Cronograma de estudo para magistratura

Cronograma de estudo para magistratura: 4 etapas para criar o seu

Estudar para se tornar Juiz, seja estadual ou federal, requer uma preparação focada, com disciplina e dedicação. Entretanto, com algumas dicas, você pode conseguir montar um cronograma de estudo para Magistratura que contribua com sua evolução de aprendizagem, e ainda estimule e amplie sua produtividade.

Um cronograma de estudo para Magistratura não deve, de forma alguma, ser apenas uma agenda, que divide dias da semana e matérias a serem estudadas.

O objetivo de um plano de estudo é ajudar você a aproveitar melhor seu tempo, seja ele longo ou curto, e absorver o conteúdo mais facilmente. Algumas dicas como, por exemplo, resolver muitos exercícios de provas anteriores e criar mapas mentais contribuem para o  aumento de sua produtividade.

Contudo, antes de aprender como montar um cronograma de estudo para Magistratura, você deve saber como NÃO montar um. A primeira dica, neste sentido é não se basear no antigo modelo: segunda é Direito Civil, terça é Estatuto da Magistratura, e assim por diante.

Não é que esse modelo não funcione, ao contrário, ele  já ajudou muita gente a ser aprovada em provas de variados concursos. Todavia, existem outras opções mais eficazes, como veremos a seguir.

Agora que você sabe o que não fazer, seguimos para o guia com 4 passos para montar um cronograma de estudo para Magistratura. 

Como montar um cronograma de estudo para magistratura

1. Acesse o edital e identifique os principais pontos de atenção

Ainda que você esteja há muito tempo ciente das disciplinas que são solicitadas na prova, é importante que você leia o edital. Esse passo é ainda mais relevante se você for estudar para concurso público sozinho.

A partir disso, sua função é marcar com quais conteúdos você se familiariza e tem mais facilidade de absorção de informação. Ao mesmo tempo, identifique as matérias nas quais você tem mais dificuldade.

Esse passo é individual. Cada estudante tem suas preferências e suas facilidades.

Fazer isso é fundamental, pois, ao criar um cronograma de estudos para Magistratura, você deve reservar mais tempo para os conteúdos que domine menos.

Neste estágio, porém, sugerimos que você apenas marque essas disciplinas. Vamos organizá-las posteriormente.

2. Organize sua rotina

Você poderá se dedicar exclusivamente ao estudo para o concurso ou deverá conciliar suas horas com o trabalho? 

Você mora com seus pais e não tem nenhuma outra obrigação ou precisa manter sua casa organizada, ir ao supermercado e cozinhar? Tem filhos?

Cada um desses “detalhes” importa, pois impactam diretamente no tempo que você terá disponível para estudar.

Seja realista ao montar seu cronograma de estudo para magistratura. Quando você coloca mais horas de estudo do que poderá cumprir, a única coisa que consegue é gerar desmotivação e ansiedade. Esses são problemas que atrapalham, seriamente, um estudante que deseja passar em um concurso de nível de dificuldade tão alto.

Se você não tem o dia todo para estudar, tente aproveitar pequenos intervalos, como a hora do almoço no trabalho. Ou mesmo o tempo gasto no trânsito. Você pode ouvir audioaulas, ver videoaulas ou mesmo ler a caminho de casa ou do trabalho.

Além desses pequenos períodos, tente encontrar espaços de tempo maiores em sua agenda.

Existem duas opções principais para quem trabalha:

  • acorde duas horas antes do normal, tome um café e estude antes de ir para o trabalho;
  • chegue em casa depois de trabalhar, tome um banho, coma alguma coisa leve e estude.

Você também deve usar os finais de semana e, para ser ainda mais produtivo, evite festas que se estendam até a madrugada. E elimine o álcool, afinal ele pode atrapalhar seu rendimento no dia seguinte.

Reserve um tempo para descansar e fazer exercícios físicos. Você precisa sair da cadeira e cuidar do seu corpo, pois, corpo são, mente sã.

Vá ao cinema, visite um café, saia para jantar, visite um amigo e vá aos aniversários das pessoas que importam para você. Se isolar não contribui para seu aprendizado. Ao contrário: momentos de lazer fazem você voltar muito mais motivado para o dia a dia puxado de compromissos.

Mas, lembre-se! Tenha equilíbrio, mesmo em momentos de descontração.

Sugerimos a leitura do artigo Plano de estudo para concurso para quem trabalha: como criar”. 

3. Crie um Ciclo de Estudos

Como afirmamos acima, o método agenda já não é o mais indicado quando se fala em  como montar um plano de estudo para concurso e ser aprovado.

Então, como fazer para organizar o tempo de estudo?

Recomendamos a metodologia do Ciclo de Estudo, criada por Alexandre Meireles, e que vem aprovando centenas de concurseiros nas provas mais difíceis do Brasil. O ciclo funciona assim:

  1. defina o tamanho do ciclo: para quem está começando a se preparar para o concurso de juiz, indicamos que selecione, por exemplo, 5 disciplinas básicas e monte um ciclo de 10h ou 20h de estudo (calma, isso não é a carga diária, é apenas o total de horas do seu ciclo);
  2. analise cada disciplina: você já fez isso lá no início, ou seja, saiu na frente;
  3. defina a quantidade e o tempo de cada bloco: é importante que no início do estudo eles não sejam inferiores a 1 hora nem superiores a 2h30min (essa é a regra, mas há exceções);
  4. distribua os blocos das matérias no ciclo;
  5. reinicie o ciclo;
  6. revise, inclua matérias e atualize os tempos, se necessário.

Um ciclo ou cronograma de estudo para Magistratura terá uma aparência similar à da imagem abaixo:

Cronograma de estudo para magistratura

Você terá acesso a algumas vantagens ao utilizar um ciclo como esse em sua rotina de estudos:

  • maior absorção do conteúdo, pois seu cérebro não fica cansado com muitas horas concentrado em uma única disciplina;
  • aumento da motivação, afinal, a cada bloco concluído você se sente avançando rumo ao fim do ciclo, isso torna sua evolução mais “visível”;
  • facilita na organização de suas horas. Se aparecer um compromisso, como ir ao médico, você poderá realizá-lo sem que isso atrapalhe a sua organização diária;
  • facilita a inserção de períodos de revisão do conteúdo já estudado, e muito mais.

Para você criar seu cronograma de estudo para Magistratura, usando o modelo de ciclo, sugerimos a leitura do artigo Como fazer um ciclo de estudos flexível e eficaz: 5 passos”.

4. Divida seu tempo de estudo entre leituras, exercícios e revisões

Você não deve se esquecer de fazer exercícios e revisar a matéria já estudada. Essas duas práticas são aliadas da sua preparação.

Não adianta estudar conteúdos novos e esquecer o que você já viu.

Faça resumos e aprenda como fazer mapas mentais. Eles são ótimas opções para rever conteúdos estudados e criar ligações entre conceitos.

Acesse provas de concursos passados e faça todas as questões. Você poderá observar como os conteúdos são abordados na prova e também identificará as matérias que ainda não estão sob seu total domínio. Ou seja, você verá onde deve se dedicar mais.

Ainda temos uma dica bônus, mas antes, esperamos que até aqui, esse passo a passo tenha te mostrado que montar um cronograma de estudo para Magistratura não precisa ser um bicho de 7 cabeças, e que ele pode ser muito mais do que uma agenda de estudos, aumentando sua produtividade, motivação e aproveitamento do tempo dedicado às suas leituras.

Agora vamos ao bônus!

Acima indicamos o Ciclo de Estudos como a maneira mais eficaz de preparação para a prova de Magistratura. Também mostramos um passo a passo de como montá-lo, mas não seria ótimo se você conseguisse montar o seu ciclo com apenas 1 clique?

Isso é possível!

Acessando o aplicativo Estudaqui você só precisa fazer um cadastro, escolher o concurso que deseja e definir suas facilidades em cada disciplina. Em poucos segundos o app monta seu ciclo, sem que você tenha qualquer trabalho. E isso não é tudo!

Além de montar seu ciclo, o app também te permite:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • verificar relatórios de conclusão de blocos e avanços de conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • receber dicas para melhoria de desempenho.

Acesse nosso site e conheça mais sobre o Estudaqui. Você pode economizar muito tempo e otimizar seus horários de estudo.

Um abraço, Tiago Ribeiro Neves.

Ver todos os artigos de Tiago Ribeiro Neves