Não estou conseguindo estudar - saiba como acabar com as desculpas

Não estou conseguindo estudar para concurso: saiba como acabar com as desculpas

Durante toda a minha carreira, recebi pedidos de conselhos de concursandos que não estão conseguindo estudar para concurso. Na maioria das vezes, os argumentos são verdadeiras desculpas para não estudar. Fuja da autossabotagem, meu amigo! Saiba como acabar com as desculpas.

A falta de ânimo para estudar é uma reclamação constante dos concurseiros que acompanham o blog do Método de Estudo. E isso me leva a refletir: você já parou para pensar quantas são as suas desculpas para não estudar?

Estudar para concursos públicos é mais do que uma escolha difícil, é uma missão. E como toda missão, exige empenho e dedicação!

Durante 25 anos atuando como servidor público e conhecendo concurseiros, vi muitos desses desistindo da jornada de estudos.

Sempre respeito as escolhas, mas não quer dizer que eu apoie essa decisão. Afinal, trata-se do seu sonho e você é plenamente capaz de alcançá-lo – basta querer!

Pensando nisso, preparei este artigo para fazê-lo refletir por que não está conseguindo estudar para concurso. Espero que, ao fim da leitura, você esteja mais motivado do que nunca!

A doença da “desculpite”

Entre as principais reclamações e medos de quem não está conseguindo estudar para concurso que leio frequentemente, estão:

  • vou esperar o orçamento sair para ver se tem previsão do concurso que eu quero;
  • estão falando que a estabilidade vai acabar;
  • a aposentadoria vai piorar;
  • irão diminuir a remuneração inicial.

Meu amigo, nenhuma dessas ideias é motivo para deixar de lado a sua rotina de estudos. Todas essas “informações” e decisões são, na verdade, sintomas da “doença da desculpite”.

Os leitores do meu livro já devem conhecer essa expressão, pois foi muito citada em minha obra, mas este é um conceito retirado do livro “A mágica de pensar grande”, do autor David Schwartz, lançado em 1959.

O termo explica que a maioria dos problemas e percalços que encontramos no caminho até o nosso objetivo se trata apenas de desculpas.

A vítima da “doença da desculpite” sempre está em busca de uma boa “razão” para justificar a sua procrastinação.

Apega-se a este motivo para explicar para si mesmo e para os outros por que não está progredindo.

A cada vez que a vítima apresenta a desculpite, essa se infiltra mais profundamente no seu subconsciente.

No início, a vítima sabe que seu álibi é mais ou menos uma “mentira”. Mas, as frequentes repetições fazem com que ela se convença de que é um fator completamente real, a verdadeira razão para que ela não alcance o sucesso que devia.

Como qualquer outra doença, a desculpite vai piorando se não for tratada adequadamente! Portanto, lembre-se da concorrência e coloque em primeiro lugar os seus objetivos.

Lembre-se de que há muitos candidatos estudando incessantemente – se você não reagir, irá perder a sua vaga tão sonhada.

Você sabia?

Os fundadores da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCAR, UNIFESP etc) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES etc). E o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkely e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

Conheça nossa história e o aplicativo de estudo da Estudaqui. E claro, continue lendo :).

“Não estou conseguindo estudar para concurso”: principais desculpas

São muitas e bastante criativas as desculpas para não conseguir estudar para concurso. Portanto, separei as mais recorrentes e vou buscar te ajudar a superar cada uma delas.

Desculpa #1: Eu não consigo

Ter pensamento positivo é o primeiro passo para obter produtividade nos estudos e riscar a desculpa “não estou conseguindo estudar para concurso” da sua vida.

Qualquer pessoa tem a capacidade de assimilar conhecimento! Portanto, não veja a aprovação como uma conquista impossível.

Converse com pessoas que já passaram em concursos, acompanhe o blog do Método de Estudo, mande as suas dúvidas e compartilhe suas experiências.

Você verá que o contato com pessoas que acreditaram na preparação e estudaram tornam o seu objetivo muito mais real e palpável!

Desculpa #2: Eu não tenho dinheiro para estudar

Ter uma fonte de renda para custear livros, cursos, inscrições e viagens até os locais de prova é um apoio essencial. Mas isso não é um fator limitante!

Para estudar, aposte no conteúdo disponível online – há uma série de videoaulas e materiais em PDF de qualidade para estudar. Fora canais com cursos completos no Youtube.

Além disso, em muitos concursos é possível conseguir a isenção da taxa de inscrição em caso de comprovação de baixa renda.

Desculpa #3: Não tenho tempo

Tempo de sobra ninguém tem. Bem-vindo ao clube, meu amigo!

A dificuldade de conciliar o tempo de estudos com outras atividades é o principal desafio dos concursandos – mas isso não é razão para desistir.

Invista na gestão de tempo e encontre a melhor divisão de tarefas dentro do seu cronograma.

Busque respeitar as suas individualidades, mas tenha disciplina para executar os estudos dentro do planejado.

Desculpa #4: Faço concursos há anos e não passo

A reprovação precisa ser enxergada como um meio de aperfeiçoamento para o seu plano de estudos.

Cada falha é um anúncio sobre os seus pontos de melhoria e o seu desempenho. Portanto, faça uma análise crítica dos seus erros nas provas!

Jamais jogue fora o seu gabarito – revise todo o conteúdo que você errou, confira os assuntos que têm facilidade e, assim, busque se dedicar aos que possui dificuldade.

Fazer provas faz parte da preparação, por isso é extremamente natural ser reprovado em concursos antes de ser, finalmente, aprovado.

Afaste-se das fontes de pessimismo

A grande mídia é uma das grandes responsáveis por desmotivar as pessoas que não estão conseguindo estudar para concurso públicos.

Principalmente no cenário de instabilidade econômica, surgem muitas dúvidas quanto às vantagens de tentar preencher um cargo público.

Nos meus 24 anos de carreira na área fiscal, sempre houve notícias ruins contra o serviço público, sobretudo nos últimos 10 anos.

Mas reflita: se a situação para o setor público não é das melhores, ainda assim o setor está em vantagem se comparado à iniciativa privada.

Mesmo quando a economia encontra-se em frangalhos, o setor público ainda apresenta maiores chances de sobrevivência. Portanto, não desista do seu sonho!

A partir do momento em que você decidiu ser concurseiro, você já abdicou de várias fontes de lazer.

Logo, se você não estudar o tanto que deveria, passará os poucos momentos de descanso estressado, pensando que deveria estar estudando.

Portanto, lide com a sua escolha e estude! O caminho é árduo, mas a recompensa é doce.

É verdade que as dificuldades do caminho da aprovação são enormes. Mas elas podem ser muito facilitadas quando você tem as ferramentas corretas ao seu alcance.

Saiba que você não precisa, e nem deveria, tentar fazer tudo sozinho, facilite a sua vida usando uma tecnologia como a do aplicativo Estudaqui.

Em poucos segundos o app monta seu ciclo de estudo perfeito personalizado, sem você precisar ter qualquer trabalho. E isso não é tudo! O Estudaqui ainda permite, automaticamente:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • ver relatórios de conclusão de estudo e avanços do conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • tomar ações para melhoria de desempenho com ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado.
  • Acesse o site e conheça mais sobre o Estudaqui: estudo de alto desempenho, simples e acessível a todos!

Fique à vontade para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Um abraço, Thiago Magalhães.

Ver todos os artigos de Thiago Magalhães