Como aumentar o percentual de acertos em questões de concursos

Como aumentar o percentual de acertos em questões de concursos?

Todo concurseiro sabe que a aprovação é resultado de bastante treino, o que significa desenvolver questões frequentemente. Por isso, muitos desejam saber como aumentar o percentual de acertos em questões.

De fato, fazer questões da última prova do seu concurso, bem como de outras provas recentes da mesma banca, é uma atitude imprescindível para o sucesso.

Afinal, como já falamos em outro artigo, ao resolver questões de concursos públicos, você ativa ainda mais o hemisfério esquerdo do cérebro.

E é esse lado que  é conhecido como o “cérebro acadêmico”, por conter áreas responsáveis pelo raciocínio lógico, fala e matemática.

Além disso, é por meio das questões que você percebe quais conteúdos são recorrentes e têm muita chance de serem cobrados novamente.

Assim sendo, se você vive errando questões por bobeira, continue a leitura. Vou dar algumas dicas sobre como aumentar o percentual de acertos em questões. Confira!

Faço apenas uma breve pausa no artigo para deixar claro que eu, Alexandre Meirelles, não tenho qualquer relação com a Estudaqui e que não ganho nada ao escrever esses artigos e nem ao indicar o aplicativo Estudaqui. Indico o aplicativo e apoio o site porque gosto e porque eles são realmente os melhores do mercado no que fazem, são de longe a melhor opção!

Com qual percentual de acertos eu posso passar para o próximo assunto?

Uma das grandes preocupações dos concursandos é saber quantas questões deve acertar de um assunto para, enfim, pular para o próximo.

Por exemplo, ao estudar Atos Administrativos, dentro da disciplina de Direito Administrativo, você se depara ao final com uma lista de questões e começa a resolvê-la.

No entanto, ao conferir o gabarito, você fica na dúvida se pode prosseguir ou se deve estudar mais o tema.

Nesse caso, qual é o percentual de acertos em questões ideal para que seja possível prosseguir na disciplina?

Eu diria que no mínimo, você deve acertar 2/3 das questões – pelo menos 66%, 70% do total.

Não consigo chegar a este índice. E agora?

Se você está com a matéria fresca na memória e não está atingindo esse percentual de acertos em questões de concursos, algo está errado.

Nesse caso, você precisa ver se você realmente entendeu o assunto. Caso contrário, é hora de estudar mais, assistir a mais aulas e até mesmo rever seus métodos de estudo.

Sua atenção deve ser redobrada quando se trata das principais disciplinas do seu concurso.

Caso seja uma disciplina secundária, que é difícil de cair muitas questões, você pode até seguir acertando pelo menos 50% das questões.

No entanto, quando se trata de um dos temas importantes do seu certame, é hora de parar e ver o que está errado.

Assim sendo, pode ser um indicativo de que:

  • a qualidade do seu material não está das melhores;
  • que você não está entendendo e decorando as principais partes do conteúdo;
  • que você irá precisar da ajuda de um professor por meio de aulas.

Dessa forma, para aumentar o percentual de acertos em questões, revise todos os esses aspectos, a fim de potencializar seu aprendizado.

O que você não pode deixar acontecer, de forma alguma, é manter uma média baixa de questões em todas as disciplinas.

Caso contrário, você se verá em uma bola de neve de dúvidas!

Você sabia?

Os fundadores da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCAR, UNIFESP etc) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES etc). E o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkely e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

Conheça nossa história e o aplicativo de estudo da Estudaqui, e também continue lendo :).

É normal ter mais facilidade em alguns assuntos

Também é normal ter um desempenho altíssimo em certas disciplinas, com 90% de acertos, enquanto outros dificilmente você ultrapassa a casa dos 60%.

No caso das disciplinas em que seu desempenho é mediano, você deve verificar por que acertou menos.

Não é vergonha nenhuma admitir que não entendeu nada do conteúdo e, assim, ter que procurar mais aulas e materiais de apoio.

Entenda, também, quando você está errando de bobeira. Nesse caso, é ter atenção redobrada aos detalhes e fazer mais questões do mesmo estilo, que cobram justamente esses pontos em que você vem deslizando.

Ao acabar de estudar, o percentual de acertos é maior

É importante destacar que, ao acabar de estudar, você provavelmente terá um percentual de acertos maior nas questões do assunto.

Isso porque a teoria está toda fresca na sua cabeça, fazendo com que você acerte até mesmo as questões de decoreba.

Com o passar dos dias, se você repetir a mesma lista de exercícios, poderá observar uma queda no desempenho.

Isso porque a decoreba exigida por algumas questões já não está mais tão fresca na sua mente.

Entretanto, essa é uma excelente oportunidade de revisar o conteúdo, voltando na disciplina para procurar os pontos que você errou e fixá-los novamente.

Tenha como meta acertar mais de 80% das questões

Para se considerar o “mestre” em uma disciplina, busque pelo menos de 80% a 90% de acertos nos exercícios.

Aliás, essa é uma meta que você deve buscar trabalhar sobretudo nas disciplinas principais.

Afinal, quase todos os concursos mais concorridos exigem pelo menos uns 80% de aproveitamento para ficar entre aqueles concursandos que competem pela aprovação.

Logo, defina quais são as disciplinas principais e busque muitas listas de questões. Priorize as questões da última prova do seu concurso e as recentes da mesma banca que fará o seu.

Lembre-se de que quanto mais você acertar em casa, melhor, mas pode iludi-lo um pouco. Em casa, você terá todo o conforto e tranquilidade na hora de desenvolver questões, portanto, seu desempenho sempre será melhor.

Assim, se você atingir uma média de 90% de acertos em casa, pelo menos irá garantir 80% ou mais na prova, quando seu desempenho também poderá ser afetado por ansiedade e outros desconfortos.

Comentários de questões

Diante de questões comentadas, você não precisa ler cada explicação e comentário daquelas que acertou facilmente. 

No entanto, em caso de erros, obviamente ler a resolução é indispensável, para sanar qualquer equívoco. 

Se acertou meio na corda-bamba, a postura é a mesma: leia o comentário e entenda a explicação

Isso te ajuda a sedimentar o raciocínio e a memória para evitar vacilos futuros em questões semelhantes. 

Lembrando que as questões que você errou ou acertou, mas com insegurança, devem ser marcadas para serem resolvidas novamente depois!

Inventar minhas próprias questões é uma boa?

Muitas pessoas que sugerem que você elabore as suas próprias questões e resolva-as, para aumentar os seus acertos.

Entretanto, eu acho que essa é uma ideia contraprodutiva. Afinal de contas, se você mesmo idealizou a questão, muito provavelmente se lembrará do gabarito. 

Nesse caso, se você esgotou as questões ou não encontrou muitas, prefira estudar de maneira ativa

Conteúdos com poucas questões devem ser marcados com marca-texto, estar acompanhados de anotações, post-its etc.

As questões “bizu”

Para saber como aumentar o percentual de acertos em questões, procure aquelas que são mais interessantes, o que costumo chamar de “bizu”.

Mas como saber se uma questão é um bizu ou não? São aquelas que, em geral, se encaixam em uma das alternativas a seguir:

  • uma comum de cair em prova e que você ainda não domina muito bem;
  • uma bem complicada e que você vai acabar esquecendo caso não a resolva outras vezes;
  • uma que pode até ser relativamente fácil, mas que serve como um bom resumo da matéria;
  • uma que possui uma pegadinha perigosa e que é bom você se acostumar a se prevenir de algo parecido;
  • uma que tenha algum tópico que você erra quase sempre.

Para marcar as bizus, é só fazer uma bolinha em volta do número da questão. Assim, se for um dia resolver de novo as questões daquela lista, não perderá tempo resolvendo questões bobas. Somente terá que refazer os bizus.

Como aumentar o percentual de acertos em questões? Persista e busque apoio!

Por fim, se mantendo os seus métodos de estudo os acertos não aumentam, é hora de se mexer.

Troque de material, faça mais questões e assista às aulas novamente.

Outra forma de aumentar o percentual de acertos em questões é procurando ajuda, sobretudo da tenologia.

Nos dias de hoje não é mais necessário perder suas preciosas horas de estudo tentando aprender como fazer tudo sozinho, os tempos mudaram, e agora a tecnologia deve ser, sem dúvida alguma, a sua maior aliada. Por isso já faz algum tempo que eu vinha indicando o aplicativo Estudaqui para todos os meus alunos de mentoria.

Em poucos segundos o app monta seu ciclo de estudo perfeito personalizado, sem você precisar ter qualquer trabalho. E isso não é tudo! O Estudaqui ainda permite, automaticamente:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • ver relatórios de conclusão de estudo e avanços do conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • tomar ações para melhoria de desempenho com ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado.
  • Acesse o site e conheça mais sobre o Estudaqui: estudo de alto desempenho, simples e acessível a todos!

Fique à vontade para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Ver todos os artigos de Alexandre Meirelles.