Blog
Lupa em cima de papéis de estudo

8 dicas para estudar para o Concurso da Receita Federal

Se você quer saber mais sobre como estudar para o Concurso da Receita Federal e embarcar nessa jornada de preparação para um dos certames mais renomados da área fiscal, então chegou ao lugar certo. 

Ainda não há uma data definida para a publicação do próximo edital, mas a expectativa é que as informações sejam divulgadas nos próximos meses

Assim sendo, o momento é de intensificar os estudos e se preparar para a batalha que se aproxima a fim de conquistar a tão sonhada estabilidade financeira. Por isso, aqui vou reunir alguns conselhos para você se preparar para a prova.

Faço apenas uma breve pausa no artigo para deixar claro que eu, Alexandre Meirelles, não tenho nenhuma relação com a Estudaqui e não ganho nada ao escrever esses artigos e nem ao indicar o aplicativo Estudaqui. 

Indico o aplicativo e apoio o site porque gosto. Eles realmente são os melhores do mercado no que fazem e são de longe a melhor opção!

Agora sim, continue lendo e veja as dicas para estudar para o Concurso da Receita Federal. 

Como estudar para o Concurso da Receita Federal? 8 dicas

Para te ajudar com os estudos para o certame da Receita Federal, separei algumas dicas que você já pode colocar em prática hoje mesmo: 

  1. Escolha os materiais e disciplinas
  2. Pondere se o cargo de Analista é suficiente para você
  3. Dedique-se às disciplinas de Exatas
  4. Complemente o seu ciclo de estudos gradativamente
  5. Assista a aulas para o Concurso da Receita Federal
  6. Revise o conteúdo estudado
  7. Tenha cuidado com os depoimentos de aprovados em pouco tempo
  8. Use um aplicativo de estudos 

Confira a seguir os detalhes de cada uma das dicas.

1. Escolha os materiais e disciplinas

Ao se preparar para estudar para a Receita Federal, é muito importante que você tenha foco e estude materiais voltados para a preparação de concursos públicos. Em suma, esqueça livros didáticos ou diferentes livros, de autores diversos, que tratam do mesmo assunto.

Você deve, primeiramente, começar a estudar para o Concurso da Receita Federal pelas disciplinas básicas da área fiscal. São elas:

  • Português;
  • Direito Tributário;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Raciocínio Lógico;
  • Contabilidade Geral – até DRE (Demonstração do Resultado do Exercício).

Para dar andamento aos estudos para concursos da área fiscal, você deve optar por seis a oito disciplinas, no máximo.

Importante! Não menospreze o português. Os concurseiros costumam pensar que, por ser a nossa “língua materna”, o idioma é moleza. No entanto, a língua reúne diversas regras, condições e detalhes que podem, sim, confundir e atrapalhar o sonho da aprovação.

Portanto, cuidado. Assim como as disciplinas específicas, o nosso idioma demanda dedicação e atenção para ser estudada.

Confira no vídeo abaixo dicas sobre como se preparar para a prova:

2. Pondere se o cargo de Analista é suficiente para você

Uma etapa fundamental na jornada de estudos para o Concurso da Receita Federal é analisar se o cargo de Analista irá te satisfazer — pelo menos em um primeiro momento.

Isso porque, além de ser um cargo muito bom em termos de salário e estabilidade, para o Analista cai um subconjunto de disciplinas cobradas para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Federal.

Logo, eu acho prudente cumprir, em um primeiro momento, todo o conteúdo para Analista da Receita Federal. Há pessoas que aconselham estudar todo o conteúdo para Auditor, porque assim você estará cumprindo o conteúdo para Analista.

Entretanto, eu, particularmente, acho essa postura uma furada, porque você não sabe quando sairá o edital do Concurso da Receita Federal. Você pode ser pego de surpresa pela publicação do edital enquanto estiver estudando Auditoria, Análise de Balanços e Contabilidade Avançada, e outras disciplinas cobradas só para o cargo de Auditor Fiscal.

Dessa forma, você não estaria nem preparado para tentar o cargo de Analista e, muito menos, para Auditor Fiscal.

Por fim, se primeiro você conquistar o cargo de Analista da Receita ou pelo menos já tiver estudado o conteúdo dele, você terá tranquilidade suficiente para estudar posteriormente para o cargo de Auditor da Receita ou de um ICMS bacana.

O cargo de Analista da Receita não me satisfaz. E agora?

Caso você já ocupe um cargo de fiscal de ICMS ou qualquer outro que te ofereça uma estabilidade e remuneração tão boas quanto as do cargo de Analista da Receita Federal, talvez não compense prestar o concurso para Analista.

Nesse caso, desconsidere o conselho anterior e parta para o cumprimento das disciplinas exigidas para Auditor da Receita Federal.

Aproveite e veja como estudar para Auditor Fiscal da Receita Federal.

Eu tenho um material em PDF para Auditor. Como estudo para Analista?

Se você tem em mãos um bom material em PDF para o cargo de Auditor da Receita Federal,  por exemplo, a minha recomendação é compará-lo com o conteúdo para Analista e pular as disciplinas e assuntos excedentes (só cobrados para o cargo de Auditor).

Sendo assim, as aulas e assuntos que estão “a mais” no conteúdo de Auditor você deve estudar só se houver tempo até o edital, após concluir o conteúdo de Analista. Também é importante ressaltar que você deve sempre se orientar pelo edital do concurso realizado mais recentemente.

O último Concurso da Receita Federal para Analista foi em 2012. Logo, você deve guiar-se por ele, sempre lembrando de considerar o conteúdo atualizado, ou seja, com qualquer acréscimo que a disciplina tenha sofrido.

3. Dedique-se às disciplinas de Exatas

As disciplinas de Exatas são cruciais para o Concurso da Receita Federal. Ao estudar para qualquer cargo do exame, é necessário reservar um bom número de horas para se dedicar a essas matérias. 

Para isso, comece com Matemática Básica, chamada “Raciocínio Lógico” no edital da Receita Federal. A disciplina contempla uma série de conteúdos da área de exatas, como:

  • Matemática Financeira;
  • O próprio Raciocínio Lógico (tabela verdade, proposições, etc.);
  • Matemática do Ensino Médio (equações, geometria, matrizes, etc.);
  • Estatística Descritiva;
  • Estatística Inferencial.

Se você não criar uma base forte em Exatas, não adianta. Por isso, invista no estudo dos conceitos básicos de matemática para conseguir um bom desempenho no Concurso da Receita Federal.

Das disciplinas acima, eu sugiro deixar a Estatística para o final, seja para o cargo de Analista ou para o cargo de Auditor.

Leia também: Devo estudar as disciplinas de exatas juntas ou uma após a outra?

4. Complemente o seu ciclo de estudos gradativamente

Conforme for terminando cada uma das seis disciplinas básicas do Concurso da Receita Federal — ou seja, a primeira passada de estudo completa no seu material de estudos —, você pode adicionar uma nova matéria à sua rotina de estudos.

Nesse caso, é só diminuir a carga horária da disciplina que você está terminando e inserir uma nova. Por consequência, aos poucos, você tornará o seu ciclo de estudos mais robusto e aumentará o seu nível de estudo.

Saiba mais sobre o que é um ciclo de estudos no vídeo abaixo:

À medida que você for aprendendo, não abandone a disciplina, apenas reduza a carga horária dedicada a ela! A ideia é diminuir o tempo dedicado às matérias já estudadas para voltar a sua atenção às novas.

Eu recomendo incluir, gradualmente, as seguintes disciplinas:

  • Administração;
  • Auditoria (se for prestar Auditor);
  • Direito Previdenciário;
  • Legislação Aduaneira;
  • Legislação Tributária.

5. Assista a aulas para o Concurso da Receita Federal

Para otimizar seu tempo de estudo, você deve assistir a aulas para concursos apenas das disciplinas que tenha extrema dificuldade! Busque principalmente cursos em que os professores tenham uma excelente didática para ensinar quem não tem base.

Se você está apresentando déficit em Exatas, por exemplo, é necessário investir em aulas para disciplinas como:

  • Contabilidade;
  • Estatística;
  • Matemática.

Mesmo para os formados em Contabilidade, as aulas dessa disciplina são recomendadas. Isso porque, além de complexo, o conteúdo é muito extenso e, por isso, a orientação de um professor facilitará o aprendizado.

Outra disciplina que muitos acreditam não precisar estudar tanto é português, conforme já comentamos. Ledo engano. Muitas vezes, um cursinho focado no idioma vem muito a calhar.

Para se ter uma ideia, listamos aqui no blog 13 erros de português mais comuns entre os estudantes. Isso comprova o quanto a disciplina merece atenção!

Neste vídeo eu explico mais detalhes sobre a necessidade de fazer cursos preparatórios para concursos públicos:

6. Revise o conteúdo estudado

Revisar o conteúdo estudado é muito importante quando você estuda para o Concurso da Receita Federal.

A revisão tradicional, após 7 dias e 30 dias, não funciona bem na área fiscal, pois o conteúdo é extenso.

Contudo, você sempre deve fazer a revisão das 24 horas, ou seja, rever o conteúdo estudado até o dia seguinte.

Saiba mais sobre como revisar uma matéria que já foi estudada para concursos.

7. Tenha cuidado com os depoimentos de aprovados em pouco tempo

É essencial frisar que passar em um concurso da área fiscal é um projeto de longo prazo. Assim sendo, não se desespere pensando que é “burro”, pois dificilmente você será aprovado em menos de um ano ou dois.

Não estou dizendo ser impossível. No entanto, quero que você embarque nessa jornada consciente de que a área fiscal envolve um conteúdo denso.

Dessa forma, prepare-se para conversar com seus familiares e pedir apoio diante da jornada que você está pronto para enfrentar.

O importante é começar desde já. Não espere para começar a estudar na próxima semana, após as férias ou no início do ano. Sua aprovação será fruto de um esforço que inicia  agora.

8. Use um aplicativo de estudos 

Para finalizar, se você está atrás de uma última dica infalível, deixo aqui a que considero a melhor de todas: saiba que você não precisa tentar fazer tudo sozinho, facilite a sua vida usando uma tecnologia como a do aplicativo Estudaqui.

O app monta um plano de estudos personalizado considerando suas dificuldades pessoais, o que facilita muito na hora de organizar a sua rotina. 

Além disso, com o aplicativo Estudaqui, você controla seu tempo de estudo, analisa estatísticas sobre o seu desempenho, acompanha suas metas conforme você vai evoluindo nos estudos, agenda revisões e muito mais! 

Lembre-se de que, para aprender como estudar para a Receita Federal e otimizar seus esforços, contar com a ferramenta certa pode fazer muita diferença

Conheça o aplicativo Estudaqui.

Vale mencionar que os fundadores da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCar, UNIFESP, etc.) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES, etc). 

O projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkeley e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

Como treinar as questões da banca com o fim da ESAF?

Com o término da ESAF, banca responsável pela realização dos concursos da Receita Federal, é necessário treinar o estilo de questão específico de outras bancas.

Nesse caso, eu recomendo que você faça questões da FCC, Cespe e FGV. Para isso, basta filtrar em um site de concursos pela disciplina escolhida e as bancas desejadas.

Desenvolver questões antigas da ESAF também pode ser importante, porque elas ajudam bastante no entendimento dos assuntos. Porém, busque treinar o estilo dessas outras três, que são as mais cotadas para assumir o concurso da Receita Federal.

Importante mencionar que, quando se trata de português, você deve fazer questões de todas as bancas, pois o estilo de prova dessa disciplina varia muito!

No vídeo abaixo eu explico mais detalhes sobre o fim da ESAF:

 

O que achou das dicas sobre como estudar para o Concurso da Receita Federal? Fique à vontade para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Ver todos os artigos de Alexandre Meirelles.