Fraude em concurso público - como lidar com este problema

Fraude em concurso público: como lidar com este problema?

Fraude em concurso público é um assunto que assusta os concurseiros. Muitos candidatos chegam com essa insegurança até a gente, receosos de que seus esforços não serão recompensados por conta dessas atividades ilegais.

Mas isso não é motivo de tanta preocupação! Fraudes não são recorrentes. Continue a leitura, pois hoje vou esclarecer as principais dúvidas sobre o assunto.

Faço apenas uma breve pausa no artigo para deixar claro que eu, Alexandre Meirelles, não tenho qualquer relação com a Estudaqui e que não ganho nada ao escrever esses artigos e nem ao indicar o aplicativo Estudaqui. Indico o aplicativo e apoio o site porque gosto e porque eles são realmente os melhores do mercado no que fazem, são de longe a melhor opção!

Fraude em concursos público: lista de concursos fraudados

Para os concursandos que investem tempo de estudo constantemente em busca da carreira dos sonhos, a possibilidade de acontecer fraude em concurso público é um verdadeiro pesadelo.

Depois de notícias sobre fraudes em concursos nacionais, como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e alguns concursos organizados pelo Cespe, o receio de perder a tão sonhada vaga para candidatos que utilizam métodos ilícitos fica ainda maior!

O assunto é tão sério que já virou operação policial. A Operação Passe Fácil da Polícia Federal (PF) cumpriu 31 mandados de busca e apreensão, além de 31 de condução coercitiva em 13 estados brasileiros suspeitos de fraude na edição de 2017 do Enem.

A operação buscou desvendar e desarticular esquemas de candidatos interessados em fraudar o processo por meio de pilotos que repassavam aos candidatos o gabarito das provas.

Outra operação da PF, a Adinamia, desmontou uma quadrilha que fraudou o Enem 2016. Os mandados foram cumpridos antes do dia de realização das provas do referido ano para evitar que um novo golpe se concretizasse.

Também já houve a divulgação de fraudes em dezenas de concursos públicos realizados pelo Cespe, sem a conivência desta respeitada instituição, para deixar bem claro, conforme comentaremos mais abaixo.

Diante dessas notícias sobre fraude em concursos públicos de alcance nacional, é natural que os concurseiros fiquem temerosos em relação às suas provas. No entanto, esse medo não pode e nem irá atrapalhar o seu desempenho! Vou te explicar o porquê!

Tecnologia reduz as fraudes em concursos públicos

Não há motivo de pânico quando o assunto é fraude em concurso público. Grandes organizações aplicadoras de provas de concurso têm em mãos uma importante aliada para prevenir atividades ilícitas: a tecnologia.

Hoje, já são tomadas medidas como a instalação de aparelhos bloqueadores de sinais eletrônicos, escutas ambientais, rastreadores de sinais, utilização de detectores de metais, além do monitoramento de imagens antes, durante e depois da realização da prova.

Além disso, outras ações simples estão contribuindo para a segurança dos concursos. No Enem, por exemplo, os candidatos devem portar caneta de tinta preta e corpo transparente.

Os jovens de cabelo comprido só podem realizar as provas se o cabelo estiver preso. 

Relógios, celulares e aparelhos de ouvido são constantemente proibidos – algumas dessas medidas, particularmente, entendo que beiram o exagero, mas ainda assim garantem um processo mais honesto.

Fraudes em concurso não é algo recorrente

Uma das notícias que mais assustou os concursandos do país foi a ocorrência de ilegalidades em provas também aplicadas pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), ainda conhecido como Cespe.

As polícias civis do Distrito Federal e de Goiás realizaram duas operações paralelas contra 33 suspeitos de liderar a chamada “Máfia dos Concursos”, que chegava a cobrar R$ 220 mil por vaga em medicina na UnB.

No entanto, o Cebraspe/Cespe é uma instituição conceituada e as fraudes detectadas no Enem, vestibulares na UnB e outros concursos não estão ligadas a falhas da organização, mas sim pela ação de uma quadrilha que atuava meticulosamente para fraudar concursos.

Em entrevista ao G1, o advogado Marcos Vinícius Figueiredo ressaltou que o Cebraspe “é uma instituição que tem respeito no mercado por conta dessa prestação constitucional que exerce, e vai continuar cooperando com a autoridade policial em tudo o que ela precisar”.

Casos de fraude em concurso público aplicados por instituições sérias são raros. Para se ter uma ideia, a última vez que eu soube de fraude em um concurso para Auditor da Receita Federal, organizado pela ESAF, ocorreu em março de 1994. Já são décadas sem grandes problemas em relação à prova.

Você sabia?

Os fundadores da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCAR, UNIFESP etc) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES etc). E o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkely e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

Conheça nossa história e o aplicativo de estudo da Estudaqui, e também continue lendo :).

Casos isolados não desqualificam concursos públicos

Fraude em concurso público - como lidar com este problema 1

Quem deseja se tornar um servidor público não deve desistir de fazer concurso ou reduzir as horas de estudo e dedicação por medo de fraude em concurso público.

Estes casos são isolados. A maioria dos concursos brasileiros transcorre de forma lícita e, em casos raros de fraude, os responsáveis estão sendo rotineiramente identificados e punidos.

O número de candidatos que tentam concursos públicos, são aprovados e exercem sua profissão de maneira lícita é muito maior do que os que se beneficiam a partir de uma fraude.

E é justamente pela baixa ocorrência de fraude em concurso público no país que, quando há uma ocorrência, a mídia noticia com tamanha atenção e riqueza de detalhes. Portanto, não se preocupe!

Sou servidor público há mais de 20 anos, participei de grandes concursos de formação e nunca desconfiei de colegas que entraram por fraude – pelo contrário, sempre conheci candidatos que demonstravam extremo empenho e nível de estudo.

Estude e se prepare! Um caso isolado de fraude em concurso público não prejudicará a sua aprovação.

Esqueça as fraudes e foque na sua aprovação!

Se você tinha algum receio em relação à fraude em concursos público, espero ter tirado essa preocupação da sua cabeça. Afinal, existem outras coisas que merecem mais a sua atenção.

Quer aumentar ainda mais suas chances de passar em um bom concurso público? Conheça o Estudaqui.

Nos dias de hoje não é mais necessário perder suas preciosas horas de estudo tentando aprender como fazer tudo sozinho, os tempos mudaram, e agora a tecnologia deve ser, sem dúvida alguma, a sua maior aliada. Por isso já faz algum tempo que eu vinha indicando o aplicativo Estudaqui para todos os meus alunos de mentoria.

Em poucos segundos o app monta seu ciclo de estudo perfeito personalizado, sem você precisar ter qualquer trabalho. E isso não é tudo! O Estudaqui ainda permite, automaticamente:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • ver relatórios de conclusão de estudo e avanços do conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • tomar ações para melhoria de desempenho com ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado.
  • Acesse o site e conheça mais sobre o Estudaqui: estudo de alto desempenho, simples e acessível a todos!

Fique à vontade para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Ver todos os artigos de Alexandre Meirelles.