Blog
Menino estudando lendo livro

Como fazer resumos e arrasar nos concursos?

Aprender como fazer resumos para concursos públicos pode otimizar seu tempo e aumentar sua produtividade, além de possibilitar que você mantenha um bom ritmo de revisão.

“Condensar em poucas palavras; abreviar, sintetizar”. Esses são os termos que aparecem no verbete do dicionário para definir o significado de “resumir”. Juntos eles traduzem o sonho de todo concurseiro: ter menos conteúdo para estudar. 

Em linhas gerais, resumir é valioso porque requer que você:

  • dedique tempo estudando as informações que você precisa condensar;
  • pense nas informações e em quais partes são mais, ou menos, importantes;
  • reescreva os pontos ou ideias centrais de um assunto.

Mais especificamente, fazer recursos esquematizados para concursos é útil para o aprendizado porque permite que você:

  • simplifique o material, facilitando a compreensão;
  • concentre-se no que é mais importante;
  • condense as informações, omitindo detalhes e exemplos menos valiosos;
  • facilite o processo de revisão de um assunto ou matéria.

Você certamente está ciente que existe uma enorme quantidade de informações para armazenar ao estudar para um concurso, não é mesmo? Porém, um grande volume de conteúdo pode realmente ser prejudicial para a aprendizagem.

Nossos cérebros simplesmente não têm capacidade para processar e reter tudo isso. Então, aprender como fazer resumos para concursos públicos ajuda no armazenamento de informações e na compreensão de conceitos.

Agora que você está ciente dos benefícios, vamos ao passo a passo de como fazer resumos para concursos públicos.

Como fazer resumos para concursos públicos em 6 passos?

Aprender como fazer resumos inclui o processo de:

  • reter as ideias mais importantes ou chaves de um conteúdo;
  • omitir ideias dispensáveis;
  • condensar ou omitir exemplos, detalhes, descrições, narrativas, menos relevantes;
  • destacar informações para estudo mais eficiente e visual.

Um resumo é, em suma, um guia de estudo, uma ferramenta de aprendizado, um arquivo de pontos importantes. Assim, você não precisa ler todo o conteúdo novamente e pode acessar tudo o que for fundamental de maneira mais clara e objetiva.

Algumas perguntas devem ser feitas ao planejar seu resumo, entre elas:

  • Qual é o propósito dessa matéria e que ela tem de mais importante? 
  • O que o edital exige sobre esse assunto?
  • Quais são as principais ideias?
  • Qual é o ponto central?
  • Quais exemplos, detalhes, tangentes e afins precisam ser mantidos, mas condensados, e quais podem ser omitidos?

Agora vamos ao passo a passo de como fazer resumos para concursos públicos. 

Acompanhe!

1. Leia e entenda o conteúdo completo

Nós não recomendamos que você comece estudando um conteúdo por um resumo que encontrou na internet, ou que um amigo tenha sugerido. O resumo deve ser usado para relembrar ou revisar, um conteúdo que já foi estudado e visto por completo.

É claro que você pode e deve começar a resumir uma matéria enquanto estuda. Por exemplo, você não vai deixar para resumir o conteúdo de Direito Constitucional ao acabar de passar por toda a matéria.

Além de ler o conteúdo você deve buscar entendê-lo. Certifique-se de saber o que especificamente está sendo apresentado e quais os conceitos-chave.

2. Organize seu resumo enquanto estuda

Sim, nós já abordamos isso no tópico anterior, porém é importante reforçar aqui.

Para evitar a releitura de tudo, certifique-se de acertar na primeira tentativa. Tome notas enquanto lê e realce ou sublinhe as informações principais.

Fique de olho no edital para assegurar que não está deixando nenhum conteúdo para trás. Ao estudar matérias como Português, isso é bastante útil tanto para você não estudar um conteúdo que não é pedido como para não deixar de estudar o que vai cair na prova.

Reescreva os tópicos principais em seu bloco de notas para o resumo. Pode ser um caderno, computador ou aplicativo.

Aproveite e veja aqui algumas sugestões de aplicativos de estudos.

3. Divida o conteúdo inteiro em partes menores

Novamente, usaremos o exemplo do conteúdo de Português, todavia esse é um passo importante de como fazer resumos para concursos, independentemente da disciplina.

Resumir todo o conteúdo de uma matéria pode ser cansativo e manter o volume muito grande, por isso divida os assuntos em blocos menores. Dessa forma, você também manterá a motivação para estudar.

Faça um resumo que aborde, exclusivamente, o uso de crase, outro que aborde as regras para inserção de vírgula, e um terceiro para acentuação, por exemplo.

4. Use tópicos, setas, tabelas e afins

Você pode fazer um resumo em formato de texto, mas esse não é o melhor método para facilitar a absorção do conteúdo e a otimização do tempo usado para as revisões.

Os tópicos, setas, tabelas e demais recursos imagéticos deixam o resumo mais organizado e destacam as informações relevantes, indo direto ao ponto. Isso também cria uma linha de raciocínio que faz mais sentido para você.

5. Faça mapas mentais

Aprender como fazer mapas mentais para concursos é uma estratégia que vem se mostrando bastante eficaz para assimilação dos conteúdos.

Por meio de associações visuais e a partir de um tema central, você reúne as informações mais relevantes sobre um assunto. 

Isso cria uma linha de raciocínio que facilita o armazenamento de informações e, principalmente, forma gatilhos mentais para ativar a memória do que foi estudado.

6. Utilize cores para diferenciar informações

As cores ajudam o cérebro a processar melhor informações com significados distintos. 

Por exemplo, você pode usar azul para títulos e subtítulos, vermelho para conceitos de grande destaque e preto para textos em geral. O ideal é escolher uma padronização e utilizá-la em todos os resumos

Você também pode usar adesivos e post-its para destacar as páginas que possuem conteúdos mais importantes. Essas são ótimas dicas de como se organizar para estudar para concursos.

Dicas extras para fazer recursos esquematizados para concursos

Faça resumos de matérias que você entendeu

Resuma apenas aquilo que você já entendeu e está claro para você. Caso tente resumir um conteúdo que ainda te deixa em dúvida, posteriormente pode ser que não entenda o que anotou ou, pior, pode acabar fazendo anotações incorretas.

Use suas próprias palavras e escreva à mão

Escreva os resumos com suas próprias palavras e com termos que são mais familiares a você. Por isso é tão importante que você faça seus próprios resumos e não pegue algo pronto na internet.

Além disso, considere fazer o resumo à mão, pois essa é uma forma de memorizar seus estudos de maneira mais efetiva. As tecnologias ajudam muito a otimizar algumas tarefas, mas, pelo menos em um primeiro momento, opte por escrever com papel e caneta.

Substitua algumas palavras por siglas

Use siglas, desde que elas façam sentido para você e depois você não precise ficar “forçando” o cérebro a lembrar do significado de cada uma delas. 

Vale criar uma legenda para as siglas, assim o resumo fica mais enxuto e rapidamente você poderá consultar o que cada uma quer dizer, tornando o estudo mais produtivo.

Escolha diferentes formatos de resumo

Escolha o melhor formato de resumo de acordo com o que está estudando: tópicos, mapas mentais, tabelas, cartões, post-its, enfim. 

Alguns temas podem ser melhor resumidos em tabelas, por exemplo, enquanto outros ficam melhor distribuídos em mapas mentais. Faça testes e, com o tempo, você verá qual formato se encaixa melhor para resumir o que está estudando. 

Seja sucinto

Não escreva muito: isso não é fazer resumo, é apenas reescrever com outras palavras o que você leu. 

A grande sacada do resumo é que você apenas conseguirá fazer um bom resumo quando tiver entendido completamente a matéria, por isso é um método de estudo tão eficiente. 

Plano de estudos e resumos para aumentar a produtividade

Juntamente com as técnicas apresentadas de como fazer resumos para concurso, é importante que você, concurseiro, crie um plano de estudos para organizar sua rotina.

Um plano é um guia que te auxiliará a cumprir o compromisso de estudar e revisar todos os conteúdos exigidos no edital da sua prova.

Existem diferentes exemplos de plano de estudo, e você deve escolher o que melhor se encaixa na sua rotina.

A chave para estudar, especialmente para concursos públicos, é a preparação adequada, e um modelo que vem aprovando milhares de concurseiros nas provas mais difíceis do Brasil é o ciclo de estudos

Essa é uma técnica criada por Alexandre Meireles, que otimiza seu tempo, organizando as matérias em blocos.

Veja aqui o que é e como montar um ciclo de estudos.

Para montar um ciclo de estudos personalizado e exclusivo, que considere suas dificuldades no concurso que deseja prestar, tudo em apenas poucos cliques, conheça o aplicativo Estudaqui

Em poucos segundos, o app monta seu ciclo de estudo perfeito personalizado, sem você precisar ter qualquer trabalho. 

Confira no vídeo abaixo o que é um ciclo de estudo e como fazer um: 

E isso não é tudo! O Estudaqui ainda permite:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • ver relatórios de conclusão de estudo e avanços do conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • tomar ações para melhoria de desempenho com ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado.

O aplicativo também te ajuda a gerenciar e melhorar seu estudo diariamente, com estatísticas únicas no mercado, além de muita tecnologia.

Acesse o site e conheça a Estudaqui: estudo perfeito na palma da mão.

Você sabia que os fundadores e sócios da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCar, UNIFESP, etc.) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES, etc.)?

E tem mais: o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkeley e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

 

O que achou das dicas sobre como fazer resumos? Esperamos que as informações facilitem sua rotina, otimizem seus estudos e aumentem a sua produtividade. 

Abraços