Anotações de estudo - como criar marcações mais produtivas

Como fazer anotações de estudo e marcações de estudo mais produtivas

As anotações de estudo e marcações do estudo são um costume muito corriqueiro entre os melhores estudantes, que buscam fixar ao máximo os conteúdos estudados, sobretudo aqueles em que surgem dúvidas.

De fato, as anotações de estudo certamente vão o ajudar e chamar a sua atenção para algum assunto que não ficou claro, ou que você esteja ainda com dificuldade.

Além disso, as anotações de estudo também podem corresponder a um insight que você teve, ou uma associação com uma outra parte da matéria.

Assim sendo, no artigo de hoje vamos apresentar dicas valiosas de como fazer anotações de estudo que realmente irão escalar o seu desempenho. Confira!

Para facilitar sua vida, colocaremos primeiro a listagem, e depois colocaremos os detalhes de cada dica no restante do artigo.

  • Evite o marca-texto no primeiro contato;
  • Apague as marcações não utilizadas;
  • Faça anotações de estudo do que é necessário ser relembrado;
  • Depois de um tempo algumas marcações se tornam desnecessárias;
  • Não tenha pena de riscar seu material de estudo;
  • Dê destaque para os termos negativos;
  • Marque títulos e subtítulos com outras cores.

Agora sim, vamos te mostar mais detalhes de cada dica :)

1. Evite o marca-texto no primeiro contato

Se você está tendo seu primeiro contato com o assunto, evite o uso exagerado do famoso marca-texto amarelo.

Se é a primeira vez que você está lendo um conteúdo, tenha em mãos um lápis ou uma lapiseira.

Afinal, se você nunca viu aquele assunto, a tendência é achar que tudo é importante. Logo, você será capaz de deixar todo o seu material marcado em uma cor neon de marca-texto.

Assim sendo, no primeiro contato com a disciplina, sublinhe trechos e todas as partes que você julgue importante com o lápis ou a lapiseira.

Só depois que você fizer os exercícios do assunto e conseguir entender quais assuntos são mais cobrados, aí você volta no material e marca de caneta os assuntos que são realmente muito relevantes.

Dessa forma, você poderá apagar as marcações de outros trechos que não são tão importantes assim.

Portanto, o marca-texto deve ser usado quando você tiver certeza que o tema marcado a lápis é realmente imprescindível.

2. E quanto às marcações feitas que não foram cobradas em exercícios?

Depois de fazer os exercícios, identificar os temas realmente relevantes e marcar com a caneta amarela, você perceberá várias marcações sobrando.

Afinal, o que fazer com elas? Será que elas são, de fato, “dispensáveis”?

Pois bem, meu amigo: nossa sugestão é que você tome coragem e realmente apague-as. Sem dó.

Caso, em uma nova lista de exercícios, algum desses assuntos surja, aí sim poderá valer a pena voltar ao material e usar o marca-texto neste trecho em específico.

3. Faça anotações de estudo do que é necessário ser relembrado

É importante ressaltar que não é porque uma coisa é importante que você deve marcar de amarelo (ou qualquer que seja a cor da sua caneta).

Você deve destacar o que é importante mas que também deve ser relembrado, ou seja, aqueles conteúdos “bizus” para a hora da prova.

Por exemplo, quem estuda para um concurso na área fiscal, como o da receita federal, deve saber que o ICMS é um imposto estadual. É sim uma informação muito importante, porém será que você precisaria marcar isso? Não, porque isso já será óbvio e difundido na sua mente depois de muito pouco tempo de estudo.

O mesmo serve para informações importante de outras provas, como vestibular, Enem, OAB, carreiras militares, residência médica etc.

Você deve, portanto, marcar informações que, além de serem importantes, precisam ser constantemente lembradas para não serem esquecidas.

Você sabia?

Os fundadores da Estudaqui foram aprovados nos melhores vestibulares (USP/FUVEST, UFSCAR, UNIFESP etc) e também nos melhores concursos do Brasil (Auditor Fiscal de SP, do MT, do ES etc). E o projeto da Estudaqui foi validado por eles em alguns dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo (Stanford, UC Berkely e Draper University), no Vale do Silício, na Califórnia.

Conheça nossa história e o aplicativo de estudo da Estudaqui. E claro, continue lendo :).

4. Depois de um tempo algumas marcações se tornam desnecessárias

De fato, quando você começa a estudar, suas marcações são muito mais frequentes, uma vez que você não tem familiaridade com o conteúdo.

Ao longo do tempo, revendo-as, você pode até mesmo achar muitas delas bobas, uma vez que vários dos conceitos já estarão fixados e, consequentemente, óbvios para você.

Por isso, não se preocupe – caso você veja uma anotação que não é mais tão relevante, risque com a sua lapiseira ou lápis.

5. Não tenha pena de riscar seu material de estudo

Quando o assunto é fazer anotações de estudos, muitos estudantes são caprichosos e têm a famosa “pena de riscar os livros”.

Não tenha pena de rabiscar, anotar, marcar, usar canetas e mais. O exercício de fazer anotações é vital para o seu desempenho.

Se o estudante tem um livro todo branquinho, ou o livro é novo, ou é sinal de que ele não estuda da maneira correta.

Dessa forma, não tenha medo de fazer suas anotações e riscar seu material. O capricho e o preciosismo com o livro podem custar uma questão da sua prova!

6. Dê destaque para os termos negativos

Palavras de negação como “não”, “a exceção”, “salvo disposição em contrário” e mais, marque com uma caneta vermelha.

Sempre que houver uma ideia negativa no assunto ou frase, deixe bem destacado para que você entenda as exceções e consiga responder questões que envolvam esses temas.

Em geral, na prova, se você não presta atenção nos termos negativos, a probabilidade é marcar a primeira alternativa correta que ler e sair comemorando, sendo que, na verdade, o título pedia a incorreta, a exceção etc.

7. Títulos e subtítulos de outras cores

Utilize cores específicas de marcadores (como por exemplo, marca-textos azuis ou verdes) para destacar títulos e subtítulos importantes.

Dessa forma, o tradicional marca-texto amarelo fica para destaques em texto corrido. Essa estratégia funciona muito bem, e com certeza será muito útil para você.

Além das anotações de estudo

Fazer anotações de estudo de qualidade é importante para escalar seu desempenho e virar craque nas questões.

No entanto, mais do que isso, você deve ter uma preparação completa e bem amparada.

Saiba que você não precisa, e nem deveria, tentar fazer tudo sozinho, facilite a sua vida usando uma tecnologia como a do aplicativo Estudaqui.

Em poucos segundos o app monta seu ciclo de estudo perfeito personalizado, sem você precisar ter qualquer trabalho. E isso não é tudo! O Estudaqui ainda permite, automaticamente:

  • controlar o tempo de estudo de maneira simples e fácil;
  • acompanhar as porcentagens de acerto em qualquer celular ou tablet;
  • ver relatórios de conclusão de estudo e avanços do conteúdo;
  • rever o histórico de tudo o que foi estudado;
  • tomar ações para melhoria de desempenho com ajuda da melhor tecnologia de estudo do mercado.
  • Acesse o site e conheça mais sobre o Estudaqui: estudo de alto desempenho, simples e acessível a todos!

Fique à vontade para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Um abraço, Tiago Ribeiro Neves.

Ver todos os artigos de Tiago Ribeiro Neves