Blog
Explicação sobre como estudar por questões

Como estudar por questões de concursos públicos? Veja 6 dicas

Aprender como estudar por questões de concursos públicos é um método muito eficiente, já que você exercita mais o cérebro durante a resolução das perguntas. Por consequência, amplifica a sua capacidade de memorização.

Isso acontece porque, ao resolver questões de concursos públicos, você ativa ainda mais o hemisfério esquerdo do cérebro. Esse lado também é conhecido como o “cérebro acadêmico” e é caracterizado por ter áreas responsáveis pelo raciocínio lógico, fala, matemática, linhas e afins.

Além do mais, quando você resolve determinada questão, percebe quais conteúdos são recorrentes e têm mais chance de serem cobrados novamente. Logo, presta mais atenção e retém melhor a informação.

Entretanto, para que o método de estudo por questões de concursos públicos seja eficiente, é necessário ter em mente alguns hábitos e posturas. Dessa forma, poderá driblar erros e potencializar o percentual de acertos.

Pensando nisso, separei 6 dicas sobre como estudar por questões de concursos públicos. 

Faço aqui uma breve pausa no artigo para deixar claro que eu, Alexandre Meirelles, não tenho nenhuma relação com a Estudaqui, e não ganho nada ao escrever esses artigos e nem ao indicar o aplicativo Estudaqui. 

Indico o aplicativo e apoio o site porque gosto. Eles realmente são os melhores do mercado no que fazem e são, de longe, a melhor opção!

Agora sim, confira como estudar para concurso por questões!

6 dicas sobre como estudar por questões de concursos públicos

1. Assine um site de questões

Assinar um site de questões de concursos públicos é fundamental para aperfeiçoar o seu conhecimento e destreza para as provas.

Hoje, para um concurseiro profissional, acredito que é imprescindível pagar um site de questões — mas não necessariamente no início dos seus estudos.

Isso porque, quando você está começando a estudar, os materiais de estudo já trazem muitas questões relacionadas à teoria. Logo, a princípio, o ideal é solidificar a teoria e desenvolver as questões do material.

Posteriormente, é recomendável buscar por um site de questões quando você já tiver uma boa base teórica.

E quais os melhores sites de questões para concursos?

Se você me perguntasse hoje qual deles eu usaria, seria o Mapa da Prova. São milhares de questões de diversas disciplinas, divididas por banca, ano e nível de dificuldade, além de inúmeras outras vantagens.

Caso você queria uma lista dos três melhores, indico os seguintes portais:

Em geral, a maioria dos sites dedicados às questões de concursos públicos oferecem uma semana gratuita de testes. Então, aproveite esse período para verificar a efetividade do site. 

Sugiro que você apenas assine um site que apresente as seguintes funcionalidades:

  • comentários nas questões: são fundamentais para desvendar pegadinhas, explicar detalhes e sanar o que há de certo e errado em cada alternativa, elucidando, assim, suas dúvidas;
  • marcar suas questões favoritas: principalmente para você poder identificar as que errou e trabalhe nelas novamente;
  • amplo número de questões da sua banca: o site deve apresentar diversos exercícios da banca do seu certame, porque conhecer o estilo da banca afeta positivamente o seu desempenho.

2. Saiba escolher as questões que você vai resolver

Não basta resolver quaisquer questões de concursos públicos, é necessário que elas sejam do perfil da banca do seu certame. Assim, faça questões desenvolvidas pela sua banca, preferencialmente as mais recentes e de certames dos últimos anos.

“Mas Alex, de quantos anos para cá devem ser as questões que eu devo desenvolver?” Depende!

Contabilidade, por exemplo, é uma disciplina que sofreu grandes mudanças de 2009 para cá. Por isso, é arriscado fazer questões de anos anteriores a esta data. Já o Português passou pela Reforma Ortográfica em 2008, então é preciso atenção às mudanças.

A banca também pode afetar a periodicidade das questões escolhidas. Se, por exemplo, o meu certame desejado fosse a Receita Federal e a banca fosse a Esaf, seria muito melhor desenvolver questões desde o meu certame (2005), do que de outras bancas com concursos semelhantes recentes.

Além da banca do seu concurso, também é interessante resolver questões de concursos públicos de outras bancas renomadas. Recomendo:

  • Cespe;
  • Esaf;
  • Fundação Carlos Chagas (FCC);
  • Fundação Getulio Vargas (FGV).

Em geral, essas bancas têm questões de concursos públicos mais bem elaboradas e que exigem mais conhecimento. Logo, elas vão demandar mais do seu repertório para encontrar a resposta certa e, consequentemente, você ficará mais afiado!

3. Marque as questões que você errou

Saber como estudar por questões de concursos públicos é uma estratégia eficiente, porque assim fica muito mais fácil identificar seus erros e corrigi-los.

Por isso, após resolver os exercícios, confira quais você errou e marque-as para poder desenvolvê-las novamente em um futuro próximo. Também sinalize as que você acertou, mas que teve mais dificuldade para resolver. 

Ao analisar seus erros e dificuldades, você vai entender melhor quais são suas dúvidas e saná-las para que a falha não volte a acontecer, principalmente na hora da prova.

Quer saber mais? No vídeo abaixo explico como estudar para concurso por questões, confira!

4. Controle o seu percentual de acertos

Seja por meio de automação do site de questões, em uma planilha do Excel ou mesmo à mão, é essencial ter um controle do seu percentual de acertos.

Tenha em mente que é preciso melhorar continuamente esse percentual durante os estudos para alcançar a aprovação. Para saber qual é um bom índice de acertos, verifique a nota do último colocado no último concurso.

A partir disso, o seu percentual de acertos sempre deve estar um pouco acima dele. Afinal, o próximo edital pode não trazer um grande número de vagas e a concorrência pode ser mais acirrada.

Além disso, considere também que o seu percentual de acertos em casa provavelmente será melhor que na prova. Quando você resolve questões de concursos públicos nesse ambiente, está em condições mais favoráveis: sem estresse, sentado em uma cadeira confortável, descansado e bem alimentado.

Entretanto, na hora da prova há o nervosismo habitual, você pode não ter dormido bem na noite anterior, o tempo é contado, a carteira é pequena e desconfortável, entre outros fatores prejudiciais.

Fora que, quando você entra em um site de questões para resolvê-las, algumas delas você já viu e já estudou anteriormente, o que pode mascarar o seu desempenho.

Logo, se você está fazendo 80% em casa, provavelmente fará apenas uns 70% na prova. Ou seja, é preciso batalhar para manter o percentual de acertos alto.

5. Conheça suas dificuldades

O método de estudo por questões também te ajuda a conhecer quais são os seus “calos”, aqueles conteúdos que o seu percentual de acerto é menor. 

Caso você atinja 80% de acerto, é preciso identificar quais conteúdos contribuíram para os 20% de erro. Por exemplo, se você fez uma prova de português com 20 questões e acertou 15, verifique quais são os assuntos das cinco que errou.

Em português, pode ser crase, pontuação, concordância, verbo, dentre tantos outros. Então, mantenha essas falhas anotadas para intensificar os estudos nessas temáticas. Você pode fazer isso por meio de aulas, materiais e, é claro, mais questões de concursos públicos.

Veja aqui 19 dicas de português para concurso e os erros mais comuns.

Outro ponto importante: não é produtivo “gastar” horas de estudos em uma questão só sem grande importância ou perder muito tempo com assuntos que você já domina.

Além da técnica, você precisa saber dosar o número de questões por conteúdo. Lembre-se de que seu objetivo é passar no concurso, não ser o melhor do mundo no assunto.

6. Não estude apenas por meio de questões de concursos públicos

Eu acredito que desenvolver questões de concursos públicos é a principal estratégia para um estudo de alta performance. No entanto, esse método tem hora certa para ser implementado.

Para você conseguir resolver as questões, é vital saber a teoria, pois ela engloba mais conteúdo do que os exercícios. Logo, ao estudar só por meio deles, você corre o risco de perder muitos detalhes que podem ser cobrados no seu certame.

Portanto, busque desenvolver questões de concursos públicos após ter estudado a teoria com muita atenção.

 

Agora que você já sabe como estudar por questões de concursos públicos, saiba que você não precisa tentar fazer tudo sozinho. Facilite a sua vida usando uma tecnologia como a do aplicativo Estudaqui.

Em poucos segundos, o app monta seu ciclo de estudo perfeito personalizado, sem você precisar ter qualquer trabalho. 

Confira no vídeo abaixo o que é um ciclo de estudo e como fazer um: 

E isso não é tudo! O Estudaqui ainda permite:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • ver relatórios de conclusão de estudo e avanços do conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • tomar ações para melhoria de desempenho com ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado.

Conheça mais sobre a Estudaqui.

Você sabia que os fundadores e sócios da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCar, UNIFESP, etc.) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES, etc.)?

E tem mais: o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkeley e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

Acesse o site e conheça a Estudaqui: estudo perfeito na palma da mão.

 

Gostou das dicas e de conhecer o método de estudo por questões? Fique à vontade para compartilhar o artigo em suas redes sociais.

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Ver todos os artigos de Alexandre Meirelles.