O que estudar para concurso publico

O que estudar para concurso (mesmo sem saber para qual): antes e depois do edital

Português, Raciocínio Lógico, Direito Constitucional e Administrativo… essas são algumas das disciplinas comuns de muitos certames, por isso, estão na lista do que estudar para concurso público de quase todo concurseiro.

As disciplinas acima, são parte das disciplinas comuns de concursos de diversas áreas, então, se você ainda não tem certeza de qual área seguir ou qual prova fazer, indicamos que comece a se preparar fazendo aulas e comprando livros dessas áreas.

É claro que, para quem quer saber como passar em concurso público não basta se dedicar a essas 4 matérias, dessa forma, selecionamos 4 dicas sobre o que estudar para concurso público para você seguir.

Continue no nosso artigo e descubra algumas sugestões sobre por onde começar a estudar para concurso e como se preparar para as provas.

O que estudar para concurso: 4 dicas para uma preparação completa

#1 Comece com as matérias mais comuns

Como falamos acima, se você ainda não sabe em qual concurso deseja ser aprovado, a sugestão é se dedicar às disciplinas comuns a quase todas as áreas.

Português é o melhor exemplo desse tipo de matéria e, ao contrário do que muitos concurseiros iniciantes pensam, não é um conteúdo simples. Trata-se de um dos terrores de qualquer tentante!

Na maioria dos concursos o Português é uma prova eliminatória e cheia de pegadinhas.

Você pode usar o edital mais recente de um concurso (de qualquer banca organizadora) e ver o que foi pedido. Normalmente, o conteúdo mais exigido é o relacionado a pontuação.

Ao escolher uma prova ou área, reveja o edital específico da mesma e se dedique a conhecê-lo.

Assim como Português, Raciocínio Lógico também é uma disciplina comum e muitas vezes “rejeitada” pelos concurseiros. Não é exatamente uma matéria difícil, mas confunde muitos estudantes.

Já Direito Constitucional e Administrativo são as bases do conhecimento necessário para qualquer servidor público que trabalhe com legislações. 

Enquanto o primeiro tem como material básico a Constituição, presente e disponível gratuitamente no site do Planalto, o segundo diz respeito às regras administrativas do seu local de trabalho (o Estado).

#2 Escolha uma área

O que muitos concurseiros novatos não sabem é que você não precisa, necessariamente, se dedicar a uma prova exclusivamente (pelo menos não nos primeiros concursos que fizer).

Quando você selecionar o que estudar para concurso público, pode se dedicar a áreas que “abracem” diversos concursos. As mais comuns e disputadas são as carreiras:

  • Fiscais;
  • Policiais;
  • de Tribunais.

O que estudar para concursos da área Fiscal?

Nos concursos da carreira Fiscal, as disciplinas mais comuns são:

  • Português;
  • Raciocínio Lógico;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Tributário;
  • Matemática Financeira;
  • Contabilidade;
  • Estatística;
  • Economia;
  • Inglês;
  • Informática.

O que estudar para concursos da área Policial?

Se você tem o sonho de ingressar na carreira Policial, pode selecionar o que estudar para concurso público considerando as matérias listadas abaixo:

  • Português;
  • Raciocínio Lógico;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Penal;
  • Direito Processual Penal;
  • Matemática Financeira;
  • Contabilidade;
  • Economia;
  • Administração;
  • Redação;
  • Informática.

O que estudar para concursos da área de Tribunais?

Agora, se a sua concentração está na área dos concursos para Tribunais, deve se dedicar às disciplinas a seguir:

  • Português;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Penal;
  • Direito Processual Penal;
  • Direito Processual Civil.

As disciplinas que indicamos, fazem parte de uma lista de conteúdos comuns, dentro de cada área. Ou seja, de acordo com o concurso que você escolher, outras matérias serão acrescentadas à sua grade.

Como dissemos, se você escolheu apenas uma área e quer se preparar para ela até que comecem a sair os editais, as listas acima irão te ajudar a selecionar o que estudar para concurso público.

#3 Saiu o Edital?! Entenda ele a fundo

Como já dissemos, você não precisa esperar o editar para montar um plano de estudo para concurso. Se ele ainda não saiu, mas está previsto, ou você quer muito se preparar com antecedência e sair na frente de alguns candidatos, a sugestão é utilizar o edital anterior para guiar sua organização.

Você corre o risco de alguns pontos mudarem, mas também terá adiantado bastante coisa. Nessas horas, o coaching para concursos pode valer a pena ou você pode ir até um cursinho preparatório, fazer algumas aulas e descobrir insights sobre o que costuma cair em toda edição da prova.

Quando o edital oficial sair, dedique um tempo para entender cada ponto, inclusive como será a avaliação da banca (isso parece bobeira, mas concurseiros experientes sabem como a banca examinadora faz total diferença em sua preparação para o certame).

Faça uma lista das matérias cobradas e uma sub lista com os conteúdos internos de cada uma das disciplinas.

Marque as matérias com as quais você acredita ter mais facilidade e mais dificuldade. Sinalize as que você já avançou na fase pré-edital.

#4 Crie um Ciclo de Estudos

Com as matérias com as quais você deve estudar em mãos e com a marcação do grau de dificuldade que você tem em cada conteúdo, é hora de organizar seu plano de estudos.

O modelo que indicamos aqui é o Ciclo de Estudos. Algumas vantagens nos fazem ter essa inclinação pelo método, entre elas:

  • o Ciclo de Estudos se adapta à sua rotina, não engessando sua agenda;
  • você diversifica as disciplinas que estuda em um dia;
  • te força a estudar conteúdos que você não gosta, mas que são importantes, evitando a procrastinação;
  • aumenta sua frequência de revisão, mantendo os conteúdos sempre frescos em sua mente;
  • aumenta a sua motivação, pois, você se sente evoluindo mais rapidamente em seu ciclo, e muito mais.

O Ciclo de Estudo é uma metodologia criada por Alexandre Meireles e já aprovou milhares de concurseiros no Brasil, nas provas mais difíceis.

Para aprender como criar um ciclo, sugerimos que leia o artigo; Como fazer um ciclo de estudos flexível e eficaz: 5 passos”. 

Para tornar esse método ainda mais eficaz e economizar ainda mais tempo em todo esse planejamento, você pode usar o aplicativo EstudAqui. É rápido, fácil, e extremamente eficiente, basta escolher a prova que deseja fazer e indicar em quais disciplinas têm mais dificuldade. A partir disso, o sistema monta seu ciclo personalizado, de maneira rápida e automática, e ainda gerencia o seu estudo diariamente.

Agora você já sabe por onde começar e quais os passos para selecionar o que estudar para concurso público. Se ficou com alguma dúvida deixe nos nossos comentários, pois, será um prazer respondê-las.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *