porque-nao-consigo-passar-concurso-publico

Por que não consigo passar em um concurso público: 10 razões que interferem no seu desempenho

Por que não consigo passar em um concurso público?

Muitos concurseiros se veem na posição de se dedicar muito, mas ainda assim não conseguem alcançar os resultados desejados. E não se espante, pois infelizmente muitas pessoas passam por isso. 

Ainda mais na vida de estudante de concurso, onde muitas vezes ser bem-sucedido parece quase impossível. A sensação é a de que o trabalho duro não se paga e o resultado obtido não é proporcional ao esforço dedicado. 

Mas quais são as razões pelas quais até mesmo os mais sinceros esforços resultam em desapontamento? 

Continue lendo para descobrir as 10 principais razões que podem responder à questão: por que não consigo passar em um concurso público, apesar de estudar muito?

Por que não consigo passar em concurso público?

10. Dificuldade em reter o assunto

Cada pessoa é diferente em relação ao aprendizado. Existem aquelas que precisam de menos tempo para entender e reter um assunto. 

No entanto, há também aquelas que, apesar de se esforçarem muito, acham difícil lembrar tudo o que estudou na hora da prova. 

Na verdade, essa é uma das razões mais comuns de porque muitos candidatos não conseguem passar em um concurso público, mesmo se dedicando muito nos estudos.

Teste se você consegue reter os conhecimentos das matérias fazendo exercícios e provas antigas. Principalmente em relação às matérias que são novas para você ou que não são o seu forte. 

Até as que parecem “fáceis” precisam de atenção, pois você não pode deixar de estudá-las achando que sabe o conteúdo. 

Encaixe os exercícios regularmente entre os estudos teóricos para testar o que você realmente aprendeu, e saber o que ainda precisa de mais reforço em uma nova sessão de estudo. 

9. Problemas em casa

A vida pessoal também traz muitos desafios para a vida de qualquer pessoa e pode interferir em diferentes momentos no alcance de objetivos. 

Muitos estudantes de concurso público trabalham fora, têm família, filhos e todas as obrigações que envolvem um lar para lidar.

A instabilidade emocional em torno deles muitas vezes tem um impacto direto em seu bem-estar, em termos de saúde psicológica. 

Então, mesmo que você esteja trabalhando duro tentando fechar os olhos para tudo o que está perturbado ao seu redor; sua mente subconsciente pode dificultar os resultados desejados.

Neste caso, a solução é bastante pessoal, e vale a pena buscar ajuda caso sinta que não consegue lidar sozinho com determinadas situações. 

Assim, você trabalha para se estruturar melhor emocionalmente e tentar o concurso que você deseja mais preparado.

8. Ansiedade da prova

Às vezes, quando chega o momento da verdade, os candidatos congelam por medo ou ansiedade. Sim, a ansiedade do teste é muito comum nos concurseiros. 

Nervosismo, náusea ou apenas desconforto podem tomar conta no momento que você entra na sala da prova. 

Naquele momento, o trabalho duro não vem ao seu socorro e as coisas acabam indo pelo ralo. 

Em tais casos, talvez uma consulta psicológica para lidar com tais medos possa lhe fazer bem, caso contrário, seus sonhos e aspirações podem continuar não se traduzindo em resultados. 

O conhecimento dos sintomas da ansiedade também pode te ajudar muito. 

7. Técnicas de estudo

Às vezes, a técnica errada de estudo pode resultar diretamente em um desempenho desfavorável. Muitas pessoas que estudam muito e de tudo desde cedo, acham cada vez mais difícil obter boas notas com o passar dos anos. 

Na fase inicial da vida estudantil, esses superestímulos podem ser válidos para desenvolver a vontade de aprender, porém, com o tempo é necessário ser flexível, e pressionar-se para estudar além do que você consegue é inútil. 

Com o aumento da complexidade dos materiais, dependendo do concurso, a compreensão dos conceitos torna-se necessária para um bom desempenho. Muito mais do que se “matar” de estudar por horas a fio.

Mas, muitas vezes, deixar os maus hábito torna-se muito difícil, levando a constantes decepções.

Veja algumas dicas para melhorar seu método do estudo no vídeo abaixo:

6. Concurso errado

Às vezes, os candidatos se forçam a fazer um determinado concurso por pressão própria, da família, pela influência de amigos ou por ambicionar um alto salário. 

Qualquer que seja a razão, se você não tem aptidão para um determinado trabalho, terá mais dificuldade naquele assunto, e terá que se esforçar muito mais para aprendê-lo. 

A escolha cuidadosa do concurso que você vai prestar é essencial para garantir que o trabalho duro seja recompensado.

Pense na satisfação profissional que ganhar uma vaga vai te trazer e não apenas na recompensa material ou no prestígio que você vai ganhar se passar. 

Alinhe sua mente com os objetivos certos e escolha as melhores oportunidades para si.

5. Baixa autoconfiança

Você pode fazer todos os preparativos e folhear todas as páginas de cada livro, mas sem confiança a teoria não vale nada. 

A construção de confiança é muito importante para dar a um candidato a crença de que ele pode passar por qualquer prova em sua vida. 

Pode ser medo do assunto ou apenas falta de fé em suas próprias habilidades, isso afeta muito o resultado das provas.

Diante de objetivos desafiadores, você deve se preparar intelectualmente e psicologicamente para equilibrar a pressão e não perder de vista seu potencial de realização.

4. Má escrita e habilidades de apresentação

Algumas provas de concurso incluem questões discursivas, em que todas as perguntas precisam ser respondidas com cuidado. 

Com certeza, você já teve um amigo ou conheceu alguém muito inteligente, trabalhador e esforçado, mas que devido às suas habilidades de escrita, caligrafia e apresentação ruins, falhou na obtenção de boas notas em uma prova importante. 

O que um candidato coloca nas respostas é muito importante para traduzir o conhecimento nas provas e conquistar os resultados esperados.

3. Não se preparar bem nas matérias mais importantes

Os candidatos muitas vezes deixam de fora algumas matérias de seus planos de estudos, seja devido à falta de tempo antes dos exames, seja apenas por uma intuição do que é mais provável que apareça na prova. 

Mas isso não significa que eles não trabalharam duro nos estudos. Eles podem estudar centenas de outros tópicos, mas, por azar, apenas os que deixam de fora podem vir a cair na prova. 

Ou seja, estudos seletivos podem resultar em fracasso. Por isso, você deve organizar as matérias para estudar para um concurso com muita atenção e não deixar nenhuma de fora. 

2. Técnicas de revisão inadequadas

A revisão antes das provas é muito importante. É essencial ter uma estratégia de revisão adequada e bem pensada. 

Conseguir passar por todos as matérias ao longo dos meses de estudo é vital para uma boa preparação. 

Nunca é uma boa ideia estudar algo pela primeira vez logo antes das provas, pois pode haver muito para reter em pouco tempo, o que eleva o grau de ansiedade. Fique atento!

Uma técnica de revisão aleatória, não importa o quão elaborada, também pode resultar em resultados ruins nos exames.

Encaixe a revisão no seu ciclo de estudos para que periodicamente você repasse os conhecimento estudados e veja se realmente fixou o conteúdo. 

1. Ficar preso em uma questão 

Às vezes, um candidato pode estar preparado para resolver todas as questões que aparecem na prova, mas, de repente, acaba derrotado por uma única questão.

É nessas questões que muitos concurseiros ficam presos, até que seja tarde demais tentar partir para o restante da prova. 

Então, uma única pergunta, se você não mede o tempo gasto nela e parte logo para a próxima, pode dificultar as perspectivas de bons resultados para a prova toda.

Desde o vestibular ouvimos essa dica, mas nosso cérebro é teimoso e precisa sempre desse lembrete: se você “empacar” em uma questão, continue a prova e volte nela apenas no final, se sobrar tempo. Não gaste todo tempo em um único ponto da prova. 

À medida que você acerta outras questões terá também mais confiança e calma para resolver uma ou duas questões mais difíceis que ficaram para trás. 

Complete sua leitura e aprenda como montar um cronograma de estudos para concurso em 10 passos neste post do nosso blog.

“Eu consigo estudar para concurso público!”

“Porque não consigo passar em concurso público?” não será mais uma questão. Agora que você já sabe o que pode limitar seu desempenho, faça uma autoanálise e busque maneiras de driblá-las.

Uma das soluções é criar uma estratégia de estudo bem elaborada, com tempo para estudar toda a matéria e ainda revisar os pontos principais.

Para te ajudar a fazer essa organização, conheça o aplicativo do EstudAqui que foi desenvolvido a partir da opinião de milhares de estudantes e focado em oferecer a melhor experiência para o usuário.

No aplicativo, você escolhe o concurso, indica quais são as matérias que quer estudar e o sistema cria um plano de estudo perfeito, baseado em suas facilidades e dificuldades pessoais em cada matéria. 

E ele ainda faz muito mais por você, é a tecnologia a favor da educação. Conheça agora como funciona e saiba mais detalhes!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *