Bancas organizadoras de concursos - quais são as principais

Bancas organizadoras de concursos: quais são as principais?

Um concurseiro vencedor é aquele que tem a capacidade de conhecer bem o estilo de questões cobradas pelas bancas organizadoras de concursos, sobretudo a que irá organizar o certame desejado.

Conhecer a banca é essencial para prestar a prova com eficiência, afinal este é um elemento importante para direcionar e otimizar seus estudos.

Portanto, você deve buscar saber o rigor e o tipo de cobrança cobrados preferencialmente pela banca organizadora, a fim de obter o melhor desempenho possível nas questões.

Pensando nisso, preparei um artigo para explicar quais são e como são os perfis das principais bancas organizadoras de concursos no Brasil. Continue a leitura!

O que são as bancas organizadoras de concursos?

Antes de começarmos, um esclarecimento: O correto é chamá-las de “instituições organizadoras de concursos”, pois as “bancas” são os grupos de professores contratados pela instituição para organizarem uma prova. Contudo, todo mundo chama FCC, FGV, Cespe etc. de banca mesmo, então seguiremos assim.

As bancas examinadoras são responsáveis pela elaboração, divulgação e organização dos concursos públicos.

Normalmente, possuem professores permanentes ou contratam alguns especificamente para elaboração das questões das provas.

Dessa forma, o candidato que conhecer o estilo da banca, suas exigências e nível de dificuldade, estará mais preparado para a prova, fugindo de erros e surpresas.

Procurar entender as principais bancas organizadoras de concursos, com foco na que organizará o seu certame, permite que você entenda vários pontos importantes, como:

  • tipos de questões;
  • objetivo das questões;
  • forma de organização do edital;
  • tipos de recursos; 
  • tipos de pontuação.

E como saber mais sobre as bancas organizadoras de concursos?

Agora você deve estar se perguntando: “Como posso me familiarizar com os estilos das bancas organizadoras de concursos?”.

Uma dica para conhecer as bancas organizadoras – ou aquela que será a do seu próximo concurso – é pesquisar as últimas provas do seu concurso que foram organizadas pela banca.

Além disso, pesquisar provas de outros certames organizados por esta banca deve ser o segundo passo.

Por último, você pode comparar a forma como a banca organiza as suas provas e o edital com outras bancas existentes. 

Afinal, cada banca organizadora tem seus próprios recursos e objetivos, bem como o seu modo de organizar um certame.

Você sabia?

Os fundadores da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCAR, UNIFESP etc) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES etc). E o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkely e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

Conheça nossa história e o aplicativo de estudo da Estudaqui. E claro, continue lendo :).

Quais são as principais bancas organizadoras de concursos?

Buscando ajudá-lo nessa jornada de conhecimento pelas bancas organizadoras de concursos, vou citar as principais.

Além disso, com a minha experiência no mundo dos concursos, vou citar algumas características e particularidades de cada uma. Confira!

1. Cespe/Cebraspe 

A banca Cespe/UNB é uma das principais organizadoras de concursos públicos e também é bastante temida pela maioria dos concurseiros. Há um tempo mudou de nome para Cebraspe, mas os concurseiros continuam a chamando de Cespe.

O Cespe geralmente aposta em questões em que é preciso assinalar certo e errado nos enunciados e isso pede atenção redobrada dos candidatos. 

Isso porque quando uma questão é marcada erradamente, a penalidade é dada por meio do desconto de uma questão correta.

Assim sendo, neste formato, o candidato passa a ter 50% de chance de acerto e erro.

Além disso, o candidato perde a possibilidade de comparar opções de resposta e chutar por eliminação. Ele tem que, de fato, saber o conteúdo do exame.

Toda prova do Cespe, em geral, conta com questões muito bem elaboradas, fazendo com que candidatos realmente qualificados sejam aprovados.

Assim sendo, ao estudar para uma prova organizada pelo Cespe/UNB, o candidato deve praticar muitos exercícios dela, pois são os mais diferentes em relação a outras bancas. 

2. FCC – Fundação Carlos Chagas

A FCC anteriormente cobrava muitas questões do tipo “copia e cola”, pois as questões costumavam apresentar o perfil “decoreba”.

No entanto, agora este cenário mudou e eu a considero a melhor banca quando o assunto é a elaboração de questões de múltipla escolha.

Apesar dos longos enunciados, não apresentam tanta complexidade quando comparada às provas do Cespe. O estilo é de mais praticidade e respostas diretas.

Em geral, a banca também apresenta tradição de questões que cobram a análise e conhecimento literal das leis e da jurisprudência.

Além disso, preste bastante atenção aos enunciados: A FCC tem o costume de pedir a marcação da alternativa incorreta e muitos candidatos erram por não lerem devidamente.

Essa é uma das bancas organizadoras de concursos mais sérias do país e, assim como o Cespe, tem mais chance de organizar um certame que valoriza candidatos que estudaram.

3. FGV – Fundação Getúlio Vargas

A FGV é uma banca famosa por aplicar os exames da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Também costuma ser conhecida por aplicar algumas provas para cargos em tribunais em todo Brasil e grandes concursos que envolvam cargos da área do Direito.

É, sobretudo, uma das bancas organizadoras de concursos que trazem questões bastante complexas.

Por isso, muitos candidatos classificam essa banca como difícil e isso se deve a sua imprevisibilidade. Ela muda seu padrão a cada prova.

Em geral, traz textos longos para interpretação de texto e gramática. Na parte de Direito vem cobrando casos práticos e questões multidisciplinares envolvendo também texto de lei.

Dessa forma, se você irá prestar um concurso da FGV, a dica é estudar bastante o edital, fazer provas de concursos anteriores e olhar com carinho para a bibliografia, pois a banca já chegou a cobrar até mesmo notas de rodapé.

4. Cesgranrio

O Cesgranrio é uma banca mais fácil de se adaptar ao estilo uma vez que há muitas questões disponíveis em sites de questões.

Em geral, as provas organizadas pelo Cesgranrio são famosas por distribuir equilibradamente o conteúdo do edital.

Assim sendo, é bem difícil não cobrarem algo proposto em edital. 

Quanto à interpretação de texto, é tão complexa quanto a do Cespe e ainda pode ter gráficos e imagens.

Cuidado também com as provas de Raciocínio Lógico: geralmente são complexas e grandes, exigindo concentração do candidato.

5. Esaf

A Esaf também era uma banca que costumava deixar os concurseiros de cabelo em pé. Fazia concursos da Receita Federal e alguns outros concursos, geralmente federais.

As questões eram bem elaboradas e complexas, com estudo de casos em Direito e cobrança da letra de lei.

Dessa forma, o candidato tinha que estar bastante preparado, porque o grau de dificuldade era de médio para alto.

Nos últimos meses de 2018, entretanto, foi anunciado que a Esaf não faria mais nenhum concurso.

Mas pode continuar fazendo questões de provas anteriores da Esaf. Será um bom treino para qualquer prova que vier, com toda certeza.

No entanto, não se limite apenas ao conhecimento do estilo de prova desta banca que, agora, está extinta.

6. Vunesp

A Vunesp é a banca responsável pelos concursos da Polícia Civil paulista, tribunais de justiça, Cetesb, prefeituras paulistas, entre outros.

É uma banca considerada menos complexa que a FCC, por exemplo, mas que vem melhorado o nível de suas questões nos últimos anos.

Estudar gramática e os textos das leis são fatores muito importantes para provas organizadas pela Vunesp.

Por isso, aposte no estudo mais intenso do texto de lei e de gramática e resolva provas anteriores para perceber melhor o estilo das questões.

Atenção especial à disciplina de Português!

Quando você estiver estudando para um ou mais concursos, tenha uma atenção especial ao estilo da prova de Português de cada banca.

Isso porque as bancas organizadoras de concursos costumam cobrar essa disciplina de maneiras muito diferentes.

A prova de Português muda demais de uma banca para outra – há as que exigem mais de interpretação, outras de gramática etc.

Portanto, concentre-se bastante em entender o estilo e o ritmo das questões de português da banca do seu concurso.

BÔNUS: Confira artigos especiais aqui no blog sobre as Provas de Português do Cespe e a Provas de Português da FCC.

Bancas pequenas: Como estudar?

Às vezes a banca organizadora do concurso é uma organização tão pequena que não há muitas questões anteriores para você estudar.

Logo, se você se encontra nessa situação, você deve fazer questões de outras bancas pequenas, com tradição de questões mais diretas e decorebas.

Busque estudar lei seca (veja o artigo “como estudar lei seca?”), questões de raciocínio lógico mais intensas e mais. Dificilmente essas bancas trazem questões mais aprofundadas, de jurisprudência etc.

Seja lá qual for a sua banca, busque suporte

Não se desespere caso a banca do seu concurso esteja classificada como uma das mais desafiadoras do país.

Conhecer o estilo da banca e chegar afiado ao dia da prova é possível, ainda mais se você tiver suporte.

É verdade que as dificuldades do caminho da aprovação são enormes. Mas elas podem ser muito facilitadas quando você tem as ferramentas corretas ao seu alcance.

Saiba que você não precisa, e nem deveria, tentar fazer tudo sozinho, facilite a sua vida usando uma tecnologia como a do aplicativo Estudaqui.

Em poucos segundos o app monta seu ciclo de estudo perfeito personalizado, sem você precisar ter qualquer trabalho. E isso não é tudo! O Estudaqui ainda permite, automaticamente:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • ver relatórios de conclusão de estudo e avanços do conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • tomar ações para melhoria de desempenho com ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado.
  • Acesse o site e conheça mais sobre o Estudaqui: estudo de alto desempenho, simples e acessível a todos!

Fique à vontade para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Um abraço, Thiago Magalhães.

Ver todos os artigos de Thiago Magalhães