Como driblar a dor nas costas durante a jornada de estudos

Como driblar a dor nas costas durante a jornada de estudos?

Você já parou para pensar na postura que está agora diante do computador? É comum um estudante passar de seis a oito horas estudando, todos os dias. Com uma rotina árdua, é comum concursandos queixarem-se de dor nas costas durante a jornada de estudos. Além de problemas para a saúde, a dor pode prejudicar também o seu rendimento. Hoje vou dar algumas dicas e contar como eu lido com esse problema.

É preciso estudar bastante para garantir a aprovação na prova dos sonhos. Passando muito tempo na mesma posição, relaxando a postura e as pernas e até debruçando-se na mesa. Tudo isso causa traumas na coluna!

Sete em cada dez brasileiros sofrem com dor na coluna. A dor nas costas é, sem dúvida, a grande razão das principais queixas relacionadas à dor de muitas pessoas em todo mundo. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 80% das pessoas no mundo sofrem, ou sofrerão ao longo da vida, com algum tipo de dor nas costas.

Há mais de 20 anos eu lido e faço tratamento para dor crônica nas costas. Ao relatar este problema no meu livro, muitos estudantes se identificaram com a situação e me questionaram como driblei este problema.

Pensando em ajudar os estudantes que sofrem desse mal, resolvi dar algumas dicas preventivas. Confira!

Faço aqui uma breve pausa no artigo para deixar claro que eu, Alexandre Meirelles, não tenho qualquer relação com a Estudaqui e que não ganho nada ao escrever esses artigos e nem ao indicar o aplicativo Estudaqui. Indico o aplicativo e apoio o site porque gosto e porque eles são realmente os melhores do mercado no que fazem, são de longe a melhor opção!

A minha relação e convivência com a dor nas costas

Se você ainda não tem dor nas costas, infelizmente, estudando para uma prova difícil que exija horas de estudos diários, você provavelmente terá.

Em geral, estudar para provas concorridas envolve até cerca de 4 anos de luta diária, sentado, estudando ou assistindo a vídeo aulas, o que, naturalmente, força a coluna e detona o pescoço.

Assim, na luta contra a dor nas costas, já frequentei diversos médicos e especialistas – só em 2018, já visitei três ortopedistas, pois, ultimamente, estou com sérios problemas na nuca.

Nos últimos anos, já fiz mini cirurgias por radiofrequência e, mesmo que tenham fornecido o alívio momentâneo, não resolveram o problema.

Na atual situação, o primeiro especialista recomendou uma cirurgia para retirar um disco na medula e inserir prótese e pinos – no entanto, tive receio de realizar um procedimento tão delicado e busquei a opinião de um segundo especialista.

O segundo médico, por sua vez, preferiu o tratamento com laser e medicamentos. O terceiro, não indicou nada disso. Logo, se você sofre com dores, ouça várias opiniões médicas antes de encarar a sala de cirurgia!

4 dicas para evitar a dor nas costas durante a jornada de estudos

Para que você não precise passar por todo este transtorno, separei 4 dicas para manter a saúde da sua coluna. Confira!

1. Compre um suporte para livros

Depois de alguns meses estudando por muitas horas seguidas, com a cabeça abaixada, lendo os materiais, a tendência é que você comece a sentir dores na nuca, que podem ser refletidas nas costas.

O suporte para livros faz com que a sua visão fique mais alta, o que contribui para que o cansaço visual não apareça e te incomode.

É muito fácil de encontrar para comprar – basta procurar em sites como o Mercado Livre, por exemplo. A Lector Brasil também apresenta modelos muito eficientes!

Com o suporte, é claro, é difícil de escrever. Utilize o suporte para ler e fazer marcações e, se precisar anotar, retire o livro por alguns momentos e escreva.

2. Faça alongamentos continuamente

Alongar-se antes e após os estudos é um hábito que muitos estudantes vão deixando de lado ao longo da jornada.

Com os músculos que compõem a parte de trás do corpo bem alongados, há a redução da incidência de dores nas costas.

Isso por que uma musculatura alongada diminui a pressão entre as articulações e, consequentemente, as dores.

No próprio Youtube, é possível encontrar vários tutoriais básicos de alongamento para o pescoço.

Além de cuidar da postura, busque praticar atividades físicas frequentemente para exercitar a musculatura das costas!

3. Escolha uma cadeira confortável

Uma cadeira confortável e ortopédica  é indispensável para ter uma jornada de estudos tranquila e driblar a dor nas costas.

Eu, particularmente, recomendo que você utilize uma cadeira com braço, de preferência de rodinhas e com encosto de cabeça.

Muitos estudantes me perguntam qual cadeira utilizo – a marca é Monti, ela possui um bom custo-benefício e já me atende há dois anos, sem nenhum rasgo ou desgaste no estofado.

Ao utilizar a cadeira, tenha atenção na sua postura: as costas devem estar sempre apoiadas no encosto, da parte superior até a curvatura; as pernas dobradas, formando um ângulo próximo a 90º e os pés apoiados no chão ou sobre um  apoiador para pés.

Você sabia?

Os fundadores da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCAR, UNIFESP etc) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES etc). E o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkely e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

Conheça nossa história e o aplicativo de estudo da Estudaqui, e também continue lendo :).

4. Posicione corretamente o monitor do computador

O posicionamento errado do computador também pode ser um fator de risco para dor nas costas!

O monitor precisa estar posicionado na altura dos olhos – o início da tela precisa estar alinhado com o topo do seu olhar.

Caso você utilize notebook, instale um teclado externo, conectado ao aparelho pela entrada USB ou pelo bluetooth. Também é importante subir o monitor com um suporte de plástico ou madeira para que fique na altura do seu olhar.

Estudar com conforto e segurança é fundamental para driblar a dor nas costas e ter saúde o suficiente para cumprir com a missão da aprovação.

Agora que você já sabe como driblar a dor nas costas durante a jornada de estudos, saiba que você não precisa tentar fazer tudo sozinho, facilite a sua vida acessando o aplicativo Estudaqui.

Em poucos segundos o app monta seu ciclo de estudo perfeito personalizado, sem você precisar ter qualquer trabalho. E isso não é tudo! O Estudaqui ainda permite, automaticamente:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • ver relatórios de conclusão de estudo e avanços do conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • tomar ações para melhoria de desempenho com ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado.
  • Acesse o site e conheça mais sobre o Estudaqui: estudo de alto desempenho, simples e acessível a todos!

Fique à vontade para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Ver todos os artigos de Alexandre Meirelles.