Estudar para concurso público - por onde começar e como me preparar

Estudar para concurso público: por onde começar e como me preparar?

Os bons salários, a estabilidade e os direitos trabalhistas mais do que garantidos são alguns dos atrativos da carreira pública. Se você decidiu abandonar a iniciativa privada, deve estar se perguntando como estudar para concurso público: por onde começar?

Em um universo onde há pessoas estudando há anos, é normal sentir-se perdido e não saber como ingressar nessa jornada.

Certamente, suas principais dúvidas estão em torno do melhor certame a ser prestado, sobre como escolher materiais e, é claro, como estudar de maneira eficiente.

Entretanto, é fato que não existe uma fórmula mágica ou uma regra que seja válida para qualquer pessoa ser aprovada em um concurso público.

Contudo, algumas dicas podem te ajudar a aproveitar ainda mais o tempo dedicado aos estudos para concursos e, assim, revolucionar sua vida profissional de uma vez por todas.

Pensando nisso, separei algumas dicas indispensáveis para que iniciantes consigam obter um bom desempenho no mundo dos concursos. Continue a leitura!

Faço aqui uma breve pausa no artigo para deixar claro que eu, Alexandre Meirelles, não tenho qualquer relação com a Estudaqui e que não ganho nada ao escrever esses artigos e nem ao indicar o aplicativo Estudaqui. Indico o aplicativo e apoio o site porque gosto e porque eles são realmente os melhores do mercado no que fazem, são de longe a melhor opção!

Escolha uma área de estudo para concursos públicos

Antes de você colocar a mão na massa, escolha a área de concurso que você deseja prestar.

Isso é importante porque os editais de concurso exigem conhecimentos em disciplinas específicas. Logo, é fundamental que você estude direcionado para o seu objetivo.

São muitas as áreas de estudos para concursos. Portanto, escolha a ideal considerando sua vocação, o salário e a localidade.

Confira as principais áreas de estudo para concursos:

Área Bancária

Neste caso, tratamos especificamente do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, porque as atividades a serem exercidas são muito parecidas e a preparação é basicamente a mesma.

Para prestar um concurso da área bancária, é necessário ter ensino médio completo. O concurso, em geral, apresenta menor nível de dificuldade e oferece boa estabilidade financeira.

Entre as atribuições, está o atendimento ao público, comercialização de produtos e serviços, redação de correspondências, uso de sistemas informatizados do banco e realização de outras tarefas administrativas.

Controle

A preparação para concursos na área de Controle, em geral, envolve as matérias de controle externo e auditoria governamental. Também é necessário aprofundar o estudo de AFO (Administração Financeira e Orçamentária) e Administração.

Os concursos mais famosos dessa área são:

  • Tribunal de Contas da União (TCU)
  • Tribunais de Contas Estaduais;
  • Os seis tribunais municipais de contas existentes no Brasil;
  • Controladoria Geral da União (CGU);
  • Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Em geral, os concursos da área de Controle são difíceis e exigem muita dedicação e estudo. O nível de dificuldade do TCU, por exemplo, é superior a quase todos os certames da área fiscal, talvez todos.

Os concursos da área de Controle, em geral, aceitam inscritos que possuem qualquer nível superior. Além disso, muitos aceitam também a formação em tecnólogo.

Nessa área, o servidor de nível superior cuidará da verificação de receitas e despesas públicas e da adequada gestão orçamentária, financeira e patrimonial de determinados órgãos e entidades.

Fiscal

A área fiscal é muito procurada por quem decide prestar concursos públicos, em razão do bom nível salarial oferecido.

Estudar para esse tipo de concurso envolve dedicação às questões contábeis e de exatas, que são, naturalmente, mais difíceis e trabalhosas.

As oportunidades estão no âmbito federal (Receita Federal e Auditor-Fiscal do Trabalho), nos estados (ICMS) e municípios (ISS), o que amplia bastante o número de editais.

As atribuições dos cargos são similares, resguardadas as peculiaridades de cada tributo.

Entre as atribuições da área fiscal, está examinar a contabilidade de empresas, verificando a sua adequação à legislação pertinente, atuar em processos administrativos-fiscais e orientar o contribuinte em dúvidas quanto à legislação tributária e aos procedimentos relacionados à sua atividade.

Para os cargos de analista e auditor da Receita Federal os interessados deverão ter nível superior em qualquer área, incluindo tecnólogos, assim como é exigido para quase todos os fiscos estaduais e municipais.

Você sabia?

Os fundadores da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCAR, UNIFESP etc) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES etc). E o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkely e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

Conheça nossa história e o aplicativo de estudo da Estudaqui, e também continue lendo :).

Carreiras Policiais

Para quem deseja servir ao Estado de uma forma mais dinâmica, há as carreiras nos órgãos policiais do Brasil.

Há cargos em diversos segmentos, como Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e polícias civis e militares dos Estados e do DF.

Algumas preparações, como para a Polícia Federal, são mais complexas do que outras. Os salários, em geral, são proporcionais ao nível de exigência de cada cargo.

Também é típico da área que o candidato aprovado passe por um curso de formação antes de iniciar suas atividades.

A Polícia Federal é um dos concursos mais almejados da área, com vagas para agente, escrivão, papiloscopista, delegado e perito.

Gestão

A área de gestão envolve os certames das 11 agências reguladoras brasileiras. Entre as mais famosas, podemos citar:

  • Agência Nacional do Cinema (Ancine);
  • Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel);
  • Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Ainda estão incluídos nessa área os concursos do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPOG) e do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

Assim como na área fiscal, o pré-requisito pode variar. Em geral, há cargos de nível médio e de nível superior, podendo ser exigida formação específica.

Tribunais

Apesar de haver diversos tipos de tribunais (TJ, TRE, TRT, TRF, além dos superiores), você pode dedicar-se a uma preparação que inclua as principais matérias e depois, na proximidade de publicação do edital, acrescentar as específicas daquele tribunal.

Além disso, matérias como Direito do Trabalho, Direito Processual e Direito Civil podem ser encontradas facilmente nos editais de alguns dos seguintes tribunais:

  • Tribunais Regionais do Trabalho;
  • Tribunal de Justiça dos estados;
  • Tribunal Superior Eleitoral;
  • Tribunais Regionais Federais.

Os certames da área, em geral, exigem formação de nível médio ou superior. As atribuições dos cargos consistem na execução de tarefas relacionadas à movimentação e guarda de processos e documentos, prestação de apoio técnico e administrativo às atribuições da unidade e, em alguns casos, atendimento ao público.

Jurídicos

A área jurídica envolve cargos específicos para graduados em Direito. Nessa área, estão os concursos para Delegado, Defensor Público, Procurador do Estado ou Município, Procurador do Ministério da República e Juiz.

Muitos desses cargos são boas escolhas para graduandos em Direito que pensam em seguir a carreira pública.

Escolhida a área, tenha foco!

Se você tem dúvidas sobre como estudar para concurso público e por onde começar, saiba que definida a área, você precisa ter o máximo de foco e aprender tudo sobre ela.

Evite, portanto, ser o que eu chamo de concurseiro “metralhadora giratória”, ou seja, que em um mês está estudando para os Tribunais, depois para a área fiscal, posteriormente para a PF.

Trocar de área constantemente é uma postura extremamente prejudicial para o alcance da aprovação. Afinal, você sempre estará atrás de pessoas focadas que, há muitos anos, estão acumulando conhecimento para a área em que você se encontra no momento.

Neste outro artigo aqui do blog, sobre mudanças de áreas de concurso, Fernando Mesquita alertou que a troca constante é um grande erro pois  “você não constrói capital intelectual o suficiente para passar em uma prova”.

Assim sendo, quanto mais você estuda para uma área, mais você aprende e maior é a probabilidade de retorno.

Se você ainda tem dúvidas entre as mais diversas opções, pegue informações com quem já estuda sobre as particularidades da área, converse com profissionais e procure dicas no Youtube, por exemplo.

Tome cuidado com conselhos de aprovados há muito tempo

Conselhos sobre as áreas, cargos e materiais para estudar para o concursos são dicas mais facilmente obtidas com concurseiros que estão estudando há mais tempo para a área ou pessoas aprovadas mais recentemente.

Em geral, tome cuidado para pedir informação para pessoas que trabalham na área e foram aprovadas há 10 anos ou mais.

Pois, dificilmente as provas atuais terão o mesmo conteúdo e estilo hoje. Além disso, os materiais estão mais atualizados e dinâmicos atualmente.

A regra só não vale para aprovados há mais de 10 anos que se mantêm atualizados no mundo dos concursos, como eu, por exemplo!

Estudar para concurso público: por onde começar? Certamente, não pelo edital!

Escolhida a área e o certame, saiba que uma das lições mais valiosas para quem está começando a estudar para concursos públicos, é não esperar o edital ser publicado.

Em suma, você não deve esperar porque o tempo entre a publicação do edital e a prova é curto – em torno de dois meses – e muitas matérias precisam ser vistas.

Além disso, muitos concorrentes já estão estudando há anos, logo, se você esperar mais para absorver conteúdo, dificilmente conquistará o tão sonhado cargo.

Quais são os melhores materiais para estudar para concurso público?

Se há uma boa resposta para a dúvida “estudar para concurso público: por onde começar?”, é escolher materiais de qualidade.

Enfim, se você está perdido e não tem um norte sobre quais conteúdos deve absorver, é melhor ficar esperto para alguns aspectos!

Fuja sempre da opinião de universitários!

Você, por exemplo, decidiu prestar um concurso da área fiscal e, por isso, precisará estudar Contabilidade.

Primeiramente, é comum que os familiares tentem ajudar. Aí você pode ter um primo que cursa Ciências Contábeis. Ele poderá querer te indicar um bom livro na área. Parece bacana, não é?

No entanto, essa não é a melhor opção, meu amigo! Livros acadêmicos são bem diferentes de livros dedicados à preparação de concursos.

Portanto, você precisa estudar por livros e PDFs voltados para a preparação para concursos públicos.

Por que apostar no PDF?

Os materiais em PDF, em geral, combinam conteúdo de vários livros de maneira sintética, concentrando-se nos assuntos mais cobrados nos concursos.

Além disso, é possível imprimir os textos, caso você prefira estudar longe do computador.

Há vários sites que sempre disponibilizam um compilado de conteúdos valiosos para os certames em PDF, como o Estratégia Concursos, Ponto dos Concursos e Exponencial Concursos.

Não fique limitado apenas às opções acima, você deve buscar especialistas, profissionais e concurseiros da área para trocar ideias e descobrir constantemente quais são os melhores e mais novos materiais do momento.

Aprenda a estudar para concursos públicos

Acima de tudo, saiba que estudar para concursos é bem diferente do que estudar para o vestibular.

É necessário desenvolver o próprio método de estudo, bem como ter um compromisso constante com os livros.

Dessa forma, assista a vídeos de mentores de concursos, leia livros de preparação – aproveito para indicar o meu livro, Como Estudar Para Concursos.

Hoje, passar em concursos não é brincadeira! Afinal, são cada vez menos vagas, estão mais concorridos e as médias para passar estão aumentando demasiadamente.

Afinal, a disponibilidade de materiais é maior, bem como a qualificação dos professores no mercado e porque há muitas videoaulas.

Portanto, busque o estudo supervisionado e direcionado para o seu certame. Aqui no Método de Estudo ofereço a Liga da Aprovação, com métodos de estudo direcionados para concursos fiscais e policiais.

Quanto aos recursos financeiros, destine suas economias para pagar inscrições, passagens para as cidades onde for prestar o certame e, principalmente, investir em materiais de qualidade.

Lembre-se: dificilmente a aprovação virá antes de um ano

Primeiramente, de forma alguma quero desanimá-lo, colega. Contudo, desejo alertá-lo sobre a responsabilidade e a grandeza da jornada que você deverá enfrentar quando decide se tornar concursando.

Entenda que, na maioria das vezes, a aprovação em um concurso público vem apenas depois de anos de estudo.

Logo, respondendo à pergunta “estudar para concurso público: por onde começar?”, saiba que você deve, antes de tudo, começar com uma preparação psicológica para lidar com eventuais frustrações nas primeiras tentativas e, também, prevenir-se financeiramente para se manter durante os anos de estudo.

Em suma, começar a estudar para concursos públicos exige muita consciência, firmeza e vocação, bem como capacidade de resiliência.

No entanto, com dedicação, métodos certos e disciplina, é possível alcançar a aprovação e conquistar uma vida profissional estável.

Agora que você já sabe como estudar para concurso público, por onde começar e como me preparar, saiba que você não precisa tentar fazer tudo sozinho, facilite a sua vida usando uma tecnologia como a do aplicativo Estudaqui.

Em poucos segundos o app monta seu ciclo de estudo perfeito personalizado, sem você precisar ter qualquer trabalho. E isso não é tudo! O Estudaqui ainda permite, automaticamente:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • ver relatórios de conclusão de estudo e avanços do conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • tomar ações para melhoria de desempenho com ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado.
  • Acesse o site e conheça mais sobre o Estudaqui: estudo de alto desempenho, simples e acessível a todos!

Fique à vontade para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Ver todos os artigos de Alexandre Meirelles.