Como revisar uma matéria

Como revisar uma matéria que já foi estudada para concursos?

Uma dúvida que muitos concursandos apresentam é sobre como revisar uma matéria que já foi estudada para concursos.

Essa é uma preocupação nobre, afinal, a revisão de conteúdo amplia a chance de fixar os conhecimentos, ajuda a lembrar de tudo o que você estudou e permite fazer uma boa prova de concurso .

Com o passar do tempo, a quantidade de informações absorvidas só cresce e fica cada vez mais difícil de ser administrada. Na mesma proporção, vai aumentando o risco de muita coisa cair no esquecimento.

Independentemente da maneira como você prefere estudar, saber como revisar uma matéria é fundamental para se preparar para os certames!

O conteúdo que apresentamos neste artigo é voltado para quem criou uma rotina de estudos para concurso e segue firme nela. Se você estava estudando para concursos, mas, por algum motivo, teve que dar uma pausa, o artigo:Como voltar a estudar para concurso público após um tempo parado?”, é mais indicado e produtivo!

Continuando nosso guia de como revisar uma matéria para concurso,  é essencial avaliar o seu nível de conhecimento dentro de cada conteúdo e traçar as melhores estratégias para melhorar suas revisões.

Faço aqui uma breve pausa no artigo para deixar claro que eu, Alexandre Meirelles, não tenho qualquer relação com a Estudaqui e que não ganho nada ao escrever esses artigos e nem ao indicar o aplicativo Estudaqui. Indico o aplicativo e apoio o site porque gosto e porque eles são realmente os melhores do mercado no que fazem, são de longe a melhor opção!

Separei alguns conselhos para que você possa entender como revisar uma matéria de maneira eficiente. Continue a leitura!

Memória episódica e memória semântica

Entre as técnicas para passar em concurso, a revisão é um aspecto fundamental. Antes de entender quais são as melhores técnicas de revisão, é interessante conhecer as diferenças entre memória episódica e memória semântica.

A memória semântica é a responsável por armazenar o conhecimento que a gente possui sobre o mundo. Como assim?

Lembrar sua data de aniversário, os dias da semana e fazer contas simples, como adição, são exemplos de resultados da memória semântica. Em geral, a memória semântica é identificada como conhecimento.

Mas a memória semântica não é o único tipo de memória que temos; a outra, trata-se da episódica.

A memória episódica é a que nos faz lembrar de eventos importantes da nossa vida, como uma viagem, o seu primeiro beijo e a aprovação no vestibular.

Em geral, a memória episódica está relacionada a acontecimentos ligados à emoção, enquanto a memória semântica é ligada à repetição.

Para potencializar o seu aprendizado, portanto, é necessário transformar a memória episódica em memória semântica.

Quando você aprende alguma coisa, seja assistindo a uma aula ou lendo um livro, por exemplo, você armazena esse aprendizado na memória episódica.

Essa informação irá se manter ali somente o tempo que seu cérebro achar necessário. Se você não usar esse aprendizado, logo ele será esquecido!

Com a repetição, ou seja, aprendendo como revisar uma matéria , você transforma esse aprendizado em conhecimento, armazenando-o na memória semântica!

Além disso, a revisão de conteúdo para concursos pode ocorrer em duas situações diferentes:

  • quando há uma matéria que você viu há pouco tempo;
  •  quando você precisa revisitar um conteúdo aprendido há meses.

Para cada caso existem dicas específicas de como revisar uma matéria. Entenda como agir nestes casos!

Você sabia?

Os fundadores da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCAR, UNIFESP etc) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES etc). E o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkely e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

Conheça nossa história e o aplicativo de estudo da Estudaqui, e também continue lendo :).

Como revisar uma matéria estudada há pouco tempo

Quando você terminou de estudar uma disciplina há pouco tempo – ou seja, finalizou um livro ou outro tipo de material – o que deve ser feito para fixar os pontos mais críticos?

A revisão será diferente de acordo com o teor da matéria. Para as mais teóricas, como as de legislação e Direito, por exemplo, o ideal é rever resumos e anotações!

A partir dos trechos grifados e dos resumos, é possível fixar os pontos-chave do conteúdo e garantir segurança para resolver as questões de concurso público,  vitais  no processo de revisão.

No entanto, se você deseja revisar o conteúdo logo após a finalização de uma disciplina e está seguro com o conteúdo absorvido, faça o máximo de questões que conseguir. A prática leva à perfeição!

O mesmo vale para as disciplinas de exatas, como Contabilidade e Matemática. Não volte muito na teoria! Utilize, no máximo, um resumo com fórmulas e quebre a cabeça com as questões.

 

Como rever um conteúdo absorvido há meses

Acima expliquei como revisar uma matéria que foi recentemente estudada. Quando o conteúdo a ser revisado foi estudado há mais de seis meses ou um ano, por exemplo, antes de revisar é necessário que você avalie o quanto lembra do conteúdo.

Se você não consegue lembrar as lições, sobretudo os conceitos-chave, a única alternativa é estudar toda a disciplina novamente.

No entanto, nem tudo está perdido. A segunda vez estudando o conteúdo tende a ser mais rápida, uma vez que, aos poucos, você vai relembrando a matéria.

A diferença é que você irá estudar bem mais rápido do que a primeira vez, mas você terá que estudar de novo, de toda forma.

Quanto mais tempo houver entre o estudo e a revisão, menos as marcações e resumos serão úteis.

Neste contexto, não opte por assistir a cursos sobre as disciplinas – concentre-se em estudar o material para concurso que você já tem, a não ser que seja uma disciplina que você tenha muita dificuldade!

Para as disciplinas mais práticas, reveja rapidamente as fórmulas e as informações chave de cada capítulo. Depois, mergulhe fundo na resolução de questões.

É claro que, nos capítulos de maior dificuldade, o processo de como revisar uma matéria é diferente. Nesses casos, vale a pena estudar tudo novamente, como da primeira vez. Mas nem sempre é necessário rever todos os capítulos em disciplinas de exatas.

Revisões não devem ser longas!

O tempo a ser destinado a fazer uma revisão de uma disciplina depende de quanto tempo você dedicou para estudar todo o conteúdo.

Em média, a revisão de uma disciplina deve corresponder de 10% a 20% do tempo de estudo.

Por exemplo, se você levou duas horas para estudar legislações, dedique de 12 a 24 minutos para revisar.

Se você está com dificuldade de encontrar tempo para estudar, indico a leitura de outro artigo: Como conseguir mais tempo para estudar? Reorganize sua rotina!”, em que dou dicas práticas para você aplicar no seu dia a dia.

No caso das  revisões, elas devem ser  mais rápidas, e para garantir que elas não vão demandar muito tempo é  fundamental que, durante o estudo, você elabore esquemas e mapas mentais para auxiliar neste processo futuro.

Ao ler um livro ou um PDF, por exemplo, destaque:

  • definições,
  • fórmulas,
  • textos em negrito,
  • primeiras palavras de uma frase,
  • e faça listas de termos importantes.

Tenha em mente que o processo de como revisar uma matéria deve ser útil, principalmente, para retomar partes importantes do conteúdo e garantir que todos os detalhes foram assimilados.

Saber como revisar uma matéria deve servir para otimizar o seu tempo de estudo e não complicar a sua jornada!

Agora que você já sabe como revisar uma matéria que já foi estudada, saiba que você não precisa tentar fazer tudo sozinho, facilite a sua vida acessando o aplicativo Estudaqui.

Em poucos segundos o app monta seu ciclo de estudo perfeito personalizado, sem você precisar ter qualquer trabalho. E isso não é tudo! O Estudaqui ainda permite, automaticamente:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • ver relatórios de conclusão de estudo e avanços do conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • tomar ações para melhoria de desempenho com ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado.
  • Acesse o site e conheça mais sobre o Estudaqui: estudo de alto desempenho, simples e acessível a todos!

Fique à vontade para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Ver todos os artigos de Alexandre Meirelles.