Como estudar para concurso com filho pequeno: 5 dicas para conciliar os papeis de mãe e concurseira

Muitas mulheres têm o sonho de serem aprovadas em um concurso público, conquistando o tão merecido emprego e, com ele, bons salários, estabilidade financeira e inúmeros benefícios. Mas, paralelo a essa sonho, está também o de ser mãe. Mas e aí, como estudar para concurso com filho pequeno? Será que dá para conciliar maternidade e estudo para concursos?

Há, ainda, as mulheres que já estão lidando com a chegada de mais um membro na família. E é inegável que, na maioria das vezes, os cuidados com um filho as fazem adiar os sonhos da vida profissional.

Também não é incomum que, após formar uma família, muitas mulheres vejam na carreira pública uma chance de garantir uma vida melhor, seja para:

  • pagar boas escolas para as crianças;
  • custear viagens;
  • morar em uma casa maior e mais.

De toda forma, antes, durante e depois de ser mãe, estudar para concursos públicos é uma tarefa desafiadora.

Com todas essas questões rodeando a cabeça da mãe concurseira, resolvi reunir alguns conselhos sobre como estudar para concurso público com filho pequeno e conciliar a maternidade e os estudos para concursos. Muitas dessas dicas aprendemos a partir da convivência com muitas mães concurseiras na Liga da Aprovação. Continue a leitura!

Antes de tudo, quero parabenizá-la

Primeiramente, se você já é mãe ou está grávida e decidiu prestar concursos públicos, quero desde já parabenizá-la pelo seu esforço.

Isso porque, naturalmente, estudar para concursos é uma escolha que, diariamente, envolve uma rotina de estudos pesada, além de angústias, busca por motivação constante etc.

Ter uma vida de concurseira, atrelada às preocupações naturais de uma mãe, é uma jornada extremamente difícil.

No entanto, se você se enxerga neste cenário, peço que não desanime. A jornada é árdua, mas ainda assim é possível vencê-la.

Eu mesmo já vi concurseiras grávidas, no final da gestação, fazendo provas e, posteriormente, sendo aprovadas.

Em cursos de formação que já fiz, vi mães também, recém-aprovadas, em fase de amamentação.

Ser mãe e concurseira é, de fato, aumentar os problemas na enésima potência, mas com apoio e perseverança é possível vencer. E vou te mostrar como!

Você sabia?

Os fundadores da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCAR, UNIFESP etc) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES etc). E o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkely e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

Conheça nossa história e o aplicativo de estudo da Estudaqui. E claro, continue lendo :).

Como estudar para concurso com filho pequeno: 5 dicas para conciliar maternidade e concursos públicos

Aprender como estudar para concurso com filho pequeno conciliando maternidade e estudo para concursos é praticamente uma tarefa estilo “se vira nos 30”.

Aproveitar cada oportunidade para estudar e revisar uma matéria é fundamental e a preguiça é a sua pior inimiga.

“Tudo bem, Alex, mas como isso funciona na prática?”. É o que você deve estar se perguntando. Confira, portanto, 5 dicas práticas de como estudar para concurso com filho pequeno.

1. Organize o seu dia e monte um plano de estudos

Aprender como se organizar para estudar para concurso começa com a  definição de horário para cada coisa que você deve realizar. Isso é fundamental. Por exemplo, procure estudar enquanto as crianças dormem ou estão na escola.

Comece, portanto, respondendo à pergunta: “Em que momento do meu dia, tirando todas as atividades que são indispensáveis (trabalho, dever de casa das crianças, suporte aos pais), terei tempo disponível para estudar?

Se for quando as crianças estiverem na escola, então dedique determinadas horas de estudo durante esse turno.

Se for à noite, deixe todas as suas atividades do lar, bem como as que são realizadas com as crianças, concluídas até a hora em que for estudar, para que não interrompam seu momento de foco.

Depois, monte um plano de estudo para concurso, divida as matérias conforme as horas de estudo que você conseguir no dia.

Uma boa dica é estudar por meio do Ciclo de Estudos para passar em concurso público.

O ciclo de estudos é uma metodologia completa que criei e que muitos concurseiros que já foram aprovados nos principais concursos do Brasil adotaram para aproveitar melhor suas horas de estudo, se manter motivado e em constante evolução de aprendizado.

Para que você possa aproveitar, ao máximo, as suas horas disponíveis, conheça nosso artigo:Ciclo de estudos para concurso público | parte prática”, que vai o ensinar o passo a passo para adotar esse modelo de planejamento.

2. Estabeleça uma rede de apoio

Se você tiver condições financeiras de contratar uma babá, é uma opção muito válida.

De alguma forma, é imprescindível procurar apoio (mãe e marido, por exemplo) e dividir responsabilidades. Essa é uma dica importante e uma das maneiras de você conseguir mais tempo para estudar.

É importante lembrar que, quando se trata do pai, ele possui responsabilidades tão grandes quanto as suas com o filho.

Muitas vezes, principalmente no caso dos bebês, as mamães costumam bancar as super-heroínas, acreditando que são invencíveis nos cuidados com os pequenos.

No entanto, por mais que as mães sejam insubstituíveis às vezes (como na amamentação), há outras tarefas que o papai dá conta e, assim, você poderá ter sossego para estudar.

3. Opte por videoaulas e cursos à distância

Ao tentar estudar para concurso com filho pequeno e conciliar maternidade e estudo para concursos, às vezes torna-se inviável fazer cursinho presencial.

Então opte por videoaulas, aprendendo, por exemplo, como estudar para concursos com o Youtube. Com esse tipo de plataforma e conteúdo você pode estudar no horário que for possível e pelo tempo que estiver ao seu alcance.

Isso significa até mesmo enquanto a criança está:

  • brincando;
  • tirando uma soneca;
  • fazendo as atividades escolares.

4. Aproveite os momentos ociosos

Além de estudar nas horas disponíveis, você deve aproveitar as folguinhas oportunas para dar uma potencializada nos estudos.

Por exemplo, se o seu filho é pequeno e está  assistindo a um desenho ou brincando, ou seja, com atividades que não dependem de você, então aproveite esse momento.

Por serem, em geral, momentos mais curtos, aproveite para:

5. Respeite seus horários, mas também não se culpe

Em suma, você deve respeitar os horários que criou para estudar. Isso é um ponto decisivo para que você possa extrair ao máximo os assuntos que está estudando.

É preciso levar em consideração que para se ter uma boa aprendizagem, é de extrema importância ter uma boa concentração.

E que na condição de ser mãe e concurseira, organização é a palavra chave para conseguir ser efetiva nos estudos.

Não importa se só são 2 ou 3 horas por dia, o importante é estudar com qualidade durante essas horas.

Entretanto, imprevistos acontecem. Há dias em que seu filho ficará doente, seus pais precisarão de apoio e até mesmo você não estará nas melhores condições.

Logo, não se culpe se eventualmente seu desempenho não for dos melhores. O importante é dar a volta por cima e retomar o ritmo o quanto antes.

Esse conselho vale, também, para as mamães em fase de amamentação. Se o bebê chorar durante os seus estudos, não se desespere.

Primeiramente, acalme seu bebê e depois que ele parar de chorar e voltar a descansar, acalme-se também.

Respire prestando atenção na sua respiração por um minuto e volte a se concentrar.

Novamente, o método de ciclo de estudos pode ser a melhor opção para sua rotina corrida de como estudar para concurso com filho pequeno, afinal, com ele você estabelece metas de tempo de estudo, mas sem definir um horário rígido previamente. Isso ajuda porque se o seu filho não estiver se sentindo bem na parte da manhã, você pode trocar as horas de estudo desse período do dia por algumas horas na parte da tarde. Usar um aplicativo para organizar o seu ciclo de estudos é uma boa ideia!

Ainda pensa em ser mãe? Saiba que esse sonho é mais fácil no serviço público

Ao contrário da iniciativa privada, em que a maternidade é muitas vezes mal vista, no serviço público seus direitos são assegurados!

De acordo com uma pesquisa da Escola Brasileira de Economia e Finanças da Fundação Getúlio Vargas (FGV), metade das mulheres com a trajetória profissional analisada no estudo estava fora do mercado de trabalho 12 meses após o início da licença-maternidade.

Os motivos para a saída são inúmeros: demissão, falta de vagas em creches ou renda insuficiente para contratar uma babá.

Dessa forma, a carreira pública é uma excelente alternativa para as mulheres nos concursos que desejam se tornar mães.

Isso porque seus direitos como a licença-maternidade são plenamente garantidos! Ou seja, no serviço público, as mães são bem-vindas.

São seis meses de licença-maternidade, sendo permitido emendar com as férias e, até mesmo, emendar outras gestações se quiser.

No serviço público seu cargo é preservado, assim como o seu direito de ser mãe dedicada a sua família.

Além disso, os bons salários garantem que você poderá pagar uma boa creche ou babá nos primeiros anos de vida da criança, garantindo a sua tranquilidade para continuar trabalhando.

Seu filho terá orgulho de você e também poderá seguir seu exemplo

É difícil acreditar mas, por mais que seu pequeno te dê trabalho hoje, pode contar que, no futuro, quando ele souber a jornada que você enfrentou para ser aprovada, ele terá muito orgulho de você.

Além disso, você verá estampado no rosto dele a gratidão pela boa educação, pelos momentos de lazer e por outros confortos que você poderá oferecer a ele.

Por outro lado, se você for mãe de um adolescente, que às vezes está desmotivado com a escola ou a preparação para o vestibular, seu empenho com os estudos poderá ser inspirador.

Assim sendo, além da sua preparação garantir a sua aprovação, servirá de estímulo para que seu filho seja zeloso com os estudos dele.

Dessa forma, o compromisso com os estudos e com as dicas de como estudar para concurso com filho pequeno ou adolescente é capaz não só de gerar benefícios para você, mas refletir em uma postura mais madura para toda a família.

A melhor forma de se motivar é buscando inspiração nos pequenos

Como estudar para concurso com filho pequenos é uma tarefa difícil, é normal que haja dias em que a motivação está baixa.

E, nessas horas, a sua principal motivação será seu próprio filho. Lembre-se sempre de que você está enfrentando toda essa jornada justamente para oferecer a ele melhores condições de vida. Lembre-se sempre de buscar responder à pergunta: “Por que eu estudo para concurso?”. Essa pergunta vai te lembrar das razões que te levaram a escolher esse caminho. 

Elabore um mapa dos sonhos, com tudo o que você almeja alcançar pela sua família. Tenho certeza que te dará um gás extra!

Para as mamães que estão começando a estudar, uma ajuda

Se você está decidida a seguir as dicas de como estudar para concurso com filho pequeno , toda ajuda é válida para se aprofundar nos estudos, não é mesmo?

É verdade que as dificuldades do caminho da aprovação são enormes. Mas elas podem ser muito facilitadas quando você tem as ferramentas corretas ao seu alcance.

Saiba que você não precisa, e nem deveria, tentar fazer tudo sozinho, facilite a sua vida usando uma tecnologia como a do aplicativo Estudaqui.

Em poucos segundos o app monta seu ciclo de estudo perfeito personalizado, sem você precisar ter qualquer trabalho. E isso não é tudo! O Estudaqui ainda permite, automaticamente:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • ver relatórios de conclusão de estudo e avanços do conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • tomar ações para melhoria de desempenho com ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado.
  • Acesse o site e conheça mais sobre o Estudaqui: estudo de alto desempenho, simples e acessível a todos!

Fique à vontade para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Um abraço, Thiago Magalhães.

Ver todos os artigos de Thiago Magalhães