Como estudar sem edital publicado em 3 passos simples

Como estudar sem edital publicado em 3 passos simples

Um dos maiores desafios para quem estuda para concursos públicos é a preparação antes da publicação do edital. Muitos se perguntam: como estudar sem edital publicado?

Afinal de contas, por não ter um norte, você tem medo de acabar estudando algum conteúdo desnecessário e perder um tempo valioso.

De fato, quando há um edital já publicado, o estudo é muito mais fácil, pois você sabe exatamente o que deve estudar.

Entretanto, já enfatizei muitas vezes nos meus artigos que o estudo antecipado é o diferencial para a sua aprovação – mas exige, é claro, muita dedicação e motivação.

É possível fazer uma preparação bastante adequada e competitiva antes da publicação do edital.

Faço aqui uma breve pausa no artigo para deixar claro que eu, Alexandre Meirelles, não tenho qualquer relação com a Estudaqui e que não ganho nada ao escrever esses artigos e nem ao indicar o aplicativo Estudaqui. Indico o aplicativo e apoio o site porque gosto e porque eles são realmente os melhores do mercado no que fazem, são de longe a melhor opção!

Agora continue a leitura, pois vou dar algumas dicas de como estudar sem edital publicado de maneira mais eficaz. Confira!

  1. Pegue o último edital do concurso almejado

    Para saber como estudar sem edital publicado, a melhor orientação que você pode obter é analisar o último edital disponível.

    Esse será o seu melhor norte para entender quais assuntos são cobrados pela prova do cargo almejado.

    É claro que, se muitos anos já tiverem se passado desde a publicação do último edital, certos temas devem ter se atualizado e, sendo assim, você deve buscar aprender o conteúdo mais recente.

    Afinal, é quase impossível adivinhar quais disciplinas serão cobradas pelo próximo edital. É claro que não é improvável que haja acréscimos de conteúdo, no entanto, o último edital irá te oferecer uma base muito sólida para a sua preparação.

    Todavia, se você já vem se preparando há alguns anos e já domina todo o conteúdo do último edital, é válido explorar novos assuntos.

    Nesse caso, vale avaliar editais parecidos com o seu, pesquisar tendências de matérias correlatas que podem vir a ser cobradas e mais.

    Mas, vale ressaltar, que essa é uma postura para quem já se garante em todas as disciplinas do último edital.

  2. Para saber como estudar sem edital, comece pelas disciplinas básicas da sua área

    O estudo antes da publicação do edital também deve ser pautado pelas matérias básicas da sua área.

    Para saber como estudar sem edital publicado, além do último edital, avalie quais matérias são comuns e recorrentes nos concursos semelhantes da sua área.

    Contudo, você não deve sair estudando para tudo quanto é matéria de uma vez. Se seu concurso exige de seis a oito disciplinas, dá até para pensar nisso.

    No entanto, muitos concursos cobram até mais de 20 disciplinas e, por isso, você deve se organizar.

    Assim sendo, comece pelas disciplinas básicas da sua área – oito, no máximo. Dessa forma, conforme você for terminando cada uma delas – ou seja, a primeira passada de estudo completa no seu material de estudos – você pode inserir uma nova disciplina.

    Nesse caso, é só diminuir a carga horária da disciplina que você está terminando no seu ciclo de estudos e inserir uma nova.

    É aos poucos que você vai inflando seu ciclo de estudos e aumentando o seu nível de estudos, gradativamente.

    Conforme for aprendendo, não abandone a disciplina – apenas reduza a carga horária dedicada a ela!

    Para saber como montar um ciclo de estudos eficiente e, assim, ter uma melhor preparação para concursos públicos, confira os vídeos e os artigos sobre Ciclo de Estudos:

  3. Se houver novidades, estude após o edital e antes da prova

    Bem-vindo ao mundo dos concursos, meu amigo! É normal que, a cada novo edital, surja uma pequena novidade no conteúdo programático.

    Saiu o edital! Posso te afirmar que o edital de concurso pode mudar até cerca de 20% em relação ao conteúdo apresentado no anterior.

    Mas, geralmente, as mudanças são em matérias não tão grandes e importantes quanto as que são mais certas de cair.

    Dessa forma, para estar apto a estudar eventuais novidades, é fundamental dominar o conteúdo do último edital antes do novo.

    Assim, quando o novo edital de concurso for lançado, você identificará as novidades. Sabendo quais são, você poderá estudá-las no período que antecede a prova. Esse período, em geral, é de dois a quatro meses após a publicação do edital.

    Por isso, ao ter acesso ao novo edital, analise com atenção para identificar os tópicos novos que não foram estudados.

    Busque ter atenção ao analisar pois, muitas vezes, os assuntos de uma disciplina ficam sob o título de outra e em alguns casos o nome da disciplina é mantido, mas o conteúdo cobrado sofre alterações.

    Em suma, ressalto que entender como estudar sem edital publicado é um grande passo para a sua preparação.

    Adotando esse tipo de atitude proativa, quando sair o edital, você estará à frente de seus concorrentes.

Com essas medidas simples, você poderá reduzir significativamente o tempo que você levará para realizar seu sonho.

Você sabia?

Os fundadores da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCAR, UNIFESP etc) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES etc). E o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkely e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

E agora que você já sabe como estudar sem edital publicado, deixo aqui a melhor dica de todas: saiba que você não precisa tentar fazer tudo sozinho, facilite a sua vida usando uma tecnologia como a do aplicativo Estudaqui.

Em poucos segundos o app monta seu ciclo de estudo perfeito personalizado, sem você precisar ter qualquer trabalho. E isso não é tudo! O Estudaqui ainda permite, automaticamente:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • ver relatórios de conclusão de estudo e avanços do conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • tomar ações para melhoria de desempenho com ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado.
  • Acesse o site e conheça mais sobre o Estudaqui: estudo de alto desempenho, simples e acessível a todos!

Fique à vontade para compartilhar o artigo nas redes sociais.

 

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Ver todos os artigos de Alexandre Meirelles.