Como lidar com a pressão familiar durante os estudos

Como lidar com a pressão familiar durante os estudos para concursos?

A estabilidade emocional tem grande influência no alcance da aprovação em um certame, sendo tão relevante quanto uma rotina disciplinada de estudos. No entanto, a saúde psicológica, muitas vezes, é afetada pela ansiedade e pela pressão familiar durante os estudos para concursos.

Quando decidimos estudar para concursos, é normal que nós mesmos e muitos familiares acreditem que a aprovação virá em poucos meses – o que é um grande equívoco.

Na maioria das vezes, conquistar o cargo público é um processo demorado, que exige anos de dedicação. 

Por isso, é normal que você ouça conselhos de amigos e familiares para você desistir e procurar um emprego na iniciativa privada.

A pressão familiar durante os estudos para concursos é inevitável, assim como os “conselhos” dos amigos. Mas a nossa reação a elas pode variar, e muito! 

Para entender como lidar com a pressão familiar, continue a leitura!

Faço aqui uma breve pausa no artigo para deixar claro que eu, Alexandre Meirelles, não tenho qualquer relação com a Estudaqui e que não ganho nada ao escrever esses artigos e nem ao indicar o aplicativo Estudaqui. Indico o aplicativo e apoio o site porque gosto e porque eles são realmente os melhores do mercado no que fazem, são de longe a melhor opção!

A sua ansiedade é o maior obstáculo para a aprovação

Contar com o apoio dos familiares e dos amigos na busca pela aprovação é excelente, no entanto, alcançar o sonho é um projeto pessoal. 

Dessa forma, a maior cobrança que pode vir a te prejudicar durante os estudos para concursos é aquela que vem de você mesmo.

É normal que, na jornada de estudos para concursos públicos, ocorram vários eventos que contribuam para agravar a ansiedade, como as primeiras reprovações, o acúmulo de disciplinas a serem estudadas e a dificuldade em acertar os exercícios mesmo após estudar o conteúdo.

Se você está sofrendo de ansiedade e autossabotagem no estudo para concursos públicos, a primeira medida a ser tomada é colocar a cabeça em ordem e refletir.

Antes de se desesperar, busque avaliar os percalços vividos por muitos aprovados – muitos dos ocupantes de cargos públicos hoje também estudaram por muitos anos e viram seu nome na lista de reprovados muitas vezes até alcançarem o sucesso.

Ter paciência é o primeiro passo para alcançar a aprovação. Estudar para concursos é um processo evolutivo; se você está estudando por bons métodos, com disciplina e com materiais confiáveis e atualizados, em breve o êxito virá!

Além disso, ter organização é fundamental. Ao fechar metas de estudo e o tempo necessário para estudar, você terá um período saudável para se preparar.

Combatendo a ansiedade no estudo para concurso público

A ansiedade no estudo para concurso público também é, muitas vezes, fruto do excesso. Respeite os seus limites. Se não entra mais nada na cabeça e você não consegue mais estudar, descanse.

Lembre-se sempre que concurso é uma fase da nossa vida quando escolhemos esse caminho. Faça o possível para que esse caminho não provoque danos irreversíveis para a sua saúde.

Diante da ansiedade no estudo para concurso público, tome algumas medidas que podem auxiliar a sua saúde:

  • Faça atividades físicas;
  • Cultive sua espiritualidade;
  • Tenha uma alimentação saudável;
  • Tenha relações saudáveis com outras pessoas;
  • Converse com alguém sobre o que sente;
  • Se for necessário, procure apoio terapêutico especializado.

Superando a pressão familiar durante os estudos para concursos

Quem nunca prestou um concurso público dificilmente conhece a fundo a dinâmica do processo e, por isso, pode ter uma visão irreal do que estamos fazendo e dos resultados que estamos obtendo.

A pressão familiar durante os estudos para concursos pode ocorrer por diferentes motivos:

  • Crença de que concursos são ilegítimos e fraudados;
  • Ausência do concursando em momentos de lazer e convivência;
  • Ansiedade para obter estabilidade financeira.

O desconhecimento familiar gera questionamentos como: “Você estuda e ainda não foi aprovado; será que não é melhor desistir e procurar um emprego?”.

O primeiro passo para resolver este impasse é o diálogo – peça apoio e explique que estudar para concursos é um processo natural, que é normal levar tempo para ser aprovado.

Peça o apoio dos seus familiares e reforce que o incentivo deles é fundamental para a sua aprovação.

Diante das críticas, siga estudando, sem pestanejar! É importante manter a disciplina para os bons resultados dos seus estudos, pois os resultados dependem de sua total concentração.

Além disso, reserve nos seus momentos de lazer tempos exclusivos de dedicação à família – isso ajuda a reduzir a ansiedade das pessoas próximas.

Quando a pressão vem do esposo ou esposa

Quando a pressão familiar durante os estudos para concursos vem do cônjuge, a situação pode ser ainda mais delicada.

Nesse caso, a melhor alternativa é pedir apoio e reforçar a reciprocidade sentimental que um casamento envolve.

Além disso, ressalte que a aprovação em um certame pode lhe conceder maior autonomia financeira e melhoria no orçamento familiar.

Se os pais exercem pressão familiar durante os estudos para concursos

Os pais têm medo de assistirem à decepção dos filhos e, muitas vezes, acreditam fielmente que concursos públicos são fraudados.

Com os pais, além de apresentar depoimentos de aprovados, diga que você terá a construção da independência financeira definitiva.

Se os filhos não entendem o seus esforços

Os filhos tendem a não compreender por que, de uma hora para outra, o pai ou a mãe parece tão ocupado(a).

Além de reservar um período de dedicação a eles, é importante apontar as consequências para a família após a aprovação.

Ressalte a possibilidade de construção de uma nova condição financeira para todos.

Diga que, com a aprovação, será possível viajar mais, ter mais tempo juntos e comprar mais brinquedos. Para os adolescentes, diga que haverá como investir em computadores, celulares, shows e outros objetos de desejo!

Quando você precisa de dinheiro para manter a família

Pode ocorrer de você estar estudando e ter a própria pressão de manter a família bem financeiramente.

Reduza os gastos e. se for o caso, preste um concurso intermediário, de “escada”, antes do mais difícil, para ter uma renda melhor e tranquilidade o suficiente para ir atrás do seu sonho.

Você sabia?

Os fundadores da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCAR, UNIFESP etc) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES etc). E o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkely e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

Conheça nossa história e o aplicativo de estudo da Estudaqui, e também continue lendo :).

Lidando com a descrença apresentada pelos amigos

Os comentários mais comuns entre os amigos são: “Você não percebe que concurso possui cartas marcadas? Você passa o dia todo estudando e não tem mais tempo para se divertir com os amigos! Você vai ver sua vida passar olhando para livros?”

Muitos amigos não fazem esses comentários por desejar o seu fracasso – mas porque, de fato, desconhecem o universo dos concursos públicos.

Por isso, você deve evitar ser influenciado por esse tipo de postura imediatista. Foque nos seus objetivos e converse com o seu colega.

Busque explicar que, atualmente, a maioria dos certames possuem critérios rigorosos de segurança.

É claro que fraudes em concursos públicos não estão extintas mas, quando ocorrem, são tratadas como crime, denunciada, apurada e punida como tal.

Confira o vídeo que aborda o tema sobre fraudes em concursos:

Além disso, busque apresentar dados e depoimentos de pessoas que alcançaram a aprovação após anos de dedicação.

Quanto ao tempo para o lazer em companhia dos amigos, é importante alertar que mudanças vão acontecer durante o período de preparação.

Organizar a rotina de horários, e informar quais são os horários de estudo e quais são os horários livres, ajuda a reduzir a ansiedade das pessoas próximas, porque saberão quais serão os momentos de convivência.

Faça por merecer o apoio familiar

Lembre-se de que para conquistar apoio dos amigos e evitar a pressão familiar durante os estudos para concursos, você deve fazer por onde!

Se você apenas frequenta o cursinho e não estuda em casa, por exemplo, é natural que a sua família e os amigos cobrem mais disciplina.

Estude bastante, empenhe-se, pare de se cobrar! Bons materiais e organização são indispensáveis para ser aprovado e ter um final feliz com os concursos.

Agora que você já sabe como lidar com a pressão familiar durante os estudos, saiba que você não precisa tentar fazer tudo sozinho, facilite a sua vida usando o aplicativo Estudaqui.

Em poucos segundos o app monta seu ciclo de estudo perfeito personalizado, sem você precisar ter qualquer trabalho. E isso não é tudo! O Estudaqui ainda permite, automaticamente:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • ver relatórios de conclusão de estudo e avanços do conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • tomar ações para melhoria de desempenho com ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado.
  • Acesse o site e conheça mais sobre o Estudaqui: estudo de alto desempenho, simples e acessível a todos!

Fique à vontade para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Ver todos os artigos de Alexandre Meirelles.