Blog
Homem digitando no computador com livros ao redor

Como montar um cronograma de estudos para quem trabalha?

Tentar estudar enquanto trabalha em tempo integral é um grande desafio, por isso aqui separamos algumas dicas de cronograma de estudos para quem trabalha.

Nesse contexto, você está tentando conciliar estudos, trabalhos de casa, trabalho profissional, sua vida social e se manter são. Mas é possível trabalhar em período integral e ainda estudar? Soa louco né? Como uma receita para a exaustão completa, seguida de desistência.

Acredite ou não, muitas pessoas fazem as duas tarefas com muito sucesso e elas não são loucas. Elas têm amigos, uma vida social e até famílias, mas como fazem isso? Essas pessoas descobriram algum método de retardar o tempo para se deslocar mais rapidamente entre de um lugar para outro? Não.

Elas são muito disciplinadas e usam alguns métodos muito específicos. A boa notícia é que você também pode fazer isso se desejar. 

A seguir, veremos como criar um cronograma de estudos para quem trabalha sem ficar sobrecarregado, e dicas para otimizar a rotina de estudos.

Continue lendo.

Como criar um cronograma de estudos para quem trabalha?

Um cronograma de estudos para quem trabalha precisa ser bem definido desde o começo para ter foco e organização. O maior desafio para quem vive essa realidade é driblar o cansaço físico e mental para estudar com qualidade.

Antes de começar, pegue o edital e confira quantas e quais matérias você precisa estudar. O objetivo é entender as exigências de conhecimento do concurso e identificar alguma(s) matéria(s) que você conheça.

A segunda etapa consiste em organizar todas as matérias, definindo quantas horas de estudo serão dedicadas para cada uma. Aqui é importante ter cuidado para:

  • não deixar nenhuma matéria de fora;
  • criar um rodízio entre os conteúdos;
  • estabelecer uma quantidade de horas adequada para cada matéria.

Veja aqui como organizar o tempo de estudo.

Para facilitar o cumprimento do plano de estudo para concurso para quem trabalha, é interessante criar uma representação visual do seu esquema de matérias. E é aqui que entra a técnica do ciclo de estudo.

Você pode usar uma planilha do Excel ou escrever à mão, o que for melhor para você. De qualquer forma,  a organização do ciclo favorece ainda mais o acompanhamento. Funciona assim:

  1. defina o número total de horas do ciclo (10h, 12h, 20h, 24h, etc. Depende da quantidade de matérias exigidas no concurso);
  2. determine o tempo de estudo para cada matéria até alocar todas dentro do total de horas do ciclo (ex.: Contabilidade: 2h; Português: 1,5h; Raciocínio lógico: 2h e assim por diante. O tempo pode ser proporcional ao grau de dificuldade da matéria);
  3. comece os estudos após fechar o ciclo. O objetivo é seguir o tempo determinado para cada matéria até completar o ciclo.

A técnica do ciclo guia os estudos de forma que você tenha tempo para estudar todas as matérias, de preferência sem pular nenhuma delas. E você não precisa necessariamente realizar todo o ciclo em um único dia de estudo. É possível parar e recomeçar o novo dia de estudos de onde você parou.

Dessa maneira, fica mais fácil manter o foco e estudar todo o edital de matérias que você precisa aprender.

Veja um exemplo de ciclo de estudo inicial com 20h para o concurso de Auditor do ICMS:

Exemplo de cronograma de estudo para o concurso de Auditor do ICMS

Confira no vídeo abaixo o que é um ciclo de estudo e como fazer um: 

Dica: se você está buscando um cronograma de estudos do ENEM para quem trabalha, confira o artigo “Como estudar para o Enem sozinho e realmente aprender”.

Com o aplicativo Estudaqui você otimiza a criação do seu ciclo de estudos personalizado e tem à disposição estatísticas sobre o seu desempenho, gatilhos de recompensas para se manter motivado, lembretes para fazer revisões e muito mais. 

Conheça melhor o Estudaqui.

10 dicas para montar um plano de estudos para quem trabalha

Se o assunto ainda está muito teórico, vamos mostrar algumas dicas sobre como organizar a rotina de estudos para quem trabalha. São elas: 

  1. Foque no objetivo final
  2. Melhore a sua velocidade de leitura
  3. Utilize o período de férias
  4. Administre cuidadosamente a carga de estudos
  5. Aproveite seu tempo de deslocamento até o trabalho
  6. Maximize todos os minutos vagos
  7. Seja multitarefas durante atividades “não-cerebrais”
  8. Escolha seu sacrifício
  9. Reserve um dia para planejamento estratégico
  10. Utilize métodos de alta produtividade

Confira os detalhes de cada uma a seguir.

1. Foque no objetivo final

Este não é um lembrete importante. Quando você está estudando e trabalhando em tempo integral, as coisas vão ficar apertadas. Às vezes, você se sentirá oprimido e perguntará por que escolheu fazer as duas coisas simultaneamente.

Nesses momentos, você precisa se lembrar da sua meta final. Você está trabalhando e estudando simultaneamente para poder atingir um objetivo: 

  • você está apoiando sua família enquanto busca uma oportunidade melhor;
  • você ama seu trabalho e quer continuar evoluindo na sua carreira.

Dentre tantos outros motivos.

Sempre mantenha essas razões em mente. Quando as coisas ficarem difíceis, tome um fôlego e lembre-se do seu grande “porquê”.

2. Melhore a sua velocidade de leitura

Talvez o maior desafio ao estudar e trabalhar em tempo integral seja acompanhar todas as leituras. Não é incomum ficar sobrecarregado por centenas de páginas a cada semana, e com o tempo pequeno é complicado fazer tudo.

Uma técnica específica que ajuda no cronograma de estudos para quem trabalha e estuda à noite é melhorar a velocidade de leitura.

A maioria das pessoas não percebe que lê muito lentamente e tem oportunidade para melhorias. Ao implementar algumas técnicas simples de leitura dinâmica, você pode aumentar drasticamente a velocidade e a compreensão.

3. Utilize o período de férias

Quando se trabalha e estuda, infelizmente não dá para relaxar muito nas férias, pois esse será um período que fará muita diferença na sua aprovação. 

Procure descansar poucos dias para desestressar, mas, na maioria do tempo, você precisa continuar focado nos estudos, pois a concorrência estará estudando.

Dependendo do seu trabalho, você pode conseguir períodos de férias mais longos. Dessa forma, este tempo extra pode ser utilizado para acelerar o andamento das matérias do seu plano de estudos para quem trabalha.

Aproveite essas pausas para estudar mais do que normalmente, ou até mesmo progredir naquelas matérias em que você “empacou”. Nas férias, você pode fazer ciclos de estudo mais eficientes e ver mais matérias do que normalmente consegue.

Outra dica legal é tentar utilizar as férias para dar o gás nos estudos no período do pós-edital.

4. Administre cuidadosamente a carga de estudos

Um dos maiores desafios de organizar a rotina de estudos para quem trabalha é gerenciar a carga de estudos. Você precisa planejar cuidadosamente quando e como vai estudar.

Um método poderoso para administrar isso é separar sistematicamente sua leitura e estudar em períodos cuidadosamente proporcionais.

Por exemplo, se você tiver 200 páginas para ler em duas semanas, calcule quantas horas de estudo você terá disponíveis nas próximas duas semanas.

Se você tiver dez horas à disposição, deverá ler pelo menos 20 páginas por hora para concluir sua tarefa. Se você não conseguir ler tão rápido, precisará acrescentar tempo de estudo à sua programação.

Quebrar a sua leitura/estudo em pequenos ciclos gerenciáveis ​​mantêm você fora do “modo de pânico”, principalmente quando é necessário ler centenas de páginas de uma vez.

Você sabia? Os fundadores e sócios da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCar, UNIFESP, etc.) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES, etc.)?

E tem mais: o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkeley e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

Acesse nosso site e conheça mais sobre o Estudaqui, e também continue lendo :)

5. Aproveite seu tempo de deslocamento até o trabalho

A menos que você trabalhe em casa, você terá que ir para o trabalho. A maioria dos adultos gasta pelo menos 20 minutos de trajeto, com alguns consumindo muito mais tempo. Dessa forma, seu tempo de trajeto é perfeito para fazer alguns estudos

Algumas maneiras simples de fazer isso são:

  • coloque os materiais de estudo em cartões de memória e revise-os sempre que puder (NÃO ENQUANTO DIRIGIR!).
  • faça o download de versões em áudio de seus livros, ou grave você mesmo os seus próprios resumos, e ouça enquanto dirige;
  • se você estiver estudando um assunto com áudio pesado, como um idioma, grave você explicando com suas palavras a definição. Então, ouça enquanto dirige ou se locomove de outras formas.
  • grave suas aulas e ouça enquanto dirige ou está no transporte público.

O fato é: não desperdice seu trajeto. É claro que você pode utilizar esse tempo ouvindo programas de rádio ou música, o que não é ruim, mas não ajuda a aproveitar melhor o seu tempo.

6. Maximize todos os minutos vagos

Ao longo do dia, você tem inúmeros momentos livres, como quando está esperando no consultório médico, em pé na fila do supermercado ou esperando para pegar seu filho na escola.

Esses momentos podem ser facilmente transformados em sessões de “microestudo”.

Algumas maneiras simples de fazer isso são:

  • leve cartões de memória com você a todos os lugares. Se você não quiser carregá-los, tenha cópias dos arquivos em seu smartphone/tablet, e use-os para estudar;
  • utilize o seu celular para levar conteúdos de leitura, exercícios, suas anotações e revisões;
  • faça o download de aplicativos relevantes que possam ajudar você a estudar;
  • encontre bons vídeos no YouTube e assista-os no seu smartphone/tablet.

Não subestime o poder de pequenos momentos. Poucos minutos aqui e ali chegam rapidamente a horas no fim do mês.

7. Seja multitarefas durante atividades “não-cerebrais”

Tentar ser multitarefas enquanto você estuda é uma má ideia. É difícil, senão impossível, concentrar-se em duas coisas simultaneamente. No entanto, existem muitas atividades “não-cerebrais” que você faz ao longo do dia, como cozinhar, malhar, arrumar a casa ou trabalhar no quintal.

Use essas atividades para obter mais tempo de estudo. Ouça aulas de áudio enquanto estiver na academia ou trabalhe na memorização de termos enquanto prepara o jantar, por exemplo.

Se você não consegue encontrar blocos grandes e ininterruptos de tempo de estudo, acumule pequenos momentos um sobre o outro.

Leia também: Como ter tempo para estudar: 5 cuidados na rotina

8. Escolha seu sacrifício

Um bom plano de estudos para quem trabalha necessariamente incluirá alguns sacrifícios. Então, todos os dias considere abrir mão de algo que o ajudará a alcançar seu objetivo

Não se preocupe, seu sacrifício será recompensado e se transformará em prêmio quando você for aprovado.

Por exemplo, em vez de assistir a uma hora de televisão, use esse tempo para estudar. Em vez de gastar 40 minutos nas mídias sociais, gaste 40 minutos revisando os pontos importantes de uma matéria.

Não desista de coisas como tempo para a família ou um treino esportivo, visto que são essenciais para um equilíbrio saudável entre vida profissional e pessoal. 

Apenas tome cuidado para não exagerar: um bom concurseiro não fica 2 horas na academia, por exemplo. Faça o seu tempo de treino render diminuindo os tempos de descanso e a conversa fiada.

Em resumo, em vez de abrir mão da família e de atividades físicas, abra mão das coisas que não te farão falta no médio prazo.

9. Reserve um dia para planejamento estratégico

Para evitar ficar estressado e tomar as decisões erradas antes de grandes provas de concursos, reserve um dia para planejar o seu estudo estrategicamente.

Se possível, tire um dia de folga para examinar todo o material que será abordado na prova. Caso você não possa folgar, use um sábado para isso.

Reservar pelo menos um dia de estudo da estratégia durante seus meses de preparação reduzirá significativamente seus níveis de estresse, além de prepará-lo para ter mais sucesso. 

Lembre-se de que saber como organizar a rotina de estudos para quem trabalha é o que te colocará no caminho certo rumo à aprovação. 

10. Utilize métodos de alta produtividade

A chave para ter sucesso ao estruturar sua rotina de estudos é a produtividade. Você deve aprender a arte de ser produtivo no tempo que você tem. Para esse fim, considere estudar alguns métodos de produtividade comprovadamente bons, como:

O vídeo abaixo te dará algumas dicas boas em relação a como ser uma pessoa mais eficaz (lembre-se de acelerar o vídeo para economizar o seu tempo):

Um bom cronograma de estudos para quem trabalha inclui diversas concessões, e não é uma rotina fácil de encarar. Mas, com seu objetivo em mente e as dicas acima, é possível driblar o desafio de forma mais leve.

Uma dica bônus é utilizar o melhor app para organização do estudo existente no mercado. Conheça o Estudaqui, um aplicativo simples e intuitivo para estudantes de concursos. 

Com ele você consegue criar seu plano de estudo ideal baseado em suas facilidades e dificuldades pessoais em cada matéria e controla seu estudo em qualquer dispositivo com apenas o clique de um botão. 

Além disso, com o app é possível criar um histórico do estudo realizado, analisar sua evolução ao longo do tempo, receber dicas para melhorar seus estudos com a ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado, e muito mais!

Saiba mais sobre o Estudaqui.

Gostou das dicas sobre como montar um cronograma de estudos para quem trabalha? Fique à vontade para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Um abraço, Tiago Ribeiro Neves.

Ver todos os artigos de Tiago Ribeiro Neves