Provas de Português da FCC - como resolvê-las com mais facilidade

Provas de Português da FCC: como resolvê-las com mais facilidade?

Na última semana, escrevi um artigo em parceria com professor Marcondes Jr. com dicas para as provas de português do Cespe. Ao mesmo tempo, há outras bancas que também tiram o sono dos concurseiros, como as provas de português da FCC.

A Fundação Carlos Chagas (FCC) é considerada uma das mais importantes bancas do Brasil. Ela já realizou mais de 2.300 concursos em mais de 270 instituições.

A banca FCC vem mudando gradativamente nos últimos anos. Em geral, não podemos mais afirmar que ela é a banca conhecida por cobrar apenas “decoreba”.

Isso porque as últimas provas da banca têm apresentado questões que exigem raciocínio, conhecimento aprofundado da matéria e interpretação.

Assim sendo, o professor Marcondes Jr. compartilhou conosco dicas para resolver também as provas de português da FCC com mais facilidade. Continue a leitura e mãos à obra!

Faço apenas uma breve pausa no artigo para deixar claro que eu, Alexandre Meirelles, não tenho qualquer relação com a Estudaqui e que não ganho nada ao escrever esses artigos e nem ao indicar o aplicativo Estudaqui. Indico o aplicativo e apoio o site porque gosto e porque eles são realmente os melhores do mercado no que fazem, são de longe a melhor opção!

Há diferenças de preparação para nível médio e superior

Há bancas em que, quando se tratam de provas de nível médio e de nível superior, não há tanta diferença quanto ao rigor da prova de português.

No entanto, as provas de português da FCC têm a dificuldade aprofundada quando são para cargos de nível superior.

“O candidato que irá fazer prova para nível superior é muito mais exigido”, enfatiza Marcondes. 

Isso porque as provas de português da FCC de nível médio são relativamente mais fáceis, em termos de grau de interpretação de texto exigido, as questões gramaticais são menos complexas – se aproximando até mesmo de questões do ENEM, além de outros fatores de facilitação.

Marcondes Jr. - Foto“Provas de nível médio você tem um texto em que você consegue ler e entender facilmente as palavras”, aponta o professor.

“Já em provas de nível superior, você já pode se deparar com textos mais difíceis, jornalísticos e escritos até por antropólogos, com termos muito específicos”, pondera Marcondes.

Portanto, em uma prova da área Fiscal produzida pela FCC, de nível superior, dificilmente o candidato será capaz de pontuar mais de 90%.

Isso passa a exigir dos candidatos a compreensão de palavras não tão usuais no contexto do enunciado.

Dessa forma, o estudo da língua portuguesa deve ser ainda mais aprofundado por aqueles que irão prestar cargos de nível superior.

A prova de português da FCC tem “cara própria”

“A prova de língua de portuguesa tem questões que são a ‘cara’ da Fundação Carlos Chagas”, explica Marcondes.

Ele explica que questões de diferença entre complemento nominal e adjunto adnominal caem bastante na FCC.

Outra questão que é a “cara” da Fundação Carlos Chagas são as de correlação verbal, segundo o professor.

Não sabe do que se trata esse assunto? O professor Marcondes Jr. explica: “a correlação verbal é a correlação semântica entre os verbos. Por exemplo, quando eu digo: ‘eu iria à sua casa’, no futuro do pretérito; nesse caso, a questão pode exigir qual outro verbo poderia ser utilizado junto deste verbo no mesmo tempo verbal, que é o futuro do pretérito”.

Dessa forma, ao estudar para concursos da FCC, você deve dar uma atenção especial a esses temas.

“Cai na prova de nível médio? Pode cair. Cai na prova de nível superior? Muito provavelmente vai cair”, reitera Marcondes.

Você sabia?

Os fundadores da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCAR, UNIFESP etc) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES etc). E o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkely e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

Conheça nossa história e o aplicativo de estudo da Estudaqui, e também continue lendo :).

Como estudar para as provas de português da FCC do zero?

As provas de português da FCC, sobretudo de nível superior, já exigem certa experiência com a disciplina.

Por isso, se você está começando agora e/ou tem muita dificuldade com a disciplina, comece por um estudo minucioso da gramática ou um material completo em PDF.

Além disso, recomenda-se fazer um curso específico para a disciplina de português.

O próprio professor Marcondes Jr.  oferece uma mentoria personalizada para Redação Prática e Português, auxiliando muitos concursandos que prestam provas da FCC. Conheça os planos e saiba mais no site dele, clicando aqui!

O estudo reverso também pode ser aplicado nas provas de português da FCC

Assim como para as provas de português do Cespe, o estudo reverso também é aplicável à FCC.

Mas o que seria isso, Alex? Para se ter uma ideia, não é incomum os concursandos comecem a estudar pela parte inicial da gramática, que envolve fonemas, ditongos e outras lições complicadas que quase não caem.

Neste cenário, o desânimo com a língua portuguesa bate e o rendimento nessa disciplina é quase nulo.

Assim sendo, para evitar o “desgosto” com o português, o estudo reverso propõe que você mantenha o estudo da gramática, mas que também comece a resolver provas anteriores.

Dessa forma, baixe e imprima as provas  anteriores da FCC e tente resolvê-las.

Assim, a cada questão que você tiver dúvida e/ou errar, você deve, pontualmente, procurar na gramática e estudar o conteúdo exigido por aquela determinada questão.

Dessa forma, é possível ficar afiado em um assunto que pode ser cobrado novamente.

O gráfico de incidência é interessante aqui também

Assim como no Cespe, interessante que você faça um gráfico de incidência dos assuntos que caíram nas provas.

De 150 questões da FCC que você pegar para resolver, por exemplo, defina quantos % foram de cada tema.

Para fazer o gráfico de incidência, basta analisar as questões comparando com o conteúdo programático do edital.

Assinale, ao lado de cada uma, o tema. Depois é só contar quantas questões apareceram sobre aquele assunto e fazer regra de três para descobrir a porcentagem.

Assim sendo, esses assuntos mais recorrentes merecem mais a sua atenção (principalmente nos últimos 30 dias antes da prova).

Em provas de português da FCC, uma ajuda da tecnologia é uma boa pedida

Ao estudar português para concursos, tenha cuidado. Por mais que português pareça simples – afinal essa é a nossa língua nativa – a disciplina envolve diversas lições e regras. Não subestime!

Se você ainda não leu o artigo anterior sobre como se preparar para provas de português do Cespe, não deixe de conferir. Muitas dicas são úteis também para a FCC.

E para finalizar, deixo aqui uma última dica importante: saiba que você não precisa, e não deveria, tentar fazer tudo sozinho, facilite a sua vida usando uma tecnologia como a do aplicativo Estudaqui.

Em poucos segundos o app monta seu ciclo de estudo perfeito personalizado, sem você precisar ter qualquer trabalho. E isso não é tudo! O Estudaqui ainda permite, automaticamente:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • ver relatórios de conclusão de estudo e avanços do conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • tomar ações para melhoria de desempenho com ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado.
  • Acesse o site e conheça mais sobre o Estudaqui: estudo de alto desempenho, simples e acessível a todos!

Fique à vontade para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Ver todos os artigos de Alexandre Meirelles.