Saiba quando confiar que um concurso público está para sair

Saiba quando confiar que um concurso público está para sair

Muitos concursandos aguardam ansiosamente a publicação do edital de um concurso público, para então intensificarem seus estudos.

Nós sabemos que a espera pelo concurso desejado é angustiante e os boatos de que o certame está para sair só tornam a ansiedade maior.

Dessa forma, muitos concurseiros perguntam aqui no blog e no canal do Youtube quando, de fato, podem confiar que um concurso público está para sair.

Pensando em ajudar a driblar os boatos, separei alguns casos em que você poderá confiar na realização do concurso público desejado.

Mas lembre-se de que, quando um edital é publicado, o tempo de estudo restante não passa de contagem regressiva para a prova.

Quanto mais cedo os concursandos traçam suas metas e iniciam os estudos, melhor é o resultado.

Os concursandos que se preparam constantemente sempre estão à frente na corrida por uma vaga no serviço público. Já quem espera o edital precisa, muitas vezes, correr contra o tempo para conseguir a vaga.

Faço aqui uma breve pausa no artigo para deixar claro que eu, Alexandre Meirelles, não tenho qualquer relação com a Estudaqui e que não ganho nada ao escrever esses artigos e nem ao indicar o aplicativo Estudaqui. Indico o aplicativo e apoio o site porque gosto e porque eles são realmente os melhores do mercado no que fazem, são de longe a melhor opção!

Vamos às dicas para você estar antenado sobre a realização dos certames desejados!

Fuja dos boatos e opiniões de amigos do setor do público

Quando estudamos para concursos públicos, é normal que sempre haja boatos e conversas de colegas que conhecem algum funcionário público, da área desejada, que ouviram dizer que em breve haverá as provas.

Nesse caso, meu conselho de amigo é: não acredite nessas histórias! Muitas vezes, o funcionário está apenas expressando a opinião dele, sem base concreta sobre a realização do certame.

Essas conversas e boatos podem até funcionar como um jato de motivação para intensificação dos estudos, no entanto, não os tome como verdade.

O mesmo conselho vale para as notícias de que o sindicato da categoria almejada está solicitando a realização dos concursos.

Sindicatos sempre vão solicitar e exigir novos certames, no entanto, essas organizações não têm poder e autonomia para autorizar as provas.

A Receita Federal, a Polícia Federal e o Ministério do Trabalho são exemplos de órgãos que, há anos, têm atuação incisiva dos sindicatos solicitando concursos. No entanto, a exigência dessas lideranças não é garantia de que haverá a realização das provas.

4 indícios de que o concurso público pode estar para sair

Se você se mantém distante dos boatos, é fundamental ter atenção a alguns aspectos que podem deixá-lo preparado para o lançamento de um edital.

Separei quatro sinais de que o concurso público desejado por você possa vir ocorrer em breve. Confira!

O cargo desejado tem muitas vagas disponíveis

Eu já me deparei com alguns cursinhos preparatórios que anunciavam que um determinado concurso seria realizado, contudo, as vagas para o cargo estavam todas preenchidas.

É claro que, no cenário político e econômico atual, quase todos os cargos públicos estão com vagas sobrando.

Por esse e outros motivos, 2018 se mostra um ano favorável para a realização de concursos públicos!

No entanto, apenas se houver um número significativo de vagas disponíveis, poderá haver concurso. Certames de grande concorrência não são realizados diante de poucas vagas disponíveis.

Você sabia?

Os fundadores da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCAR, UNIFESP etc) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES etc). E o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkely e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

Conheça nossa história e o aplicativo de estudo da Estudaqui, e também continue lendo :).

Há previsão no orçamento

Outro indício de realização de um concurso público é se houver previsão no orçamento para nomeação de novos servidores.

Conforme for chegando o segundo semestre, se não tiver orçamento disponível, é necessário esperar para verificar se na próxima estimativa há indicativo de concurso para o próximo ano.

Data de validade do concurso anterior expirada

Quando houver o boato de realização de um concurso, verifique se o certame anterior já teve a sua validade ultrapassada. Se não, dificilmente haverá a realização de novas provas.

No caso dos tribunaisassim que a validade do concurso anterior expira, ou perto disso, já ocorre movimentação para um novo edital.

Isso porque a justiça não pode parar e é preciso ter aprovados em condições de nomeação, tão logo seja necessário.

Além disso, o processo de realização de concursos no judiciário é bem menos engessado que no executivo.

Notícias oficiais do órgão

A notícias e comunicados oficiais dos órgãos são as fontes mais confiáveis de que um concurso público será realizado.

Se houver, por exemplo, uma entrevista com diretores e superintendentes comunicando a realização do concurso, você poderá confiar na informação.

Esse é o caso do concurso da Polícia Federal. Na primeira quinzena de janeiro deste ano, o diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, comunicou aos representantes da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) que o concurso da PF deverá ser realizado ainda este ano, para o preenchimento de 600 vagas.

Entrevistas dessas autoridades em portais como a Folha Dirigida e o Manual do Concurso, em geral são muito confiáveis, uma vez que esses veículos têm o costume de receber diretores e lideranças que se posicionam sobre a disponibilização de concursos.

A mera opinião dessas ou de qualquer outra mídia sobre novos concursos não vale de muita coisa, somente se for alguma autoridade que possa falar em nome da instituição.

Não espere o edital, antecipe seus estudos

A autorização formal para a realização do concurso é ato que dá início ao processo. No caso de um concurso federal, a autorização vem do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPOG).

Já no caso de um tribunal, do presidente do tribunal. Para concurso municipal, em geral é o prefeito que autoriza a realização do certame.

A partir da autorização, é criada a comissão para organização do concurso, que irá preparar a licitação e cuidar dos detalhes técnicos, como número de vagas e conteúdo a ser cobrado.

Depois, é realizada a licitação para escolha da banca examinadora ou publicada a dispensa de licitação e informada a banca escolhida.

Essas burocracias podem ser todas muito rápidas no caso de concursos que ocorrem com frequência e de bancas experientes. Esteja atento e estude com antecedência!

Quem começa a estudar para um concurso público antes, sai na frente dos outros candidatos e possui melhores chances do que a concorrência.

Agora que você já sabe quando confiar que um concurso público está para sair, saiba que você não precisa tentar fazer tudo sozinho, facilite a sua vida acessando o aplicativo Estudaqui.

Em poucos segundos o app monta seu ciclo de estudo perfeito personalizado, sem você precisar ter qualquer trabalho. E isso não é tudo! O Estudaqui ainda permite, automaticamente:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • ver relatórios de conclusão de estudo e avanços do conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • tomar ações para melhoria de desempenho com ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado.
  • Acesse o site e conheça mais sobre o Estudaqui: estudo de alto desempenho, simples e acessível a todos!

Fique à vontade para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Ver todos os artigos de Alexandre Meirelles.