua rotina de estudos para concursos públicos. Entretanto, adicionar aos seus hábitos diários as audioaulas ampliará as possibilidades de memorização e aprendizado

Além disso, você pode usar as audioaulas para ampliar o seu tempo de estudo, utilizando, por exemplo, o caminho entre sua casa até o trabalho. Basta um fone de ouvido ou o som o carro. Você concorda que adicionar esse tempo em sua rotina de estudos pode ser valioso? 

Se você demora 20 minutos ou 1 hora para se deslocar, não importa. Tempo, qualquer tempo, é precioso para um concurseiro.

Como tempo é realmente valioso, separamos o vídeo abaixo, com Alexandre Meireles dando dicas de como conseguir mais horas para dedicar ao seu sonho. É só dar o play!

Além de ouvir aulas disponibilizadas por plataformas de ensino, você também pode combinar suas técnicas de estudo para concurso público para criar um áudio exclusivo. 

Calma, vou explicar. 

Vamos imaginar que você tenha que estudar Direito Tributário e deseja acrescentar o áudio em sua rotina. Uma opção é “comprar” aulas de sites para concursos, que disponibilizam esse formato, outra opção é gravar você mesmo o conteúdo.

Por meio de aplicativos de gravação de áudio você pode ler o conteúdo da disciplina em voz alta, gravando, com a sua voz, o teor do material. Posteriormente, você pode colocar no som do carro e reforçar o aprendizado durante suas idas e vindas. 

Se você aprende aqueles jingles de anúncios de rádio, ou a música chiclete, você também vai aprender o conteúdo, ouvindo suas gravações de seus estudos. 

Sua voz vai parecer irritante no início, mas depois você acostuma. 

5. Ciclo de Estudo

Quantas vezes você já montou um quadro de estudos, com dia, hora e disciplina definidos, de segunda a sábado, e não conseguiu cumprir com essa organização? 

A última entre as 5 técnicas de estudo para concurso público que indicamos aqui, é o ciclo de estudo, que surgiu da busca por uma alternativa ao método agenda, no qual você define, o dia, a hora e a disciplina que você vai estudar, durante toda a semana. 

Técnicas de estudo para concurso público

Fonte: Método de Estudo

Porque um método alternativo teve que surgir?

Simplesmente porque esse método “clássico” não dá certo para a maioria das pessoas. Não é um problema exclusivo seu. É uma questão que atinge 99% dos concurseiros. 

Para você entender como criar esse ciclo de estudos, sugerimos que você acesse nosso artigo; Como fazer um ciclo de estudos flexível e eficaz: 5 passos”, no qual  apresentamos o passo a passo completo de como a técnica deve ser aplicada e as razões para isso. 

Mesmo surgindo como uma opção alternativa, atualmente, o modelo em ciclo, criado por Alexandre Meirelles, é o grande responsável pelas aprovações nos maiores concursos do Brasil.  

A seguir uma imagem de um ciclo de estudos construído:

Técnicas de estudo para concurso público

Enquanto o método de agenda aumenta a dificuldade para encontrar momentos para revisar a disciplina, é cansativo para o concurseiro, pois, em geral, os tempos dedicados a cada matéria são muito longos e os estudos podem ficar prejudicados por qualquer imprevisto na agenda, o ciclo de estudo vai auxiliar na:

  • organização de suas horas;
  • aproveitamento de cada período do dia;
  • aumento da produtividade, ou seja, com o ciclo você vai assimilar mais conteúdo em menos tempo;
  • organização de horários para revisão do conteúdo. 

Para construir um ciclo de estudo, você vai precisar:

  • definir o tamanho do ciclo;
  • analisar cada disciplina;
  • definir a quantidade e tempo dos blocos;
  • distribuir os blocos de matéria no ciclo;
  • revisar o ciclo

Mas, fique tranquilo, você não vai precisar fazer nada disso sozinho ou à mão. O aplicativo Estudaqui faz todo esse trabalho para você e cria o seu ciclo de estudos perfeito e personalizado, automaticamente.

Escolha a prova para a qual deseja estudar e nós te mostramos todas as matérias que são pedidas no edital. Com apenas 1 clique nossa tecnologia criará um ciclo de estudo personalizado e exclusivo para você, considerando as suas facilidades pessoais em cada matéria.

Também possui a funcionalidade de controle para que possa ver o quanto já avançou em suas disciplinas de estudo e quanto falta para terminar um ciclo (plano) de estudo. 

Além de tudo isso, há estatísticas e métricas especialmente pensadas para que você consiga melhorar o seu estudo diariamente e consiga a aprovação no menor tempo possível. Conheça todos os detalhes no nosso site.

Acesse nossa plataforma e conheça mais sobre o Estudaqui.

Um abraço, e bons estudos.